Governo da Bahia

NOTÍCIAS

Coronavírus: 790.040 pessoas estão curadas em todo o Brasil

Quarta-feira, 01 de Julho de 2020 / Brasil

Número representa mais da metade do total de casos acumulados (56,3%). Informações foram atualizadas até as 18h30 desta terça-feira (30)

O Ministério da Saúde registrou, nesta terça-feira (30), o total de 790.040 pessoas curadas do coronavírus em todo o país. O número é superior à quantidade de casos ativos (552.407), que são pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (56,3%). As informações estão atualizadas até às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

O Governo Federal mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem enviado recursos extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

De janeiro a junho, o Ministério da Saúde enviou R$ 50,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,7 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15 milhões unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,7 milhões de EPIS, mais de 10,6 milhões de testes de diagnóstico para COVID-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 6.410 equipamentos para todos os estados brasileiros de maio até hoje.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS) a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.402.041 casos confirmados da doença, sendo 33.846 registrados nas últimas 24h. 

Em relação aos óbitos, atualmente, o Brasil tem no acumulado 59.594 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 525 mortes nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Do total, 349 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 3.950 seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra 757.462 pessoas curadas do coronavírus

Terça-feira, 30 de Junho de 2020 / Brasil

Número representa mais da metade do total de casos acumulados (55,4%). Informações atualizadas até as 18h30 desta segunda-feira (29)

O Ministério da Saúde registrou nesta segunda-feira (29) o total de 757.462 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. O número é superior à quantidade de casos ativos no país (552.419), que são pacientes em acompanhamento médico. Atualmente, o registro dos curados já representa mais da metade do total de casos acumulados (55,4%). As informações estão atualizadas até as 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

O número de recuperados está crescendo devido aos esforços constantes e diários feitos pelo Governo Federal, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem enviado recursos extras e fortalecido toda a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

De janeiro a junho, o Ministério da Saúde enviou R$ 49,5 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,6 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos 11,3 milhões unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,2 milhões de EPIS, 10,6 milhões de testes de diagnóstico para COVID-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares. A pasta já entregou 4.857 equipamentos para todos os estados brasileiros de maio até hoje.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS) a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.368.195 casos confirmados da doença, sendo 24.052 registrados nas últimas 24h. 

Em relação aos óbitos, atualmente, o Brasil tem no acumulado 58.314 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 692 mortes nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por COVID-19 apenas neste período. Do total, 349 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 3.954 seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA CREDITA ABONO SALARIAL 2020/2021 PARA TRABALHADORES NASCIDOS DE JULHO A DEZEMBRO NESTA TERÇA-FEIRA (30)

Terça-feira, 30 de Junho de 2020 / Brasil

Valor do benefício varia de R$ 88 a R$ 1.045 de acordo com a quantidade de meses trabalhados durante o ano base 2019

A CAIXA inicia, nesta terça-feira (30), o crédito do Abono Salarial referente ao calendário 2020/2021 para trabalhadores nascidos de julho a dezembro. São mais de 5,9 milhões de trabalhadores que terão o crédito em conta antecipado, totalizando R$ 4,5 bilhões em recursos injetados na economia.

A antecipação do início do calendário foi possibilitada pela publicação da Resolução CODEFAT Nº 857, de 1º de abril de 2020, como mais uma medida do Governo Federal para mitigar os efeitos econômicos da pandemia do coronavírus (COVID-19). Em anos anteriores o calendário tinha início no final de julho. Para que ocorra o crédito em conta da CAIXA, os trabalhadores nascidos neste período precisam ter conta individual com movimentação e sem restrição impeditiva ao recebimento do crédito.

Para os demais trabalhadores, o pagamento será escalonado conforme o mês de nascimento. Confira o calendário:

O valor do Abono Salarial varia de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano base 2019. O trabalhador pode consultar o valor do benefício no Aplicativo CAIXA Trabalhador, no site da CAIXA (www.caixa.gov.br/abonosalarial) ou pelo Atendimento CAIXA ao Cidadão: 0800 726 0207.

A CAIXA vai disponibilizar cerca de R$ 15,8 bilhões para mais de 20,5 milhões de beneficiários até o final do calendário do exercício 2020/2021. O Abono Salarial ficará disponível para saque até 30 de junho de 2021.

A equipe do CAIXA Notícias gravou uma entrevista com o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães. O material pode ser utilizado pelos veículos de imprensa, total ou em parte, sem a necessidade de creditar à assessoria de imprensa do banco:

https://we.tl/t-v2hIHrrX82

https://we.tl/t-nn9CmT1QGH

Dados regionais:

Na Bahia, são 350 mil trabalhadores nascidos entre julho e dezembro, totalizando R$ 281 milhões em recursos que serão creditados antecipadamente. Durante todo o calendário, a CAIXA irá disponibilizar quase 830 milhões para 1,03 mi de trabalhadores na Bahia.

Nova disponibilização do Abono Salarial do Exercício 2019/2020:

Os trabalhadores com direito a receber o benefício no calendário 2019/2020 que não realizaram o saque até o dia 29 de maio de 2020 terão uma nova oportunidade de sacar os valores. O Abono Salarial referente àquele exercício será liberado novamente no calendário 2020/2021, em atendimento à Resolução CODEFAT nº 838, de 24 de setembro de 2019. O saque pode ser realizado a partir do dia 16/07/2020 e vai até o dia 30/06/2021 nos canais de atendimento com cartão e senha cidadão, ou nas agências da CAIXA. A consulta ao direito também pode ser realizada pelo App CAIXA Trabalhador e pelo atendimento CAIXA ao Cidadão, 0800 726 0207.

Quem tem direito ao Abono Salarial:

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente para empregador inscrito no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) por pelo menos 30 dias no ano-base 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), ano-base 2019.

Quem possui o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento CAIXA Aqui ou aos terminais de autoatendimento da CAIXA. Caso não tenha o Cartão do Cidadão e não tenha recebido automaticamente em conta CAIXA, o valor pode ser retirado em qualquer agência da CAIXA, apresentando o documento de identificação oficial com foto.

O trabalhador com vínculo a empresa ou órgão público possui inscrição PASEP e recebe o pagamento pelo Banco do Brasil.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Brasil entra em parceria para produção de vacina contra Covid-19

Sábado, 27 de Junho de 2020 / Brasil

País receberá a transferência de tecnologia da tecnologia mais promissora contra a doença no mundo. Quando demonstrada segurança, serão 100 milhões de doses

O governo federal enviou resposta à embaixada Britânica e ao presidente do laboratório AstraZeneca aceitando a proposta de acordo de cooperação no desenvolvimento tecnológico e acesso do Brasil à vacina para COVID-19. O acordo prevê a compra de lotes da vacina e da transferência de tecnologia. Se demonstrada eficácia, serão 100 milhões de doses à disposição da população brasileira.

A vacina é desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca, sendo uma das mais promissoras no mundo. No Brasil, a tecnologia será desenvolvida pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), fundação do Ministério da Saúde.

O acordo, quando celebrado, prevê a transferência de tecnologia de formulação, o envase e o controle de qualidade. Será utilizada a previsão legal de encomenda tecnológica prevista na lei nº 10.973, de 2004, e amparada na lei de licitações, a 8.666, de 1.993.

O acordo tem duas etapas. Começa com uma encomenda em que o Brasil assume também os riscos da pesquisa. Ou seja, será paga pela tecnologia mesmo não tendo os resultados dos ensaios clínicos finais. Em uma segunda fase, caso a vacina se mostre eficaz e segura, será ampliada a compra.

Nessa fase inicial, de risco assumido, serão 30,4 milhões de doses da vacina, no valor total de U$ 127 milhões, incluídos os custos de transferência da tecnologia e do processo produtivo da Fiocruz, estimados em U$ 30 milhões. Os dois lotes a serem disponibilizados à Fiocruz, de 15,2 milhões de doses cada, deverão ser entregues em dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

O governo federal considera que esse risco de pesquisa e produção é necessário devido a urgência pela busca de uma solução efetiva para manutenção da saúde pública e segurança para a retomada do crescimento brasileiro.

Se a vacina for segura e eficaz e tivermos o registro no Brasil, serão mais 70 milhões de doses, no valor estimado em US$ 2,30 por dose. Com o acordo que será firmado, estamos colocando o país na liderança do desenvolvimento da vacina contra o coronavírus. A iniciativa, assim, não apenas garante que o produto à disposição, mas nos dará autonomia brasileira na produção.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra 697.526 recuperados do coronavírus

Sábado, 27 de Junho de 2020 / Brasil

Número representa mais da metade do total de casos acumulados (54,7%). Informações atualizadas até as 18h30 desta sexta-feira (26)

O Ministério da Saúde registrou nesta sexta-feira (26) o total de 697.526 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. O número é superior à quantidade de casos ativos no país (521.487), que são pacientes em acompanhamento médico. Atualmente, o registro dos curados já representa mais da metade do total de casos acumulados desde o início da pandemia (54,7%). As informações estão atualizadas até as 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

O número de recuperados está crescendo devido aos esforços constantes e diários feitos pelo Governo Federal, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem enviado recursos extras e fortalecido toda a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

De janeiro a junho, o Ministério da Saúde enviou R$ 49,5 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,6 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos 11,3 milhões unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,2 milhões de EPIS, 10,6 milhões de testes de diagnóstico para COVID-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares. A pasta já entregou 4.857 equipamentos para todos os estados brasileiros de maio até hoje.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS) a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.274.974 casos confirmados da doença, sendo 46.860 registrados nas últimas 24h. Atualmente, 4.937 municípios brasileiros (88,6%) já têm circulação do coronavírus, no entanto 3.280 deles têm de 2 a 100 casos confirmados, sendo que 523 municípios confiraram, até o momento, apenas um caso de COVID-19.

O mesmo acontece em relação aos óbitos. Hoje, 2.374 municípios (42,6%) registram mortes por COVID-19, mas 1.095 tem de duas a 10 confirmações. Além disso, 860 municípios confirmaram, até o momento, apenas um óbito por COVID-19. Atualmente, o Brasil tem, no acumulado, 55.961 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 990 mortes nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por COVID-19 apenas neste período. Nos últimos três dias ocorreram, de fato, 497 óbitos por Covid-19. Outros 3.844 casos estão em investigação.

As comorbidades ou fatores de risco mais frequentes dentre os óbitos por Covid-19 notificados são cardiopatia e diabetes, sendo que a maior parte desses casos que evoluíram ao óbito eram indivíduos com 60 ou mais anos de idade.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: 673.729 pessoas estão curadas em todo o Brasil

Sexta-feira, 26 de Junho de 2020 / Brasil

Número representa mais da metade do total de casos acumulados (54,9%). Informações atualizadas até as 18h desta quinta-feira (25)

O Ministério da Saúde registrou nesta quarta-feira o total de 673.729 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. O número é superior à quantidade de casos ativos no país (499.414), que são pacientes em acompanhamento médico. Atualmente, o registro dos curados já representa mais da metade do total de casos acumulados (54,9%). As informações estão atualizadas até as 18h e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

O número de recuperados está crescendo devido aos esforços constantes e diários feitos pelo Governo Federal, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem enviado recursos extras e fortalecido toda a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

De janeiro a junho, o Ministério da Saúde enviou R$ 49,5 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,6 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos 11,3 milhões unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,2 milhões de EPIS, 10,6 milhões de testes de diagnóstico para COVID-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares. A pasta já entregou 4.857 equipamentos para todos os estados brasileiros de maio até hoje.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS) a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.228.114 casos confirmados da doença, sendo 39.483 registrados nas últimas 24h. Atualmente, 4.937 municípios brasileiros (88,6%) já têm circulação do coronavírus, no entanto 3.280 deles têm de 2 a 100 casos confirmados, sendo que 523 municípios confiraram, até o momento, apenas um caso de COVID-19.

O mesmo acontece em relação aos óbitos. Hoje, 2.374 municípios (42,6%) registram mortes por COVID-19, mas 1.095 tem de duas a 10 confirmações. Além disso, 860 municípios confirmaram, até o momento, apenas um óbito por COVID-19. Atualmente, o Brasil tem, no acumulado, 54.971 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.141 mortes nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por COVID-19 apenas neste período.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA INICIA NESTE SÁBADO (27) O PAGAMENTO DA TERCEIRA PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Sexta-feira, 26 de Junho de 2020 / Brasil

Mais de 40 milhões de pessoas serão beneficiadas e R$ 25,9 bilhões serão injetados na economia

A CAIXA inicia neste sábado (27), o pagamento da terceira parcela do Auxílio Emergencial do Governo Federal para os beneficiários que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril e não fazem parte do calendário do Bolsa Família. Esta terceira etapa será realizada de acordo com calendário publicado nesta quinta-feira (25) pelo Ministério da Cidadania. No total, a CAIXA disponibilizará mais R$ 19,7 bilhões para 31 milhões de pessoas.

No mesmo dia a CAIXA realizará o pagamento de novo lote da segunda parcela do Auxílio Emergencial. São 8,7 milhões de beneficiários, do lote 2 (crédito da parcela 1 realizado entre 16/05 e 29/05), que receberão um montante de R$ 5,5 bilhões em benefícios. Também nesse dia, o banco creditará o quarto lote da parcela 1 do Auxílio Emergencial para 1,1 milhão de beneficiários. No total, a CAIXA disponibilizará, no lote 4, cerca de R$ 700 milhões.

Segundo o presidente Pedro Guimarães, com o anúncio deste novo calendário, 120 milhões de cidadãos serão atendidos pela CAIXA nos próximos meses, se considerarmos, além do Auxílio Emergencial, o Saque Emergencial FGTS e o Benefício Emergencial (BEm). “A CAIXA, agente financeiro do maior programa de pagamentos e inclusão bancária do país, vai atender mais da metade da população, reforçando sua missão social como banco de todos os brasileiros”, explica.

A exemplo do que foi realizado no calendário da segunda parcela do Auxílio Emergencial, os valores de R$ 600 e R$ 1.200 serão creditados na Conta Poupança Social Digital da CAIXA, de maneira escalonada conforme o mês de aniversário do beneficiário.

A CAIXA antecipará o crédito das parcelas para compras com o cartão de débito virtual ou por meio de maquininhas em lojas físicas (QR Code). Também será possível realizar o pagamento de boletos e concessionárias. A prioridade do banco é manter o atendimento digital, de forma a evitar aglomerações de pessoas nos pontos de atendimento, seguindo os protocolos de prevenção do período de pandemia. 

Confira a seguir as datas de pagamento, de acordo com o calendário:

 Saque em espécie

Os beneficiários que não utilizarem digitalmente os recursos podem optar por realizar o saque em espécie de acordo com o calendário escalonado por mês de aniversário A orientação da CAIXA é para que os recursos do auxílio sejam movimentados pelo CAIXA Tem.

Nas datas indicadas acima, havendo eventual saldo existente, o valor será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou, sendo poupança da CAIXA ou conta em outro banco.

A CAIXA realizou parcerias com prefeituras de 1280 cidades para a sinalização e organização das filas para facilitar a triagem fora das agências.

Bolsa Família

Mais de 1,9 milhão de beneficiários que estão no programa Bolsa Família, que tem o Número de Identificação Social (NIS) final 8, recebem o Auxílio Emergencial nesta sexta-feira (25).

O recebimento do Auxílio Emergencial por este público é feito da mesma forma que o benefício regular, utilizando o cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes CAIXA aqui; ou por crédito na conta CAIXA Fácil.

Confira o calendário do Bolsa Família:

Sexta-feira (26):

1.917.991 pessoas das 1.353.741 de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 8

Segunda-feira (29):

1.920.953 pessoas das 1.355.831 de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 9

Terça-feira (30):

1.918.047 pessoas das 1.353.780 de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 0

Cartão de débito virtual CAIXA

O beneficiário não precisa sacar o auxílio para transacionar o dinheiro. O aplicativo CAIXA Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone. Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual CAIXA. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em diversas lojas físicas.

Para gerar o cartão de débito virtual, o primeiro passo é atualizar o CAIXA Tem. Depois, entrar no aplicativo e acessar o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do CAIXA Tem. Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível. O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código.

Pagamento nas maquinhas com QR Code

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, disponível para compras online, o CAIXA Tem também oferece a opção “pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados. É uma funcionalidade por leitura de QR Code gerado pelas “maquininhas” dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o celular para leitura do QR Code gerado na “maquininha” do estabelecimento.

Balanço

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento do Auxílio Emergencial, 64,1 milhões de pessoas já tiveram o auxílio creditado pela CAIXA, num total de R$ 90,8 bilhões.

O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 1,37 bilhão de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 306 milhões de ligações. O aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial conta com 99,4 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 132 milhões de downloads.

A CAIXA publica as atualizações diárias de números referentes ao pagamento do Auxílio Emergencial no link: https://caixanoticias.caixa.gov.br/noticia/22125/auxilio-emergencial-clique-aqui-para-ver-os-ultimos-numeros-2.

Mais informações:

twitter.com/caixa
facebook.com/caixa
instagram.com/caixa
youtube.com/user/canalcaixa


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

19 de Junho: Lei Seca completou 12 anos no Brasil

Sábado, 20 de Junho de 2020 / Brasil

Todos somos responsáveis por um trânsito seguro. Vamos continuar trabalhando para conscientizar os condutores dos riscos da combinação álcool e direção.

A lei 11.705, de 19 de junho de 2008, conhecida popularmente como Lei Seca, alterou o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), passando a proibir a condução de veículo automotor, na via pública, estando o condutor com concentração de álcool por litro de sangue igual ou superior a seis decigramas, ou sob a influência de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência.

Em dezembro de 2012, foi sancionada a lei 12.760, aprovada pelo Congresso Nacional, com nova alteração no CTB, que estabeleceu tolerância zero ao álcool e reforçou os instrumentos de fiscalização do cumprimento da Lei Seca: provas testemunhais, vídeos e fotografias passaram a ser aceitos como provas de que um motorista dirige sob efeito de álcool.

PENALIDADE

O artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro prevê multa gravíssima, multa de R$ 2.934,70, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor. O valor da multa dobra se o caso for de reincidência nos últimos doze meses. Se o índice verificado no ‘bafômetro’ for superior a 0,33mg/l, o condutor será encaminhado à delegacia para responder criminalmente.

A mesma multa é aplicada para quem se recusa a fazer o teste. Além disso, caso o policial verifique sinais de embriaguez como dificuldade no equilíbrio, olhos vermelhos, forte odor de álcool no hálito, lavra um termo de constatação e prende o condutor.


Blogbraga/PRF

Compartilhar no Whatsapp

DESAFIO DE STARTUPS CAIXA SELECIONA PROPOSTAS VOLTADAS A MICROEMPREENDEDORES INFORMAIS

Sexta-feira, 19 de Junho de 2020 / Brasil

Serão avaliadas ideias que promovam a independência financeira desses trabalhadores, os mais afetados pelo coronavírus

A CAIXA lança, nesta sexta-feira (19), o 2º Desafio de Startups CAIXA em Microfinanças, estratégia de inovação aberta que será realizada em parceria com o Sebrae. O objetivo do desafio, que será realizado por chamada pública, é conhecer as propostas das empresas participantes e premiar as melhores soluções, que devem ser voltadas para a promoção da independência financeira e ascensão social de microempreendedores informais.

A ação tem como tema “Microfinanças, sob a perspectiva da Cidadania Financeira”, com foco na minimização dos efeitos do coronavírus na economia e na vida das famílias brasileiras.

Para participar do Desafio, as empresas interessadas podem realizar sua inscrição no site da CAIXA http://www.caixalab.com.br, onde será possível conhecer o regulamento, apresentar sua startup e publicar um vídeo pitch com a proposta. As inscrições estão abertas até o dia 19 de julho de 2020.

Para o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, a iniciativa é uma forma inteligente de contribuir para o fortalecimento de um dos setores mais expostos ao coronavírus, estimular a economia e, ao mesmo tempo, rejuvenescer a marca do banco. “A CAIXA está investindo em parcerias inovadoras com startups para transformar realidades por meio da tecnologia e de novas oportunidades para os microempreendedor, em continuidade ao trabalho que tem realizado no enfrentamento aos impactos da COVID-19 na sociedade”, ressalta.

As startups finalistas receberão entre R$10 mil e R$30 mil. Dez delas terão a oportunidade de  realizarem a experimentação de suas soluções com a CAIXA. Parceiro na realização da chamada pública, o Sebrae vai prestar consultoria técnica na seleção das propostas, atuar na aproximação da CAIXA com as empresas, além de apoiar na divulgação do Desafio.

Serviço:

Inscrições no Desafio de Startups em Microfinanças

Data: 19 de junho (sexta-feira) até 19 de julho

Onde: No site http://www.caixalab.com.br


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: 412,2 mil curados em todo o Brasil

Terça-feira, 16 de Junho de 2020 / Brasil

As informações foram atualizadas às 18h30 desta segunda-feira (15) e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde

O Brasil registra nesta segunda-feira (15) o total de 412.252 pessoas curadas do coronavírus, número que representa 46,6% do total de casos confirmados atualmente no país (888.271). As informações estão atualizadas até as 18h30 e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde. O Ministério da Saúde recebeu os dados, checou e consolidou todas as informações, que já estão publicadas nos sistemas oficiais e plataformas da pasta.

O número de pessoas curadas tem crescido dia após dia devido aos esforços que o Governo do Brasil tem empenhado em auxiliar estados e municípios a prepararem suas estruturas de saúde. O objetivo é fortalecer a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) com recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), aporte de recursos, envio de insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes diagnósticos e habilitação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para casos graves e gravíssimos, melhorando a capacidade de atendimento e resposta às demandas da população. Os profissionais de saúde também estão ganhando mais proteção, com o envio de Equipamentos de Proteção Individual (EPIS).

A publicação das informações reforça o compromisso do Ministério da Saúde com a total transparência e o compromisso com a sociedade, buscando sempre alinhamento e pactuação com estados e municípios na tomada de decisões para cuidar da saúde de toda a população.

Atualmente, 432.060 pessoas estão em acompanhamento médico em todo o Brasil. Nas últimas 24h, a pasta registrou 20.647 casos novos do coronavírus.

Em relação aos óbitos, são 43.959 confirmações até o momento. Nas últimas 24h, foram registrados 627 casos de mortes nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros períodos. Do total, 256 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 4.070 casos seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA CREDITARÁ A 1ª PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA MAIS 4,9 MILHÕES DE PESSOAS

Segunda-feira, 15 de Junho de 2020 / Brasil

Mais R$ 3,2 bilhões serão injetados na economia

A CAIXA, agente financeiro do maior programa de pagamentos e inclusão bancária do Brasil, creditará na próxima terça-feira (16) e quarta-feira (17) o pagamento da primeira parcela do Auxílio Emergencial do Governo Federal para mais 4,9 milhões de beneficiários. No total, serão disponibilizados mais R$ 3,2 bilhões.

As datas, que seguem portaria a ser publicada e preveem o recebimento dos recursos por parte do Ministério da Cidadania, têm o objetivo de aprimorar o pagamento e evitar concentrações nos meios digitas e aglomerações nos pontos de atendimento. Nesta etapa de pagamentos da primeira parcela do Auxílio Emergencial, os beneficiários nascidos de janeiro a junho poderão movimentar digitalmente os valores pelo CAIXA Tem a partir da terça-feira (16) e os nascidos de julho a dezembro, a partir da quarta-feira (17).

Os beneficiários podem consultar se o cadastro foi aprovado pelos canais oficiais da CAIXA: site auxilio.caixa.gov.br e aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial.

Saque em espécie da poupança digital:

Os beneficiários que optarem por sacar o benefício em espécie deverão seguir o calendário escalonado por mês de aniversário. Nas datas indicadas, eventual saldo existente será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou, sendo poupança da CAIXA ou conta em outro banco.

Atendimento digital:

A prioridade da CAIXA ainda é manter o atendimento digital. Dessa forma, o banco reforça a orientação de que os recursos do auxílio sejam movimentados por meio do aplicativo CAIXA Tem.

O beneficiário que recebe pela Poupança Social Digital pode emitir o cartão de débito virtual para compras pela internet em sites e aplicativos que aceitam débito. A emissão do cartão é gratuita e a compra é debitada diretamente da conta, sem precisar sair de casa.

Para gerar o cartão, basta acessar o App e selecionar a opção Cartão de Débito Virtual, logo na tela inicial e seguir os passos. O aplicativo envia a imagem do cartão com os dados para o usuário utilizar na internet.

Para usar o Cartão de Débito Virtual basta informar os dados disponibilizados pelo App nos sites e aplicativos que aceitam débito. As compras são seguras porque para cada transação é gerado um código de segurança, enquanto nos cartões normais o número é sempre o mesmo. Para as compras recorrentes, o número é salvo e não é preciso gerar um código a cada compra.

Como pagar nas maquinhas com QR Code:

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, que já estava disponível para compras online, o aplicativo agora oferece a opção “pague na maquininha”, nova forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados.

A nova funcionalidade do CAIXA Tem é por leitura de QR Code gerado pelas “maquininhas” dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera.

Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo CAIXA Tem, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o celular para leitura do QR Code gerado na “maquininha” do estabelecimento.

Segunda parcela:

Para o público que começou a receber a primeira parcela depois do dia 30 de abril, as datas de liberação da segunda parcela do benefício serão divulgadas posteriormente pelo Ministério da Cidadania.

Balanço:

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento do Auxílio Emergencial do Governo Federal, e considerando esse novo lote de pagamentos, o total de beneficiários com o auxílio creditado pela CAIXA irá somar 63,5 milhões de pessoas, num total de R$ 79,8 bilhões.

O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 1,27 bilhão de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 265,7 milhões de ligações. O aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial conta com 95,6 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 119,9 milhões de downloads.

Mais informações:

twitter.com/caixa

facebook.com/caixa

instagram.com/caixa

youtube.com/user/canalcaixa


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra mais de 365 mil curados do coronavírus e 41.828 óbitos

Sábado, 13 de Junho de 2020 / Brasil

As informações foram atualizadas às 18h30 desta sexta-feira (12) e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde

O Brasil registrou, nesta sexta-feira (12), o total de 365.063 casos de pessoas curadas do coronavírus. As informações foram atualizadas às 18h30 e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país. O Ministério da Saúde checou os dados e consolidou todas as informações, que já estão publicadas nos sistemas oficiais e plataformas da pasta.

O número de pessoas curadas tem crescido dia após dia devido aos esforços que o Governo do Brasil tem empenhado em auxiliar estados e municípios a prepararem suas estruturas de saúde. O objetivo é fortalecer a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) com recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), aporte de recursos, envio de insumos, medicamentos, testes diagnósticos e habilitação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para casos graves e gravíssimos, melhorando a capacidade de atendimento e resposta às demandas da população.

A publicação das informações reforça o compromisso do Ministério da Saúde com a total transparência e o compromisso com a sociedade, buscando sempre alinhamento e pactuação com estados e municípios na tomada de decisões para cuidar da saúde de toda a população.

Atualmente, o Brasil tem 828.810 casos confirmados e 421.919 pacientes estão em acompanhamento médico. Nas últimas 24h, foram confirmados 25.982 casos novos da doença.

Em relação aos óbitos, são 41.828 confirmações até o momento. Nas últimas 24h, foram registrados 909 casos nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros períodos. Do total, 338 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 4.033 casos seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra mais de 325,3 mil curados do coronavírus e 39.680 óbitos

Quarta-feira, 10 de Junho de 2020 / Brasil

As informações foram atualizadas às 18h30 desta quarta-feira (10) e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde

O Brasil registrou, nesta quarta-feira (10), o total de 325.395 casos de pessoas curadas do coronavírus. As informações foram atualizadas às 18h30 e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país. O Ministério da Saúde checou os dados e consolidou todas as informações, que já estão publicadas nos sistemas oficiais e plataformas da pasta.

O número de pessoas curadas tem crescido dia após dia devido aos esforços que o Governo do Brasil tem empenhado em auxiliar estados e municípios a prepararem suas estruturas de saúde. O objetivo é fortalecer a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) com recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), aporte de recursos, envio de insumos, medicamentos, testes diagnósticos e habilitação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para casos graves e gravíssimos, melhorando a capacidade de atendimento e resposta às demandas da população.

A publicação das informações reforça o compromisso do Ministério da Saúde com a total transparência e o compromisso com a sociedade, buscando sempre alinhamento e pactuação com estados e municípios na tomada de decisões para cuidar da saúde de toda a população.

Atualmente, o Brasil tem 772.416 casos confirmados e 407.341 pacientes estão em acompanhamento médico. Nas últimas 24h, foram confirmados 32.913 casos novos da doença.

Em relação aos óbitos, são 39.680 confirmações até o momento. Nas últimas 24h, foram registrados 1.274 casos nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros dias. Do total, 415 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 3.608 casos seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra mais de 311 mil recuperados do coronavírus

Quarta-feira, 10 de Junho de 2020 / Brasil

As informações foram atualizadas às 18h45 desta terça-feira (9) e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde

O Brasil registrou, nesta terça-feira (9), o total de 311.064 casos de pessoas curadas do coronavírus. As informações foram atualizadas às 18h45 e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país. O Ministério da Saúde checou os dados e consolidou todas as informações, que já estão publicadas nos sistemas oficiais e plataformas da pasta.

O número de pessoas curadas tem crescido dia após dia devido aos esforços que o Governo do Brasil tem empenhado em auxiliar estados e municípios a prepararem suas estruturas de saúde. O objetivo é fortalecer a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) com recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), aporte de recursos, envio de insumos, medicamentos, testes diagnósticos e habilitação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para casos graves e gravíssimos, melhorando a capacidade de atendimento e resposta às demandas da população.

A publicação das informações reforça o compromisso do Ministério da Saúde com a total transparência e o compromisso com a sociedade, buscando sempre alinhamento e pactuação com estados e municípios na tomada de decisões para cuidar da saúde de toda a população.

Atualmente, o Brasil tem 739.503 casos confirmados e 390.033 pacientes estão em acompanhamento médico. Nas últimas 24h, foram confirmados 32.091 casos novos da doença.

Em relação aos óbitos, são 38.406 confirmações até o momento. Nas últimas 24h, foram registrados 1.272 casos nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros dias. Do total, 333 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 4.155 casos seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA JÁ CREDITOU CERCA DE R$ 7,21 BILHÕES PARA BENEFICIÁRIOS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL NA BAHIA

Segunda-feira, 08 de Junho de 2020 / Brasil

Valor pago pelo banco aos beneficiários dos estados da Região Nordeste corresponde a 37,7% do valor total disponibilizado até o momento.

Desde o dia 09 de abril, quando teve início o pagamento do Auxílio Emergencial do Governo Federal, a CAIXA já creditou mais de R$ 76,6 bilhões para 58,6 milhões de brasileiros. Na Bahia, foram disponibilizados cerca de R$ 7,21 bilhões para os beneficiários, o que representa 9,4% do total nacional dos benefícios pagos até o momento.

Até agora, 55,2 milhões de cidadãos já se cadastraram para recebimento do benefício. O site auxilio.caixa.gov.br superou a marca de 1,2 bilhão de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 245,3 milhões de ligações. O aplicativo Auxílio Emergencial CAIXA já soma 93,3 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem, para movimentação da poupança digital, supera 114 milhões de downloads.

Acompanhe os números atualizados diariamente no link:

https://caixanoticias.caixa.gov.br/noticia/20795/auxilio-emergencial-clique-aqui-para-ver-os-ultimos-numeros

Como solicitar o Auxílio Emergencial

Para aqueles que recebem o Bolsa Família, a avaliação de elegibilidade foi feita de maneira automática. Os beneficiários do bolsa família que tiveram o direito ao Auxílio Emergencial reconhecido pelo Ministério da Cidadania recebem o valor da ajuda no mesmo dia do calendário e forma do benefício regular.

Os cidadãos inscritos no CadÚnico até 20/03/2020 que cumprem os requisitos legais, não fazem parte do Bolsa Família também foram avaliados automaticamente e receberam os valores conforme os calendários de pagamento escalonados, divulgados pela CAIXA, ou por crédito na Poupança Social Digital da CAIXA, ou conta poupança na CAIXA ou no Banco do Brasil.

Para o restante do público do auxílio emergencial, o banco disponibiliza o aplicativo CAIXA Auxílio Emergencial e o site auxilio.caixa.gov.br para cadastramento e acompanhamento das solicitações do benefício. A solicitação pode ser registrada até o dia 03 de julho. Até essa data, as informações coletadas por estes canais serão enviadas à Dataprev para avaliação dos requisitos previstos na lei. 

Veja um tutorial de como registrar o cadastro:

https://caixanoticias.caixa.gov.br/noticia/20783/auxilio-emergencial-saiba-como-realizar-o-cadastro-no-aplicativo

Calendário de pagamentos:

Até o dia 13 de junho, a CAIXA realiza o pagamento em espécie para os beneficiários da segunda parcela, de acordo com calendário, para aqueles que receberam a primeira parcela até 30 de abril. Confira:

Neste sábado, será a vez dos nascidos em julho, que poderão sacar a segunda parcela nas máquinas de autoatendimento ou nas unidades lotéricas.

Confira a relação de agências que abrirão: http://www.caixa.gov.br/agenciasabado

Mais informações

twitter.com/caixa

facebook.com/caixa

instagram.com/caixa

youtube.com/user/canalcaixa


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Ministério da Saúde corrige boletim sobre COVID-19

Segunda-feira, 08 de Junho de 2020 / Brasil

O Ministério da Saúde informa que corrigiu duplicações e atualizou os dados divulgados sobre casos e óbitos por COVID-19 no último domingo (7), às 20h37. Em especial, podem ser citadas a situação de Roraima, em que haviam sido publicados 762 óbitos e, após verificação do Ministério da Saúde, o número foi consolidado em 142. Outra situação corrigida foi em relação ao número de casos confirmados no Ceará, que passou de 62.303 para 64.271 após atualização.

Assim, o último boletim de 24h deve ser considerado 18.912 casos e 525 óbitos novos. O total de casos no país é de 691.758 e de óbitos 36.455 ao longo da pandemia. O número de recuperados soma 283.952 pacientes e outros 371.351 estão em acompanhamento médico.

O Ministério da Saúde reforça que vem aprimorando os meios para a divulgação da situação nacional de enfrentamento à COVID-19. Busca-se a elaboração e a disponibilização de dados epidemiológicos e estatísticos fidedignos, com base em números reais e transparentes e atualização periódica. Uma nova plataforma interativa será lançada nesta semana.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA ABRE 39 AGÊNCIAS NA BAHIA, NESTE SÁBADO (6), PARA PAGAMENTO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Sexta-feira, 05 de Junho de 2020 / Brasil

Saque da segunda parcela em espécie estará disponível a partir desta data para os nascidos em julho

A CAIXA vai abrir, na Bahia, neste sábado (6), 39 agências para atendimento aos beneficiários do Auxílio Emergencial, das 8h às 12h. A segunda parcela do benefício, que já havia sido antecipada para uso digital por meio do aplicativo CAIXA Tem, estará disponível para saque em espécie, de acordo com calendário, para aqueles que receberam a primeira parcela até 30 de abril. Em todo o Brasil, serão abertas 680 agências.

Os beneficiários nascidos nos meses compreendidos de janeiro a junho já contam com a possibilidade de saque em espécie. A partir deste sábado, será a vez dos nascidos em julho, que poderão sacar a segunda parcela nas máquinas de autoatendimento ou nas unidades lotéricas.

Confira a relação de agências que abrirão: http://www.caixa.gov.br/agenciasabado

Para sacar, é necessário gerar um código autorizador (token) no aplicativo CAIXA Tem. Caso os beneficiários tenham dificuldade para gerar o código, esse serviço poderá ser realizado nas agências da CAIXA.

De acordo com o calendário, também será possível a transferência do benefício para contas da CAIXA ou de outros bancos.

Calendário para saque em espécie e transferências:

Crédito da segunda parcela em conta indicada pelo beneficiário:

A transferência de valores não movimentados pelo CAIXA Tem é realizada automaticamente, de acordo com o calendário de pagamento pelo mês de nascimento, para quem indicou contas para recebimento de outros bancos ou poupança existente na CAIXA. Com isso, esses beneficiários poderão procurar as instituições financeiras com quem tem relacionamento, caso queiram sacar. 

Atendimento nas agências:

A CAIXA reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem em uma das 680 agências neste sábado, das 8h às 12h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 12h, o atendimento continua até o último cliente.

O banco fechou parceria com cerca de 1.270 prefeituras em todo o país para reforçar a organização das filas e manter o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas. A triagem nas filas foi reforçada, de forma que aqueles que não estão na data respectiva de pagamento em espécie não permaneçam no local.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

SICREDI: A evolução dos sistemas de pagamento dos talões de cheque ao QR Code em menos de uma década

Quinta-feira, 04 de Junho de 2020 / Brasil

Dificilmente haverá momento tão oportuno para reflexão sobre a importância da tecnologia na nossa vida financeira como o período imposto pela crise do novo coronavírus. As medidas que fazem parte do distanciamento social deixaram ainda mais evidente a transformação que estamos vivendo, especialmente no segmento de sistemas de pagamento. Fomos do velho talão de cheques ao QR Code em menos de uma década e a tendência é que, em um futuro próximo, o dinheiro físico seja definitivamente substituído pelos meios eletrônicos de pagamento.

No Brasil, os cheques, muito comuns nos anos 2000, foram aos poucos dando lugar aos cartões de crédito e débito nas carteiras e nos hábitos de consumos das famílias. Junto a isso, o desenvolvimento da telefonia móvel contribuiu muito para a modernização das máquinas de cartão e criou dispositivos que se conectam com smartphones e são capazes de capturar transações em quase todos os lugares, reduzindo, com isso, a necessidade de usar moeda em espécie. E agora, a transformação digital das instituições financeiras está ainda mais visível e nos apresentando um universo ainda maior de possibilidades, onde o ato de pagar torna-se quase que invisível e tem um único objetivo: a praticidade no dia a dia.

Os principais motivadores destas mudanças são a flexibilidade para os consumidores, a eficiência na operação e, principalmente, a segurança na transação de dados e valores. Essas são questões que inclusive motivam as cooperativas de crédito e os bancos a colocarem tecnologias como inteligência artificial, big data e analytics no topo dos investimentos. A última pesquisa da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) mostrou que as 20 maiores instituições financeiras do país investiram, em 2018, quase R$ 20 bilhões em ferramentas digitais como estas para melhorar o relacionamento com seus clientes e estar presente em suas rotinas através do fornecimento de soluções que possibilitem transações via aplicativos, pagamentos por link, redes sociais, QR Code, carteiras digitais e muitas outras que ainda virão.

O Sicredi, é uma instituição financeira cooperativa que que busca estar sempre atenta à inovação digital, tem se beneficiado da tecnologia para fortalecer negócios locais administrados pelos associados e também para acelerar a digitalização do cooperativismo de crédito no Brasil. O próximo passo, que já está em pleno andamento, é se integrar ao sistema de pagamentos instantâneos anunciado recentemente pelo Banco Central e previsto para ser lançado no fim deste ano. Chamado de PIX, o sistema vai permitir pagamentos imediatos entre instituições através de QR Codes. O objetivo, segundo o BC, é criar um ecossistema de pagamentos instantâneos eficiente, competitivo, seguro e inclusivo.

O Sicredi tem participado de fóruns do BC e de grupos técnicos para testes de ferramentas e, recentemente, no mês de maio, com o objetivo de fomentar ainda mais o comércio local entre seus associados durante o período de pandemia, disponibilizou a experiência de transferência por QR Code, sem qualquer tarifa para pagador ou recebedor.

Outras soluções já disponíveis e que se tornaram especialmente convenientes agora são os cartões com tecnologia contactless, que permitem pagamento por aproximação sem senha e com segurança, ou seja, basta o associado aproximar o cartão da máquina para pagar uma conta. Para os estabelecimentos credenciados à nossa rede, intensificamos durante a disponibilização da solução de captura de pagamentos por meio de um link, que pode ser enviado por uma rede social ou SMS. As parcerias também são parte importante dessa evolução. Desde o ano passado,

contamos com apoio do Samsung Pay, um serviço de pagamentos móveis e carteira digital que permite aos associados efetuarem pagamentos nas funções débito e crédito sem a necessidade de utilizar cartão, bastando apenas autorização por senha (PIN) ou impressão digital.

Todas essas possibilidades apontam para um horizonte com ainda mais segurança e, paralelamente, criam um ambiente muito mais competitivo e vantajoso para os consumidores. Além disso, vale ressaltar a importância desse movimento para o meio ambiente, uma vez que o mundo virtual dispensa o uso de matérias-primas como o plástico para confecção dos cartões, o papel para fabricação das notas e o aço para a produção de moedas. A era digital nos apresenta alternativas que neste momento se mostram fundamentais e comprovam a importância estar atento às tendências e trabalhar no presente as inovações.

*Gisele Rodrigues é superintendente de Soluções de Meios de Pagamento do Sicredi


Blogbraga/ SICREDI

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra 223.638 pessoas curadas do coronavírus e 31.199 óbitos

Quarta-feira, 03 de Junho de 2020 / Brasil

Número representa 40,3% do total de casos confirmados no país. Informações atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 19h desta terça (2/6)

O Ministério da Saúde registrou nesta terça-feira (2/6) o total de 223.638 casos de pessoas curadas do coronavírus. O número representa 40,3% do total de casos confirmados atualmente (555.383). Outros 300.546 casos seguem em acompanhamento médico em todo o país. As informações foram atualizadas e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todos os estados até as 19h.

O aumento diário de pessoas curadas do coronavírus no Brasil é resultado de ações bem sucedidas do Governo do Brasil, que não tem medido esforços para ampliar, melhorar e qualificar toda a assistência, com repasse de recursos, envio de equipamentos de proteção individual e respiradores, envio de insumos e medicamentos, além da habilitação de leitos de UTI voltados exclusivamente para os casos graves e gravíssimos da doença.

A pasta também tem tomado decisões estratégicas junto às secretarias estaduais e muncipais de saúde, com o intuito de cuidar da saúde de todas as pessoas e garantir o atendimento médico necessário por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) a quem precisar. Entre janeiro e junho, o Ministério da Saúde já investiu R$ 41,3 bilhões para reforçar assistência e promoção a saúde em todo o Brasil, sendo que R$ 7,7 bilhões são voltados exclusivamente para enfrentamento ao coronavírus. Nesta terça-feira, durante coletiva de imprensa, o Secretário Executivo Substituto, Élcio Franco, fez um balanço e anunciou que o Governo investiu R$ 1 bilhão para habilitar 7.441 leitos de UTI exclusivos para pacientes da doença.

O setor filantrópico também recebeu R$ 2 bilhões, de auxílio emergencial, para ampliar atendimentos exclusivos aos pacientes com a doença. Ao todo, 1.651 estabelecimentos de saúde foram contemplados em 25 estados brasileiros, além do Distrito Federal. Outra ação importante é a entrega constante de ventiladores pulmonares, que também são necessários para o tratamento dos pacientes graves da doença. Até o momento, já foram comprados e distribuídos 2.651 ventiladores para 22 estados brasileiros. Apenas no último fim de semana, entre 29/05 e 1º/06, foram entregues 1.039 equipamentos.

Até o momento, o país registra 31.199 óbitos, sendo que 1.262 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes. Assim, do total de novos registros, 367 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 4.312 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de coronavírus e 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença.

SINE SAÚDE

Para promover e facilitar a contratação de profissionais para atuar no combate à COVID-19, os ministérios da Saúde e Economia lançaram, nesta terça-feira (2), a ferramenta SineSaúde. A plataforma objetiva criar uma ponte entre profissionais e hospitais, clínicas, laboratórios e secretarias de saúde estaduais e municipais de todo o território nacional.

Com a urgência criada pelo estado de emergência em saúde pública, a plataforma digital, que está hospedada na página do Ministério da Economia, permitirá que profissionais, como médico, técnico de enfermagem, enfermeiro, fisioterapeuta, coloque seu currículo, e sua disponibilidade neste momento para contratação. A medida traz agilidade para suprir a escassez dos profissionais, além de representar estímulo à economia.

Os gestores e profissionais da área de saúde interessados devem se cadastrar na plataforma disponível no endereço https://portalsinesaude.powerappsportals.com/. A partir daí, o profissional e os serviços cadastrados podem fazer contato.

A ferramenta também é resultado da cooperação entre a Microsoft e a Bizapp, afim de contribuir com a mitigação dos efeitos da covid-19.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: chega a 211 mil o número de curados no Brasil

Terça-feira, 02 de Junho de 2020 / Brasil

O número representa 40,1% do total de casos confirmados no país. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 19h desta segunda-feira (01/06)

O Brasil registrou nesta segunda-feira (01/06) o total de 211.080 pessoas curadas do coronavírus. O número representa 40,1% do total de casos confirmados atualmente (526.447). Outras 285.430 pessoas seguem em acompanhamento médico. As informações foram repassadas e atualizadas até às 19h desta segunda (01) pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todos os estados brasileiros.

O Governo do Brasil, junto às secretarias de saúde estaduais e municipais, está cuidando de todos e empenhando os esforços necessários para garantir o atendimento médico a quem precisa. São realizados investimentos constantes em aquisição de insumos, respiradores, testes de diagnóstico, remédios e equipamentos de proteção para profissionais de saúde, além da habilitação de leitos de UTI.

Até o momento, o país registra 29.937 óbitos, sendo que 623 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes. Assim, do total de novos registros, 220 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 4.412 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de coronavírus e 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença.

Rio Grande do Norte

Neste domingo (31/5) o Rio Grande do Norte informou ao Governo Federal 8.051 casos de COVID-19. No entanto, nesta segunda-feira (1º/6), o estado informou que os dados repassados estavam incorretos devido a problemas internos no banco de dados e atualizou para 7.402, ou seja, 649 casos a menos. Dessa forma, o número total de casos no Brasil confirmados neste domingo (31/5) passou de 514.849 para 514.200. Com a atualização dos estados de hoje, o Brasil passa a ter 526.447 casos.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA INICIA NESTE SÁBADO (30) PAGAMENTO EM ESPÉCIE DA 2ª PARCELA PARA CADASTRADOS NO SITE E NO APLICATIVO

Sexta-feira, 29 de Maio de 2020 / Brasil

Saque inicia para 2,6 milhões de pessoas nascidas em janeiro. O recurso já foi antecipado para uso digital no CAIXA Tem

Os beneficiários do Auxílio Emergencial que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril e fizeram o cadastro por meio do site http://www.auxilio.caixa.gov ou pelo aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial vão poder sacar, a partir deste sábado (30), a segunda parcela da ajuda em dinheiro.

Para evitar aglomeração e filas, a CAIXA vai abrir 2.213 agências em todo o país das 8h às 12h para atendimento exclusivo do Auxílio Emergencial. Clique aqui e confira a lista completa das unidades que vão abrir as portas.

Além disso, o banco escalonou os pagamentos. Neste sábado (30), poderão sacar apenas os 2,6 milhões de beneficiários nascidos em janeiro. Essa regra vale também para quem indicou contas de outros bancos para receber a ajuda. Confira abaixo o calendário completo:

Para quem indicou contas de outros bancos ou para quem tem poupança na CAIXA, os recursos serão transferidos automaticamente da poupança social. Com isso, esses beneficiários poderão procurar as instituições financeiras com quem tem relacionamento, caso queiram sacar. 

Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento do Auxílio Emergencial.

Os beneficiários do Bolsa Família começaram a receber a segunda parcela no dia 18 de maio, de acordo com o número do NIS. E os cadastrados no app ou no site tiveram o recurso antecipado para uso digital no aplicativo CAIXA Tem.

Não é necessário madrugar nas filas

A CAIXA reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem nas agências durante o horário de funcionamento, de 8h às 12h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 12h, o atendimento continua até o último cliente.

O banco fechou parceria com cerca de 1.200 prefeituras em todo o país para reforçar a organização das filas e manter o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas.

Cartão de débito virtual CAIXA

O beneficiário não precisa sacar o auxílio para transacionar o dinheiro. O aplicativo CAIXA Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone, por exemplo.

Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual CAIXA. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em diversas lojas físicas.

Para utilizá-lo, o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, o primeiro passo é atualizar o CAIXA Tem. Depois, entre no aplicativo e acesse o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do CAIXA Tem. Em seguida, irá aparecer os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível.

O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código. Até a última segunda-feira (25), foram movimentados R$ 719,2 milhões pelo cartão de débito virtual CAIXA.

Vale ressaltar que a prestação de informações sobre cadastro e pagamento do Auxílio Emergencial está disponível apenas por meio do aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial, do site auxilio.caixa.gov.br e da central telefônica exclusiva 111.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra 177.604 pessoas curadas do coronavírus e 26.754 óbitos

Sexta-feira, 29 de Maio de 2020 / Brasil

O número representa 40,5% do total de casos confirmados no país. Em 24h, foram 10.957 pessoas recuperadas da doença

O Brasil confirmou nesta quinta-feira (28) o maior número de pessoas recuperadas em um dia. Nas últimas 24h, 10.957 pacientes se curaram do coronavírus, número que representa 40,5% do total de casos confirmados atualmente no país (438.238). Outros 233.880 pacientes seguem em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 19h desta quinta (28/5).

Os números crescentes de pessoas curadas da doença são resultado do empenho constante e diário do Governo do Brasil, que não tem medido esforços para garantir atendimento médico e diagnóstico de qualidade dos casos leves, moderados e graves da doença por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A pasta tem trabalhado em parceria com estados e municípios para adotar iniciativas que cuidem da saúde de todas as pessoas que necessitarem de assistência médica.

As ações são monitoradas e avaliadas diariamente, seguindo os parâmetros, demandas e necessidades de cada estado ou município. O objetivo é auxiliar Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde na melhoria e ampliação das ações de combate à doença, além da assistência necessária à saúde da população.

Além de recursos financeiros, o Ministério da Saúde tem feito investimentos constantes e apoiado na aquisição de insumos, respiradores, testes de diagnóstico, remédios e equipamentos de proteção individual aos profissionais de saúde, além da habilitação de leitos de UTI exclusivos para os pacientes graves ou gravíssimos do coronavírus.

Até o momento, são 7.441 leitos habilitados e 1.612 respiradores distribuídos para praticamente todos os estados brasileiros, além de 93,2 milhões de EPIS entregues, entre máscaras cirúrgicas, máscaras N95, aventais, luvas, óculos e protetores faciais e sapatilhas e toucas. Também já foram entregues 554 mil litros de álcool em gel, além de 3 milhões de testes RT-PCR. No quesito medicamento, o Governo do Brasil já comprou e entregou 2,9 milhões caixas de cloroquina e 8,4 milhões de oseltamivir.

Até o momento, o país registra 26.754 óbitos, sendo que 1.156 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h. No entanto, maioria dos casos aconteceu em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. Assim, do total de novos registros, 539 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 4.211 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de coronavírus e mais de 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença. A taxa de letalidade atualmente da doença é de 6,3%, considerando o total de casos confirmados.

Cenário internacional

Até a última quinta-feira (21), o Brasil ocupava a terceira posição em relação ao número de casos (291.579) e a sexta considerando o registro de óbitos (18.859). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 51ª posição em relação aos casos confirmados e a 14ª colocação no que se refere ao número de óbitos. A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA ABRE 157 AGÊNCIAS NA BAHIA NESTE SÁBADO (30) PARA PAGAMENTO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Quinta-feira, 28 de Maio de 2020 / Brasil

Data marca o início do calendário para pagamento em espécie aos beneficiários nascidos em janeiro 

A CAIXA vai abrir, neste sábado (30), de 8h às 12h, 157 agências na Bahia  para atendimento aos beneficiários do Auxílio Emergencial que receberam a primeira parcela até 30 de abril, nascidos em janeiro e que queiram fazer o saque em espécie do benefício. A partir desta data, também será  possível a transferência do benefício para contas da CAIXA ou de outros bancos. Em todo o país serão 2.213 unidades abertas.

Antes de ir a uma agência, os clientes devem consultar as unidades que estarão abertas em sua localidade:

www.caixa.gov.br/agenciasabado

Continua à disposição do beneficiário a possibilidade de movimentação do recurso pela Poupança Social Digital. Desde o dia 20 de maio, já foram creditadas 31 milhões de contas para pagamento da segunda parcela, totalizando R$ 20,3 bilhões. 

Outros calendários:

Nesta sexta-feira (29), terminam os escalonamentos definidos para pagamento da segunda parcela aos beneficiários do Auxílio Emergencial que integram o Bolsa Família, contemplando 9,5 milhões de beneficiários, e para o pagamento da primeira parcela aos 8,3 milhões de pessoas que ainda não tinham recebido o recurso, totalizando R$ 5,3 bilhões. Mesmo após o encerramento desses calendários, os valores do auxílio continuarão disponíveis para recebimento. 

Horário de chegada às agências:

A CAIXA reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem nas agências durante o horário de funcionamento, de 8h às 12h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 12h, o atendimento continua até o último cliente. 

O banco fechou parceria com 1.190 prefeituras em todo o país para reforçar a organização das filas e manter o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas. A triagem nas filas foi reforçada, de forma que aqueles que não estão na data respectiva de pagamento em espécie não permaneçam no local. 

Cartão de débito virtual CAIXA 

O beneficiário não precisa sacar o auxílio para transacionar o dinheiro. O aplicativo CAIXA Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone, por exemplo. 

Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual CAIXA. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em maquininhas autorizadas com a funcionalidade do cartão virtual de débito.  

Para utilizá-lo, o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, o primeiro passo é atualizar o CAIXA Tem. Depois, entre no aplicativo e acesse o ícone Cartão de Débito Virtual. Ele é o último da tela inicial. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do CAIXA Tem. Em seguida, irá aparecer os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível. 

O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código. Até a última segunda-feira (25), foram movimentados R$ 719,2 milhões pelo cartão de débito virtual CAIXA. 

Vale ressaltar que a prestação de informações sobre cadastro e pagamento do Auxílio Emergencial está disponível apenas por meio do aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial, do site auxilio.caixa.gov.br e da central telefônica exclusiva 111.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: 166.647 pessoas estão curadas em todo o Brasil e 25.598 óbitos

Quarta-feira, 27 de Maio de 2020 / Brasil

O número representa 40,5% do total de casos confirmados no país. Em 24h, foram 8.054 pessoas recuperadas da doença

O número de pessoas curadas do coronavírus continua crescendo dia após dia em todo o Brasil. Nesta quarta-feira (27), o Ministério da Saúde registrou a recuperação de 166.647 pessoas, número que representa 40,5% do total de casos confirmados atualmente no país (411.821). Em 24h, foram 8.054 pessoas curadas da doença. Outros 219.576 pacientes seguem em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 14h desta quarta (27/5).

Os números crescentes de pessoas curadas da doença são resultado do empenho constante e diário do Governo do Brasil, que não tem medido esforços para garantir atendimento médico e diagnóstico de qualidade dos casos leves, moderados e graves da doença por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A pasta tem trabalhado em parceria com estados e municípios para adotar iniciativas que cuidem da saúde de todas as pessoas que necessitarem de assistência médica.

As ações são monitoradas e avaliadas diariamente, seguindo os parâmetros, demandas e necessidades de cada estado ou município. O objetivo é auxiliar Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde na melhoria e ampliação das ações de combate à doença, além da assistência necessária à saúde da população.

Além de recursos financeiros, o Ministério da Saúde tem feito investimentos constantes e apoiado na aquisição de insumos, respiradores, testes de diagnóstico, remédios e equipamentos de proteção individual aos profissionais de saúde, além da habilitação de leitos de UTI exclusivos para os pacientes graves ou gravíssimos do coronavírus.

Até o momento, são 6.459 leitos habilitados e 1.612 respiradores distribuídos para praticamente todos os estados brasileiros, além de 93,2 milhões de EPIS entregues, entre máscaras cirúrgicas, máscaras N95, aventais, luvas, óculos e protetores faciais e sapatilhas e toucas. Também já foram entregues 554 mil litros de álcool em gel, além de 3 milhões de testes RT-PCR. No quesito medicamento, o Governo do Brasil já comprou e entregou 2,9 milhões caixas de cloroquina e 8,4 milhões de oseltamivir.

Até o momento, o país registra 25.598 óbitos, sendo que 1.086 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h. No entanto, maioria dos casos aconteceu em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. Assim, do total de novos registros, 500 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 4.108 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de coronavírus e mais de 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença. A taxa de letalidade atualmente da doença é de 6,3%, considerando o total de casos confirmados.

Visitas a estados e municípios

Nesta terça-feira (26), o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, esteve em Manaus participando da inauguração da ala indígena do Hospital de Retaguarda Nilton Lins, que fará atendimento exclusivo aos pacientes indígenas do coronavírus.

Nesta quarta (27), Pazuello cumpriu agenda no Pará, outro estado bastante atingido pela doença, e vistiu unidades de saúde voltadas para diagnóstico e atendimentos dos casos moderados e graves, como o Hospital de Campanha de Belém e a Policlínica Metropolitana, que tem ações de triagem bastante resolutivas que devem ser usadas de exemplo e implantadas em outras regiões do Brasil.

O objetivo foi conhecer a realidade dos hospitais, as necessidades da população e as demandas do estado e interior, além de alinhar ações estratégicas conjuntas para ampliar o combate ao coronavírus.

Cenário internacional

Até a última quinta-feira (21), o Brasil ocupava a terceira posição em relação ao número de casos (291.579) e a sexta considerando o registro de óbitos (18.859). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 51ª posição em relação aos casos confirmados e a 14ª colocação no que se refere ao número de óbitos. A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

ONDE ESTÁ A PANACEIA PARA A PANDEMIA?

Quarta-feira, 27 de Maio de 2020 / Brasil

Foto de arquivo: Blogbraga

O homem sempre buscou maneiras para a geração de riqueza e a obtenção de vida longa. Na antiguidade, os alquimistas ansiavam a transformação de metais inferiores em ouro. Seus experimentos também objetivavam a criação para panaceia universal, um elixir da vida longa que seria capaz de curar todas as doenças. Hoje ainda não existem receitas mágicas para a saúde e a bonança, mas nunca houve tamanha necessidade, justificada por essa crise sem precedentes, como muitos definiram as consequências do novo coronavírus.

A COVID-19 já ceifou milhares de vidas por todo o planeta e carrega a responsabilidade por inúmeros problemas econômicos e sociais. Quando a pandemia parece uma batalha vencida por não conhecermos a solução para este vírus, todos-dentro de nossas possibilidades-devemos assumir o compromisso de combater os sintomas de prejudicam a saúde, a economia e a sociedade. Diante desses desafios, o cooperativismo de crédito cumpre seus princípios e pode fazer muito.

João Spenthof é presidente da Central Sicredi Centro Norte, presidente do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop) e vice-presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras em Mato Grosso (OCB-MT).

O isolamento social é uma das principais medidas para a diminuição do contágio. E esta separação entre as pessoas tem se mostrado meramente física, pois todos os dias temos provas de que a união e a solidariedade ainda prevalecem em certo grau. As empresas e governos que seguem estes bons exemplos saem na frente, pois demonstram sua humanidade e entendem que, por trás de cada CNPJ ou circunscrição, existem pessoas, e todas elas têm a pandemia como oponente.

Aliás, atingir objetivos comuns é um dos desafios das cooperativas de diversos ramos e uma das razões principais para o surgimento delas. Muitas cooperativas nasceram para suprir necessidades coletivas, valorizando o capital humano e atendendo as demandas sociais. E, neste momento, elas seguem reforçando seu compromisso social com ações e soluções que beneficiam cooperados e comunidade.

Para praticar este compromisso, as cooperativas de crédito, por exemplo, devem dedicar atenção plena e estudar caso a caso na renegociação de dívidas dos associados e na concessão de crédito. Também fortaleceram a flexibilidade de atendimento, alterando formatos de funcionamento para cumprir decretos municipais e/ou estaduais e ainda para oferecer serviços de forma mais organizada aos associados. Todas as medidas que cooperam para redução da propagação do vírus são necessárias, como o estímulo ao uso de canais remotos e atendimento presencial de acordo com as recomendações dos orgãos de saúde.

Tais cuidados se justificam porque as cooperativas de crédito têm forte atual local. Por serem mais próximas e envolvidas com a comunidade, elas conseguem identificar as demandas sociais locais com precisão para então colocarem suas ações em prática de forma pontual e eficaz, no enfrentamento dessa pandemia. Esta proximidade também contribui para o suporte aos pequenos negócios, na cidade e no campo, que podem sofrer mais intensamente neste período. Tudo isso nos leva a pensar que esta é, mais do que nunca, a hora de ratificar o verdadeiro pacto que o cooperativismo de crédito e de todos os ramos têm com a comunidade onde estão presentes.

A panaceia para a pandemia pode ainda não existir, mas é certo que o caminho para dias melhores está na união entre as pessoas, na inovação e na constante busca por soluções justas e saudáveis. O SICREDI segue mais do que nunca colocando em prática sua missão de valorizar o relacionamento, oferecer soluções financeiras para agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e da sociedade. Para superarmos estas dificuldades, devemos atuar de maneira correta, pois como disse o filósofo grego Epicteto, 'O que importa não é o que acontece, mas como você reage'. Que saibamos reagir com sabedoria, honestidade, transparência e cooperação.


Blogbraga/Assessoria Sicredi Centro Norte

Compartilhar no Whatsapp

ENEM: Último dia para inscrições nesta quarta-feira (27)

Quarta-feira, 27 de Maio de 2020 / Brasil

Os estudantes da rede estadual têm até hoje, quarta-feira (27/05), para confirmar sua participação no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), através do site https://enem.inep.gov.br/participante/. Para os estudantes da rede pública as inscrições são gratuitas. O ENEM é a principal forma de acesso ao Ensino Superior, pois possibilita aos inscritos concorrerem a vagas em universidades, pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU). 

"O envolvimento da Secretaria da Educação do Estado (SEC) junto aos movimentos estudantis, gestores escolares, municípios, NTE (Núcleos Territoriais de Educação), movimentos sociais e diversos segmentos da educação estão proporcionando que nossos estudantes se mobilizem para a inscrição e  garantam a sua participação no ENEM. Não queremos deixar ninguém de fora e vamos manter este trabalho de motivar o estudante até o último instante", destacou o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues. 

Visando contribuir para assegurar a participação dos estudantes no ENEM, a SEC está orientando as escolas para que os auxiliem neste processo, principalmente aqueles que não têm acesso a computadores e à internet para a realização da inscrição.  

Ações estratégicas - Para contribuir com a preparação dos estudantes neste período de suspensão das aulas, em virtude da pandemia, a SEC desenvolve uma série de ações e projetos estratégicos. Por meio do  ENEM 100%, por exemplo, são disponibilizados no Portal da Educação diversos materiais elaborados por professores da rede estadual e por instituições parceiras, tais como a plataforma da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Ensino Médio (https://ensinomediodigital.fgv.br/) e o Curso ENEM Gratuito (https://cursoenemgratuito.com.br/). 

Também estão disponíveis conteúdos preparatórios por meio do projeto Universidade para Todos -  Estude em Casa, desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). Já a Plataforma Anísio Teixeira (http://pat.educacao.ba.gov.br/), que contém mais de 10 mil conteúdos digitais educacionais e aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), recebeu o aporte de conteúdos construídos com as 12 Instituições Públicas de Ensino Superior (IES) na Bahia (UNEB, UEFS, UESB, UESC, UFBA, UFOB, UFRB, UNILAB, UFSB, UNIVASF, IFBAIANO E IFBA).

Os estudantes também podem se preparar assistindo à programação da TVE Bahia, que exibe diariamente, das 13h às 15h, o programa Estude em Casa (em parceria com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho) e A Hora do ENEM, às 18h, produzido pela TV Escola.


Blogbraga/Assessoria de Comunicação Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: 153,8 mil pessoas estão curadas no Brasil e 23.473 óbitos

Segunda-feira, 25 de Maio de 2020 / Brasil

O número representa 41% do total de casos confirmados no país. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 19h desta segunda-feira (25/5)

O Brasil alcançou nesta segunda-feira (25/5) o total de 153.833 pessoas curadas do coronavírus. O número representa 41% do total de casos confirmados atualmente (374.898). A quantidade de pessoas curadas tem crescido a cada dia. Nas últimas 24h, 3.922 pessoas se curaram da doença. Outras 197.592 pessoas seguem em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde do Brasil até as 19h desta segunda (25).

O Governo do Brasil tem empenhado todos os esforços necessários para garantir o atendimento médico a quem precisa por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). As iniciativas para cuidar da saúde de todos têm sido adotadas em parceria com as secretarias de saúde estaduais e municipais. As ações são monitoradas e avaliadas diariamente, seguindo parâmetros e necessidades de cada estado ou município. Além de recursos financeiros, estão sendo realizados investimentos constantes na aquisição de insumos, respiradores, testes de diagnóstico, remédios e equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde, além da habilitação de leitos de UTI exclusivos para os pacientes graves ou gravíssimos do coronavírus.

Até o momento, o país registra 23.473 óbitos, sendo que 807 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h. No entanto, maioria dos casos aconteceu em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. Assim, do total de novos registros, 270 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 3.742 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de coronavírus e mais de 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença. A taxa de letalidade atualmente da doença é de 6,3%, considerando o total de casos confirmados.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até a última quinta-feira (21), o Brasil ocupava a terceira posição em relação ao número de casos (291.579) e a sexta considerando o registro de óbitos (18.859). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 55ª posição em relação aos casos confirmados e a 28ª colocação no que se refere ao número de óbitos. A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.

SITUAÇÃO DE HOJE: 25/05/2020 - 19h

▶️ 374.898 diagnosticados com COVID-19
▶️ 197.592 em acompanhamento (52,7%)
▶️ 153.833 recuperados* (41,0%)
▶️ 23.473 óbitos (6,3%)
    ⏺️ 270 óbitos nos últimos 3 dias
    ⏺️ 3.742 óbitos em investigação
*estimativas sujeitas à revisão.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: 149,9 mil pessoas estão curadas no Brasil e registra 22.666 óbitos

Domingo, 24 de Maio de 2020 / Brasil

O número representa 41,3% do total de casos confirmados no país. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 19h deste domingo (24/5)

O Brasil alcançou neste domingo (24) o total de 149.911 pessoas curadas do coronavírus. O número representa 41,3% do total de casos confirmados atualmente (363.211). A quantidade de pessoas curadas tem crescido a cada dia e mantido uma média de 9 mil registros de pacientes recuperados. Nas últimas 24h, 7.324 pessoas se curaram da doença. Outras 190.634 pessoas seguem em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde do Brasil até as 19h deste domingo (24).

O Governo do Brasil tem empenhado todos os esforços necessários para garantir o atendimento médico a quem precisa por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). As iniciativas para cuidar da saúde de todos têm sido adotadas em parceria com as secretarias de saúde estaduais e municipais. As ações são monitoradas e avaliadas diariamente, seguindo parâmetros e necessidades de cada estado ou município. Além de recursos financeiros, estão sendo realizados investimentos constantes na aquisição de insumos, respiradores, testes de diagnóstico, remédios e equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde, além da habilitação de leitos de UTI exclusivos para os pacientes graves ou gravíssimos do coronavírus.

Até o momento, o país registra 22.666 óbitos, sendo que 653 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h. No entanto, maioria dos casos aconteceu em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. Assim, do total de novos registros, 275 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 3.544 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de coronavírus e mais de 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença. A taxa de letalidade atualmente da doença é de 6,2%, considerando o total de casos confirmados.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até a última quinta-feira (21), o Brasil ocupava a terceira posição em relação ao número de casos (291.579) e a sexta considerando o registro de óbitos (18.859). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 55ª posição em relação aos casos confirmados e a 28ª colocação no que se refere ao número de óbitos. A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.

SITUAÇÃO DE HOJE: 24/05/2020 - 19h
▶️ 363.211 diagnosticados com COVID-19
▶️ 190.634 em acompanhamento (52,5%)
▶️ 149.911 recuperados* (41,3%)
▶️ 22.666 óbitos (6,2%)
    ⏺️ 275 óbitos nos últimos 3 dias
    ⏺️ 3.544 óbitos em investigação
*estimativas sujeitas à revisão.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA ABRE 72 AGÊNCIAS NA BAHIA NESTE SÁBADO (23) PARA PAGAMENTO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Sexta-feira, 22 de Maio de 2020 / Brasil

Horário de funcionamento das unidades será de 8h às 12h

A CAIXA vai abrir 72 agências neste sábado (23), na Bahia, de 8h às 12h, para atendimento aos beneficiários do lote mais recente da primeira parcela do Auxílio Emergencial que recebem pela Poupança Social Digital. Também poderão sacar os beneficiários do Bolsa Família que já começaram a receber a segunda parcela do auxílio nesta semana. Em todo o país serão abertas 902 unidades.

Antes de ir a uma agência para atendimento, os clientes devem consultar as unidades que estarão abertas neste sábado em sua localidade:

http://http://www.caixa.gov.br/Downloads/atendimento/CAIXA_ABERTURA_AGENCIAS_SABADO_23_MAIO_2020.pdf

Conforme o calendário divulgado pelo Ministério da Cidadania, podem sacar a partir de sábado 2,1 milhões de cidadãos nascidos entre maio e julho constantes no lote mais recente recebido da Dataprev. Confira o escalonamento:

O calendário de pagamentos da segunda parcela para os beneficiários do Auxílio Emergencial que integram o Bolsa Família teve início na segunda-feira (18). No momento, podem realizar o saque 9,5 milhões de pessoas com número final de NIS entre 1 e 5. O calendário deste mês do Bolsa Família segue até a próxima sexta (29).

A CAIXA ressalta ainda que os trabalhadores que já têm os recursos da segunda parcela disponíveis para movimentação na Conta Poupança Social Digital farão a movimentação dos valores pelo aplicativo CAIXA Tem, com as possibilidades de realização de compras e pagamento de contas. Esses não devem ir até as agências neste momento, já que terão que utilizar os recursos por meio do app.

Apoio dos municípios:

A CAIXA fez parcerias com mais de 1.100 prefeituras municipais para a sinalização e organização das filas fora das agências. A partir desta semana, a triagem nas filas foi reforçada, de forma que aqueles que não estão na data respectiva de pagamento em espécie não permaneçam no local.

Unidades móveis:

Cinco caminhões-agência itinerantes também estão atendendo em locais com maior necessidade, neste sábado com horário também das 8h às 12h, conforme cronograma:

- Vila Rica (MT) – 25 a 29 de maio

- Itaporã (MS) – 25 a 29 de maio

- Itapecuru Mirim (MA) – 25 a 29 de maio

- Santana do Paraíso (MG) – 25 a 29 de maio

·- Viseu (PA) – até 29 de maio

As atualizações do cronograma dos caminhões-agência podem ser consultadas pelo site da CAIXA na internet.

O esforço do banco visa a atender a população com mais qualidade e garantir que o auxílio chegue a quem realmente precisa.

Segunda parcela antecipada para uso digital:

De quarta-feira (20) até a próxima terça-feira (26), 31 milhões de beneficiários do Auxílio Emergencial recebem R$ 20,3 bilhões nas contas digitais criadas automaticamente para o público não integrante do Bolsa Família, uma antecipação dos valores do auxílio para movimentação digital, entre compras em sites credenciados para recebimento do cartão de débito virtual e pagamento de contas.

Mas se mesmo com essas possibilidades o beneficiário resolver realizar o saque em espécie, o ministério estipulou um outro calendário, também escalonado por mês de aniversário, iniciando a partir do dia 30 de maio. Nas datas indicadas para o saque em espécie, eventual saldo existente será transferido automaticamente para a conta em que o beneficiário recebeu a primeira parcela, sendo poupança CAIXA ou conta em outro banco. A transferência dos valores por meio da conta poupança social digital para outros bancos só poderá ser efetuada a partir do início desse calendário de saque em espécie.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: 125.960 pessoas estão recuperadas no Brasil

Quinta-feira, 21 de Maio de 2020 / Brasil

O número representa 40,6% do total de casos confirmados no Brasil. Nas últimas 24h, 9.277 pessoas se recuperaram da doença. As informações foram atualizadas até as 19h desta quinta-feira (21/5)

O número de recuperados do coronavírus no Brasil cresce a cada dia. Nesta quinta-feira (21), o Ministério da Saúde confirmou que 125.960 pessoas já se recuperaram da doença, número que representa 40,6% do total de casos (310.087). Outros 164.080 pacientes estão em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas até as 19h pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país.

O Governo do Brasil, junto às secretarias de saúde estaduais e municipais, está cuidando de todos. São realizados investimentos constantes em ações e serviços, aquisição de insumos, respiradores, equipamentos e EPIS, além da habilitação de leitos de UTI. Nesta quinta-feira (21), a pasta habilitou mais 202 leitos de UTI exclusivos para pacientes graves ou gravíssimos da doença. Somente na última semana foram 2.554 habilitações. Cada leito recebe o dobro do valor por diária de internação.

Desde abril, já foram 6.344 habilitações, com repasses federais de R$ 911,4 milhões, pagos em parcela única, aos estados e municípios. A pasta também tem liberado recursos para auxiliar estados e municípios a enfrentarem a pandemia, com o intuito de garantir a estrutura necessária ao atendimento dos pacientes.

Até o momento, o país registra 18.508 óbitos, sendo que 1.188 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes. Desse total, 311 mortes ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outras 3.534 estão em investigação.

Atualmente, a doença circula em pouco mais da metade dos municípios brasileiros, mas a maior parte não registra nenhum óbito.

SITUAÇÃO DE HOJE: 21/05/2020 - 19h
▶️ 310.087 diagnosticados com COVID-19
▶️ 164.080 em acompanhamento (52,9%)
▶️ 125.960 recuperados* (40,6%)
▶️ 20.047 óbitos (6,5%)
⏺️ 311 óbitos nos últimos 3 dias
⏺️ 3.534 óbitos em investigação
*estimativas sujeitas à revisão.

GRUPOS DE RISCO

Pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco, mesmo que não tenham nenhum problema de saúde associado. Além disso, pessoas de qualquer idade que tenham doenças pré-existentes, como cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade, asma, entre outras, também precisam redobrar os cuidados nas medidas de prevenção ao coronavírus.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2020
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
Contabilidade Rio Grande - Parceira dessa Causa
PARCEIROS
Imperial Jaú Oeste Beton Dique Denuncia DPVAT Barreiras Casa da Ferramenta CISO Delicia Casa da Informática PM Paraíba Mineiros Grupo Marabá Online Celulares Extreme Luz motos ASMAT Vida Farma Contabilidade Rondon ORIX AFS G7 NET Guarda Municipal Odontolessa Casa do Marceneiro Polícia Civil LH Madeiras Neli Sportime P&F Coyote Oeste Manutenção Global Dupará Açaí Ofertas - Hiper Santo Antonio Midori Paisagismo Minas Aço Sutrans DBT