São Camilo SDR Bahia

SICREDI
Corbã
Ação
NOTÍCIAS

Logística de distribuição do Estado garante vacina nas nove macrorregiões da Bahia

Quarta-feira, 29 de Setembro de 2021 / Bahia

A vacinação contra a Covid-19 avança na Bahia, que já está aplicando a terceira dose em idosos. O percentual de vacinação completa (1ª e 2ª doses) é de 47,5% em todo o estado. A maior parte das nove macrorregiões tem acompanhado esse número. O Centro-Norte ocupa o primeiro lugar, com 53,9% de pessoas vacinadas. Já o Extremo Sul é a macrorregião com menor percentual de vacinação completa: 39,6%.

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a macrorregião Leste possui o segundo maior percentual, com 49,1% da população vacinada; seguida pelo Sudoeste, com 48,1%; Norte, com 47,3%; Sul, com 46,8%; Oeste, com 46,7%; Centro-Leste, com 46,1%; e Nordeste, com 42,8%.

O Governo do Estado tem trabalhado com uma logística que garante a entrega dos imunizantes em menos de 12 horas, aos 417 municípios baianos. Cada cidade recebe as vacinas de acordo com o número de população, usando como base os dados do IBGE de 2020. Ao receber a quantidade necessária para a sua realidade, o município aplica as doses e informa à Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado, que acompanha, monitora a velocidade de vacinação e a capacidade que o município tem em vacinar. A Sesab divulga as informações detalhadas por cidade e região, assim como a soma de toda a Bahia, em bi.saude.ba.gov.br/vacinacao.

De acordo com a diretora de Vigilância Epidemiológica do Estado, Márcia São Pedro, as diferenças no percentual de cobertura vacinal por região não são significativas, uma vez que se aproximam do número de vacinados em toda a Bahia, e podem ser explicadas pelo intervalo entre uma dose e outra. O que deve ser levado em consideração é a especificidade de cada região, além do comportamento e da aceitação da vacina pela população.

“As orientações dadas aos municípios são de que precisam vacinar aos sábados, domingos, feriados, e que é necessário estender o horário de vacinação. Também devem realizar busca ativa dos acamados, idosos, moradores da zona rural, pois isso pode incidir na demora da notificação dos imunizados”, explica a diretora.

Ainda sobre os fatores que interferem no percentual de imunização de cada região, Márcia destaca a responsabilidade de cada individuo de se proteger e proteger o outro. “Há uma responsabilidade dos munícipes em ficar atento ao seu cartão de vacinação para que, após tomar a primeira dose, ele retorne para a realização do ciclo completo de imunização com a segunda dose. Somente assim vamos conseguir bloquear a transmissão do coronavírus, inclusive neste momento de circulação da variante Delta, que tem o poder de transmissão muito maior do que as outras, afinal ela é capaz de transmitir para outras cinco ou seis pessoas”.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Bahia se torna referência de uso da tecnologia na administração pública

Quarta-feira, 29 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, o que em um passado não muito distante era ficção científica, hoje já é realidade. Os investimentos estaduais estão transformando a Bahia em um modelo do uso de tecnologia. Cidades monitoradas por câmeras capazes de identificar automaticamente pessoas suspeitas e placas de carros melhoram a segurança, o primeiro tomógrafo do Brasil com inteligência artificial reforça a saúde e, na educação, ao menos três sistemas visam fortalecer o ensino público. E esses são apenas alguns exemplos.

Os investimentos baianos em tecnologia atraem holofotes do mundo inteiro, como destaca o governador Rui Costa. “Eu recebi a Huawei, uma gigante chinesa, e ela nos informou que, pelo investimento que a Bahia está fazendo no segmento, montará aqui um centro de demonstração para a América do Sul do uso de tecnologia na administração pública”.

Segundo o governador, esse centro “vai incluir as áreas de segurança, saúde e educação, porque nós vamos avançar muito nisso. A Bahia é um estado gigantesco, do tamanho da França, e a tecnologia será cada vez mais nossa aliada, não somente para combater o crime, mas para levar educação, saúde e serviço público de qualidade para as pessoas”.

Em julho de 2021, Rui autorizou a expansão da tecnologia de câmeras de reconhecimento facial, sistema que já opera em Salvador, para mais 77 cidades baianas até o fim de 2022. O contrato prevê o investimento de R$ 665 milhões para a prestação do serviço. O projeto piloto foi implantado em novembro de 2018, com R$ 18 milhões investidos na aquisição das primeiras câmeras de reconhecimento facial. Instalados em locais de grande circulação na capital baiana, os equipamentos já localizaram 217 criminosos com mandados de prisão expedidos.

Atualmente, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) está em fase de teste das câmeras para serem usadas também nos fardamentos de policiais e bombeiros. Cinco marcas estão sendo avaliadas. Uma comissão foi criada e visitou outros estados que utilizam o mesmo tipo de equipamento. Após análises, a SSP deve realizar uma licitação para a implantação da tecnologia.

O Governo do Estado também investiu R$ 200 milhões na construção do Centro de Operações e Inteligência (COI), em Salvador, e de 22 Centros Integrados de Comunicações (Cicom) no interior do estado. Em alguns Cicoms, existem parcerias com as prefeituras, que disponibilizam câmeras, em pontos estratégicos, para serem monitoradas pelos policiais.

Tecnologia digital

O superintendente de Telecomunicações da SSP, tenente-coronel Renato Lima, explica que “com o projeto para a comunicação crítica no interior, que hoje é 95% analógica, ela passa a ser 100% digital. Outro projeto está em via de finalização, que é a utilização de câmeras nas viaturas e de câmera corporal nos policiais. Então, a gente vai ter uma atividade muito mais qualificada em termos de prevenção e da eventual repressão policial que se faça necessária. Também serão beneficiados os trabalhos dos bombeiros e da Polícia Técnica, que se somam e se completam ao trabalho da segurança pública como um todo”.

Lima informa que a capital e Região Metropolitana de Salvador passarão a ter um canal exclusivo de comunicação LTE, o mesmo utilizado pela telefonia celular. Por ser exclusivo, não haverá risco de interrupções, em caso de necessidade ou excesso de tráfego de dados. “Até agora, a gente trabalhava somente com dados e voz. Mas nós passaremos a trabalhar também com imagens. Esse recurso permite que o videomonitoramento seja qualificado. Por exemplo, se um veículo passa cinco vezes na porta de um banco, esse veículo passa a ser suspeito e monitorado. Então, a gente pode construir modelos de inteligência que vão permitir um resultado muito mais amplo em termos de segurança pública”.

Plataforma integradora

De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação da SSP, capitão Jurandílson Nascimento, toda a tecnologia inteligente de imagens e vídeos converge para uma plataforma integradora. “Essa plataforma vai fazer toda a parte de gestão desses dados a trazer melhor eficiência no resultado da operação para a segurança pública. Ou seja, todos os alertas das câmeras serão processados nessa plataforma possibilitando que, de maneira mais célere, a ação que está sendo desencadeada a partir desse vídeo chegue na ponta, chegue na ocorrência policial”.

Nascimento informa que a imagem armazenada nas câmeras poderão ser disponibilizadas para a operação tanto em tempo real, quanto estarão armazenadas para utilização posterior, em provas processuais ou de excessos cometidos pela polícia. “A utilização da câmera corporal traz um viés de possibilitar uma prestação de contas e uma segurança ao policial pelo registro da sua atuação”.

Saúde

O Tomógrafo com Inteligência Artificial é um dos itens de um investimento muito maior na área da saúde. Em março de 2020, um dia antes da confirmação do primeiro caso de Covid-19 na Bahia, foi inaugurada a Central Integrada de Comando e Controle da Saúde do Estado da Bahia, onde estão abrigados a Central Estadual de Regulação (CER), o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) e a Central de Inteligência da Saúde, além da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). O prédio possui três pavimentos distribuídos em mais de 2,3 mil metros quadrados, que recebeu um investimento superior a R$ 13 milhões, sendo R$ 9,1 milhões na estrutura física e R$ 4 milhões em equipamentos.

Segundo o coordenador-executivo de Tecnologia da Sesab, Diego Cavalcante, os investimentos em tecnologia proporcionaram uma mitigação dos efeitos da Covid-19 na Bahia, que se manteve entre os estados brasileiros com menor letalidade. “Com essa forma de consolidar os dados, a gente unifica a regulação, traz a gestão de leitos e consegue incorporar isso com a inteligência artificial. Assim, nós produzimos as informações importantes para se tomar decisões rápidas, mostrando para o gestor o que é mais efetivo, como é que a gente vai salvar mais vidas ou o caminho para isso. Essa foi a maior importância da construção da Central Integrada de Comando e Controle”.

Cavalcante informa que foram criados, nos últimos quatro anos, 168 sistemas de acompanhamento na saúde, que geram relatórios em tempo real. “Isso é um grande avanço. Outros estados não conseguem ter essa velocidade que o nosso estado tem devido ao investimento tecnológico que o Governo da Bahia faz em tecnologia para a saúde. E o principal foco agora do nosso trabalho é o Prontuário Eletrônico Único. A gente vai conseguir que o cidadão tenha todo o acompanhamento de vida do SUS mapeada. Vamos acompanhar toda a trajetória do paciente, desde uma ida à UBS no interior, passando por exames e internamentos, proporcionando eficiência, rapidez e qualidade no atendimento. Nenhum outro estado tem um prontuário eletrônico vinculado ao Ministério da Saúde”.

Educação

A tecnologia aplicada à educação da rede pública estadual produziu três ferramentas que vão nortear toda a gestão da Secretaria da Educação (SEC) nos próximos anos. O aplicativo Escolado facilita as atividades diárias dos professores e gestores, promovendo também a comunicação entre a coordenação pedagógica e a família. O Sigeduc, sistema previsto para entrar em funcionamento em outubro, vai incorporar os dados da educação básica, como alimentação escolar, notas e frequência. Já as Salas Multiuso são espaços com suporte tecnológico diferenciado, para realização de aulas mais dinâmicas, interativas, bem como para experimentação de novas práticas pedagógicas.

O assessor de Tecnologia da SEC, Matteus Martins, afirma que a principal função das ferramentas é facilitar o fluxo de informações. “Tanto o Escolado quanto o Sigeduc trarão informações imediatas de qualidade, para que a gente possa contribuir para o desenvolvimento individual de cada estudante, de cada escola, de cada território, e portanto da própria educação da Bahia. Vamos poder monitorar, avaliar e tomar decisões sobre as políticas educacionais que vão de alguma maneira incentivar, intervir na aprendizagem e na formação de cada estudante. E a Sala Multiuso é o ambiente que contribui para a aprendizagem, trazendo o ensino médio com intermediação tecnológica, o nosso Emitec, para dentro de todas as escolas do Estado”.

As Salas Multiuso estão sendo implantadas com notebook, kit multimídia, TV, internet com distribuição wi-fi, canais de TV via antena parabólica e aulas do Emitec. No campo das metodologias ativas (centradas no estudante), as Salas Multiuso podem ser espaços para novas formas de aprendizagem, como aulões ao vivo conectados em rede (realizados em outros locais), aulas gravadas para reforço da aprendizagem, exibição de filmes e documentários (inclusive produzidos pelos próprios alunos), entre outras possibilidades que tornem a aprendizagem mais instigante.

Também foram pensadas como espaços para atividades lúdicas e criativas (com ou sem o uso de tecnologias digitais), tais como laboratórios de robótica, fotografia, atividades de monitoria, simulados on-line, atividades específicas para estudantes com deficiência, e o que mais for criado ou desenvolvido em cada escola.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Bahia registra 539 novos casos de Covid-19 e mais 3 óbitos pela doença nas últimas 24h

Terça-feira, 28 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 539 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,04%) e 581 recuperados (+0,05%). O boletim epidemiológico desta terça-feira (28) também registra 3 óbitos. Dos 1.232.674 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.203.264 já são considerados recuperados, 2.565 encontram-se ativos e 26.845 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.538.502 casos descartados e 237.722 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terça-feira. Na Bahia, 52.045 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 9.913.760 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 77,86% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp

Operação Bahia Sem Fogo mantém esforços no combate aos incêndios em toda a Bahia

Terça-feira, 28 de Setembro de 2021 / Bahia

O combate aos incêndios florestais continua em diversas regiões do estado, principalmente no oeste e na Chapada Diamantina, totalizando 14 cidades. O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) tem trabalhado diariamente para combater os focos.

Atualmente, o Programa Bahia Sem Fogo, coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), conta com a atuação de 148 bombeiros, oito aeronaves modelo Air Tractor e brigadistas voluntários, além de técnicos do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), que estão em campo com operações de fiscalização e educação ambiental. Também foram disponibilizados pelo Governo do Estado carros tracionados, vans e um caminhão para auxiliar as equipes.

A principal causa dos incêndios é de origem humana (acidental ou proposital). Assim, diariamente, a população tem sido alertada que este não é um tempo apropriado para a limpeza de pastagem utilizando fogo, nem para queima de lixo e outras atitudes que podem colaborar com o surgimento de incêndios. Os alertas ocorrem em paralelo aos combates.

"Estamos num período de seca, umidade relativa do ar baixa e muito vento. Dessa forma, os acidentes oriundos da manipulação indevida do fogo podem ganhar proporções gigantescas", explica o major BM Márcio Jansen.

Conforme o coordenador da Unidade Regional do Inema em Barreiras, Saul Cavalcante, o uso irregular do fogo nas áreas urbana e rural é um dos principais fatores que podem provocar os incêndios florestais. “Para evitar esse tipo de ocorrência, o Inema vem realizando um trabalho de fiscalização ostensivo na região para identificar possíveis infratores”, pontua.

Saul destaca ainda que, desde junho, quando foi publicada a portaria Inema de nº 23.465, estão suspensas as solicitações e emissões de Declaração de Queima Controlada (DQC), documento necessário para o emprego do fogo, mediante queima controlada, nas atividades de campo. “Essa é uma atividade que depende de prévia autorização a ser obtida pelo interessado junto ao órgão ambiental, mas, neste período crítico, está proibida nos municípios que registraram, nos últimos 10 anos, maiores incidências de incêndios florestais na Bahia”.

Trabalho de combate

Por volta das 6h, os bombeiros que atuam na região oeste seguem para os combates. Nas mãos, equipamentos como pás, foices e facões são imprescindíveis para abrir caminho no meio do cerrado. Outros levam nas costas mochilas costais, apontadores e água para a hidratação.

Depois de mais de três horas de caminhada em meio a um terreno íngreme e uma subida de serra com pedras e espinhos, os bombeiros finalmente chegam à área atingida, na região de Angical. Sob as coordenadas dos bombeiros em solo, cuja comunicação ocorre via rádio, duas aeronaves lançam água nos focos.

"Moro aqui há 30 anos e nunca vi uma situação como a deste ano. É muito fogo aqui na região. Graças a Deus, os bombeiros têm conseguido diminuir bastante", afirma o administrador de imóveis rurais Márcio Rocha Ferreira.

Para o sargento BM Adailton Dantas, o acesso é o grande dificultador no combate. "São áreas muito íngremes e subidas, o que demora um pouco a nossa chegada, mas a maior recompensa é ver o fogo extinto e a natureza voltando ao normal".

Canais de denúncia

A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. As denúncias de queimadas ilegais e outros crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400.

Bahia Sem Fogo

Criado em 2010 para tornar mais efetivas as ações de prevenção, combate e monitoramento a incêndios no estado, oferecendo infraestrutura e logística adequadas, o Bahia Sem Fogo é coordenado pela Sema, que integra e coordena o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Mucugê é destaque no reaquecimento do turismo na Chapada Diamantina

Terça-feira, 28 de Setembro de 2021 / Bahia

Foto: Rosilda Cruz/Setur

Foto: Tatiana Azeviche/Setur

Com avanço da vacinação contra a Covid-19 e a tendência ao turismo interno, Mucugê já se destaca na Chapada Diamantina. O município começou a receber um número contínuo de visitantes, no segundo semestre. Os turistas são atraídos pelas montanhas, rios, cachoeiras e botânica sustentável, além do patrimônio histórico e cultural.

Em julho e agosto, a cidade registrou um bom movimento de turistas, mas a maior procura foi na primeira semana de setembro, quando recebeu 500 ciclistas e seus acompanhantes, durante o 8° Desafio Mucugê de Mountain Bike. Houve ocupação máxima da capacidade hoteleira.

A Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) está otimista com o reaquecimento das atividades na região. “Mucugê tem sido um exemplo de como se preparar para receber bem os turistas, oferecendo protocolos sanitários. A cidade figura entre os destinos mais procurados. Estamos confiantes de que toda a Chapada terá ótimos resultados”, explicou a coordenadora de eventos da Setur-BA, Eloísa Caldeira.

Um dos trunfos de Mucugê é o calendário de eventos. Em novembro, o município recebe a corrida em trilha Ultra Trail. No mês seguinte, a cidade comemora os 120 anos da Filarmônica 23 de Dezembro e celebra o período natalino com o Festival de Corais, que atrai vozes de todo o Brasil.

“Fizemos o planejamento para uma retomada segura e com novos atrativos. Pretendemos oferecer também o enoturismo, na Fazenda Progresso, e o projeto de cicloturismo Portais da Chapada, envolvendo 10 municípios da região”, pontuou a prefeita de Mucugê, Ana Medrado.


Blogbraga/Fonte: Ascom/Setur

Compartilhar no Whatsapp

Bahia registra 150 novos casos de Covid-19 e mais 6 óbitos pela doença nas últimas 24h

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 150 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,01%) e 257 recuperados (+0,02%). O boletim epidemiológico desta segunda-feira (27) também registra 6 óbitos. Dos 1.232.135 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.202.683 já são considerados recuperados, 2.610 encontram-se ativos e 26.842 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.537.318 casos descartados e 236.512 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira. Na Bahia, 52.039 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completoclique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 9.869.889 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 77,52% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp

SEMANA NACIONAL DA CONCILIAÇÃO 2021 FOCA EM PROCESSOS EM FASE DE EXECUÇÃO; INSCRIÇÕES PARA PARTICIPAR SEGUEM ABERTAS ATÉ 15/10

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 / Bahia

A XVI Semana Nacional da Conciliação (SNC) deste ano, que será realizada de 8 a 12/11, vai priorizar os esforços de tribunais e profissionais de mediação e conciliação nos processos que estão em fase de execução. Milhões de ações judiciais que já foram sentenciadas sem que a parte vencedora tenha recebido o que lhe é devido estão nesse estágio.

O Poder Judiciário da Bahia (PJBA) adere ao chamado do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para estimular a busca por soluções consensuais para as chamadas execuções civis, que representam hoje o principal empecilho da tramitação das ações judiciais no Brasil. Na Bahia, as inscrições de processos para participar da 16ª edição da SNC estão abertas até 15/10, através do preenchimento do formulário de adesão.

Conforme o CNJ, os processos de execução ou em fase de cumprimento de sentença – fase do processo em que a decisão judicial é efetivamente cumprida – ocorrem em proporção muito maior que os processos na fase de conhecimento, o estágio anterior da ação na qual o juízo ouve as partes e busca informações para tomar uma posição a respeito do conflito. A quantidade de processos de execução ou em fase de cumprimento é 54% maior que o volume de ações judiciais em fase de conhecimento. O foco da XVI Semana Nacional da Conciliação é minimizar essa diferença.

Este ano, o mote da campanha “Conciliação: mais tempo para você” se alinha a um dos objetivos pretendidos com a solução negociada de conflitos, a celeridade no cumprimento das decisões judiciais.

O Decreto Judiciário nº 580, de 09/09/2021, dispõe sobre as ações referentes à Semana Nacional de Conciliação no PJBA. O normativo define os prazos, cronograma de atividades básicas, as medidas a serem adotadas pelos juízes titulares, auxiliares ou substitutos, entre outros pontos. No PJBA, o NUPEMEC responde pelas ações de conciliação.

Clique aqui e saiba mais


Blogbraga/TJBA

Compartilhar no Whatsapp

Monitor de Focos de Calor auxilia no combate aos incêndios florestais na Bahia

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 / Bahia

Foto: Arquivo Blogbraga

Na luta contra os incêndios florestais o Governo do Estado da Bahia não tem medido esforços para se antecipar a qualquer indício de incêndio e uma das fermentas utilizadas pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) é o Monitor de Focos de Calor. Com os dados gerados pelo Monitor, é possível identificar os locais mais críticos no estado, assim, os técnicos do Inema orientam o Corpo de Bombeiros Militar e brigadistas para concentrarem os esforços e atuação para debelar os focos de incêndios logo no estágio inicial.

Diariamente, por meio de imagens de satélites, o Inema monitora possíveis pontos de incêndios florestais por meio de focos de calor. Com esse monitoramento o Inema elabora e disponibiliza boletins informativos com o total de registros de focos de calor, bem como, a análise de risco de fogo (método de Angström baseado nas condições do tempo vigente no dia) e as condições meteorológicas atuantes na Bahia.

Segundo Eduardo Topázio, superintendente de Inovação e Desenvolvimento Ambiental da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e diretor de Recursos Hídricos e Monitoramento Ambiental (DIRAM), o sistema que já era utilizado pela autarquia foi incrementado desde setembro de 2020, visando a ajudar na tomada de decisão de forma mais célere e mais segura.

“A equipe de meteorologia do Inema criou um mapa que irá mostrar a densidade de focos de calor em 24h, minimizando assim a possível duplicidade na contagem do número de focos, pois o mesmo ponto pode ser contabilizado por diferentes satélites, dando a falsa impressão que aquela localidade tem maior prioridade de monitoramento e/ou deslocamento de brigada de incêndio”, explicou Topázio.

A tabela de dados de registro dos focos de calor analisa o tipo de bioma da localidade que foi detectada uma fonte de calor e se este ponto se encontra em uma Unidade de Conservação. Os demais dados, horário da detecção, satélite, município e coordenadas geográficas seguem presentes na tabela.

“Além de observar a densidade de focos de calor, este mapa irá contemplar as unidades de conservação estaduais e federais para servir como mais uma ferramenta de conservação ambiental”, concluiu o superintendente.

O Governo do Estado da Bahia, por meio do Programa Bahia Sem Fogo, desde junho, trabalha em parceria com o Corpo de Bombeiros, secretarias estaduais e municipais, lideranças locais, associações, brigadistas e o Prevfogo.
Em junho foi publicado o decreto Estadual Portaria Inema de nº 23. 475, que suspende a DQC (declaração de queima controlada) nos municípios que registraram, nos últimos 10 anos, maiores incidências de incêndios florestais na Bahia.

Canais de denúncia – A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. As denúncias de queimadas ilegais e outros crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400.


Blogbraga/Ascom Inema

Compartilhar no Whatsapp

BAHIA: Governo entrega mais 49 viaturas para a PM e anuncia a convocação de 1,7 mil policiais militares

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 / Bahia

Foto: Manu Dias/GOVBA

O governador Rui Costa entregou mais 49 viaturas para a Polícia Militar da Bahia (PMBA), ampliando a frota da corporação, nesta segunda-feira (27). Ele anunciou também a blindagem dos veículos da PM baiana e a convocação de mais 1,7 mil policiais militares aprovados no último concurso. A entrega e os anúncios foram realizados em evento na Secretaria da Segurança Pública (SSP), com a presença do secretário da pasta, Ricardo Mandarino, do comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho, e da delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito.

Rui destacou que as novas viaturas não estão substituindo outras mais antigas, mas ampliando a frota. “De 2015 até hoje, nós já entregamos, de viaturas novas, 3.269 para a Polícia Militar, 500 para o Corpo de Bombeiros, 852 para a Polícia Civil e 118 para a Polícia Técnica. Esse número representa o nosso esforço para garantir a polícia equipada com veículos novos para o enfrentamento e para o policiamento”, afirmou.

Entre os veículos, a viatura entregue para o Bope vem com uma blindagem frontal para melhor proteção dos policiais. “E eu vou pedir que seja feito um estudo com uma empresa especializada para que seja feita a blindagem dessas outras 48 viaturas que estão sendo entregues. Iremos fazer isso progressivamente em todas as viaturas próprias do Estado da Bahia. E todas as viaturas que nós adquirirmos daqui para frente já serão entregues com esta blindagem”, disse o governador.

Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

O comandante-geral da PM elogiou a entrega e o anúncio da blindagem das viaturas. “É uma política de governo, de proteção aos policiais militares que estão no serviço operativo. Com isso, faremos uma segurança pública mais eficiente para a sociedade”.

Nos próximos dias, a Bahia também receberá um conjunto de 150 motocicletas. “Serão veículos com uma potência maior para colocarmos policiamento em dupla e mais intenso. Vamos para o enfrentamento ao crime, que acontece, principalmente, quando aqueles que estão cometendo ato criminoso estão com moto e, por isso, têm mais facilidade de fuga, por causa da mobilidade”, acrescentou Rui.

Concursos

No evento, o governador anunciou a convocação de mais 1,7 mil policiais militares aprovados no último concurso. “Nós tivemos 2,7 mil aprovados. Estamos terminando o treinamento de mil policiais e, assim que concluir esse treinamento, será feito um esforço para treinamento de um número maior. Até dezembro do ano que vem, já deveremos ter convocado os que faltam”.

Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

Rui comentou ainda sobre o novo concurso para a Polícia Civil. “Só poderemos fazer o concurso a partir de janeiro, mas já autorizei todos os trâmites de contratação da empresa para 1 mil vagas da Polícia Civil”.

O secretário Ricardo Mandarino ressaltou a importância dos investimentos em segurança pública. “Segurança pública custa caro, e a segurança pública da Bahia é sofisticada. Quando vem alguém de fora do estado e conhece o nosso centro de identificação de veículos e de rostos, fica impressionado”.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia/Repórter: Raul Rodrigues

Compartilhar no Whatsapp

Na Chapada, Mucugê e Ibicoara têm os maiores valores de produção de batata inglesa do país

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, os municípios de Mucugê e Ibicoara, ambos na Chapada Diamantina, têm os maiores valores de produção de batata inglesa do país. Localidades conhecidas pelo potencial turístico, Mucugê tem R$483,3 milhões e Ibicoara R$321,3 milhões.

“A batata inglesa é o carro chefe devido ao peso econômico, sobretudo nos municípios de Mucugê e Ibicoara”, salienta o economista da SEI, Pedro Marques de Santana. Mucugê é o município com maior produtor de batata inglesa da Bahia e o segundo maior do país, ficando atrás apenas da cidade de Perdizes, em Minas Gerais.

No entanto, a cidade chapadeira detém o maior valor de produção da batata inglesa no Brasil. Em 2020, Mucugê teve uma safra de 234.630 toneladas, gerando um valor de R$483,3 milhões em 2020. Já Ibicoara é o segundo maior da Bahia e o quarto maior do país. A cidade registrou uma safra de 156 mil toneladas em 2020, gerando R$321,3 milhões.

O resultado fez com que o município passasse a ser o segundo do país em valor de produção do tubérculo. Logo, entre os anos de 2019 e 2020, a Bahia passou de 5º para o 4º lugar entre os maiores produtores do tubérculo do país, ultrapassando o estado do Rio Grande do Sul.


Blogbraga/Fonte: Correio24h

Compartilhar no Whatsapp

Bahia detecta mais 58 amostras da variante Delta

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 / Bahia

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) divulgou neste sábado (25), a detecção por meio de sequenciamento genético de mais 58 amostras da variante Delta da Covid-19, no estado. Com estes novos registros, a Bahia tem ao todo 72 casos da variante, com dois óbitos.

Estes novos casos foram identificados em pacientes residentes nos municípios de Aporá, Baixa Grande, Barrocas, Bonito, Brumado, Camaçari, Canavieiras, Cícero Dantas, Coribe, Entre Rios, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Lauro de Freitas, Maracás e Nilo Peçanha. , Maraú, Medeiros Neto, Muritiba, Nova Fátima, Pé de Serra, Prado, Riachão do Jacuípe, Salvador, São Gonçalo dos Campos, Simões Filho, Teixeira de Freitas e Vereda.

Anteriormente, 14 casos com a variante Delta foram notificados em residentes dos municípios de Conceição do Almeida, Feira de Santana, Medeiros Neto, Prado, Salvador, Sapeaçu, Senhor do Bonfim, Vereda, Vitória da Conquista,, além de um tripulante de um navio ancorado em Salvador.

De acordo com a diretora geral do Lacen-BA, Arabela Leal, “é importante destacar que estamos utilizando um protocolo novo, que não são de amostras aleatórias. Estamos concentrando atenção nas amostras provenientes de municípios com aumento do percentual de casos positivos ou que tenham casos anteriores da Delta”, explica a diretora.

A secretária estadual da Saúde em exercício, Tereza Paim, ressalta que “o novo protocolo permite que a vigilância epidemiológica atue de modo mais célere na identificação e monitoramento dos pacientes e dos municípios”, afirma a secretária. No entanto, Paim alerta que a principal medida para conter o avanço da Covid-19 e, por consequência, a variante Delta, é o avanço da vacinação. “É importante que as pessoas busquem as unidades de saúde para se vacinarem contra a doença, incluindo também a dose de reforço. O esquema completo de vacinação dá uma maior garantia de defesa contra a Covid-19”, ressalta.

Reconhecido como a 3ª maior unidade de vigilância laboratorial do país e classificado na categoria máxima de qualidade pelo Ministério da Saúde, o Lacen-BA analisou amostras de mais de 200 municípios dos nove Núcleos Regionais de Saúde. O Lacen-BA já realizou cerca de 700 exames de sequenciamento genético do vírus da Covid-19.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp

Bahia registra 232 novos casos de Covid-19 e mais 3 óbitos pela doença nas últimas 24h

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 232 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%) e 263 recuperados (+0,02%). O boletim epidemiológico deste domingo (26) também registra 3 óbitos. Dos 1.231.985 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.202.426 já são considerados recuperados, 2.723 encontram-se ativos e 26.836 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.536.748 casos descartados e 236.545 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo. Na Bahia, 52.038 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 9.842.248 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 77,3% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp

Governo nomeia último grupo de aprovados em concurso para a rede estadual de ensino

Sábado, 25 de Setembro de 2021 / Bahia

Imagem ilustrativa

O Governo do Estado publicou neste sábado (25), no Diário Oficial do Estado, o decreto de nomeação de sete professores e três coordenadores pedagógicos para integrar a rede pública estadual de ensino. A medida vai viabilizar a incorporação ao quadro de pessoal da Secretaria da Educação do Estado (SEC) do último grupo de candidatos aprovados no Concurso Público Edital Saeb/02/2017, marcando o encerramento do certame.

No total, o concurso público realizado em 2017 já viabilizou a admissão pelo Estado de 2.703 professores e 669 coordenadores pedagógicos para atuação em todos os 27 Territórios de Identidade, nos diferentes componentes curriculares, como Biologia, Física, Geografia, Filosofia, História, Inglês, Português, Matemática, Sociologia, Arte e Educação Física.

No grupo de mais recentes nomeados, há docentes para atuar em Português, Física e Matemática, nos municípios de Salvador, Vitória da Conquista, Ribeira do Pombal, Amargosa, Santa Maria da Vitória e Feira de Santana.

Os nomeados poderão tomar posse imediatamente. A orientação é de que os professores e coordenadores pedagógicos compareçam, em um prazo máximo de 30 dias, à sede da Secretaria da Educação do Estado ou ao Núcleo Territorial de Ensino (NTE) correspondente ao local onde irão atuar.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

29ª CIPM erradica plantação de maconha no município de Seabra/BA

Sábado, 25 de Setembro de 2021 / Bahia

 A erva era cultivada por dois homens, supostamente irmãos. Um foi preso em flagrante.

Denúncias anônimas levaram uma guarnição da 29ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Seabra) até uma plantação de maconha, com 54 pés da erva. O flagrante aconteceu, na noite de quinta-feira (23), na cidade de Seabra.

Os entorpecentes foram encontrados, em uma área de mata, no povoado de Campeste. Ao todo foram apreendidos 54 pés de maconha e 311 gramas da mesma droga colhidos.

Além disso, os militares iniciaram rondas na tentativa de localizar os responsáveis pela plantação. Dois homens foram encontrados, mas um deles conseguiu escapar. O capturado foi encaminhado para a 13ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior  (Coorpin/Seabra), juntamente com o material apreendido.

"A suspeita é que eles tenham escolhido este local por se tratar de uma zona de vegetação similar à caatinga. A região é mais afastada de estradas e era irrigada sem chamar a atenção", detalhou o comandante da 29ª CIPM, capitão Guilherme Borges.


Blogbraga/Assessoria de Comunicação Secretaria da Segurança Pública da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

SENHOR DO BONFIM: Inema recebe entrega voluntária de sete Araras e dois Tucanos mantidos em cativeiro

Sábado, 25 de Setembro de 2021 / Bahia

Na última terça-feira (21/09), o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) recebeu um chamado de entrega voluntária no município de Senhor do Bonfim-BA. Trata-se de nove aves silvestres que foram criadas em cativeiro por muito tempo sem autorização.

Na ocasião, foram entregues duas araras vermelhas (Ara chloropterus), três araras Canindé (Ara araruna), duas araracangas (Ara macao) e dois tucanos (Ramphastos toco). O manejo e acondicionamento das aves foi realizado por técnicos do Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) e da Unidade Regional Piemonte da Diamantina.

As Araras e os Tucanos foram herdados e o atual dono as entregou voluntariamente sem ser penalizado. Os animais foram encaminhados para o CETAS Salvador, onde receberão os devidos cuidados e destinação adequada.

A entrega acontece na mesma semana em que o Instituto promove uma campanha de Entrega Voluntária de Aves Silvestres nos municípios de Boipeba e Moreré, com o objetivo de sensibilizar a população sobre a importância de os animais serem devolvidos à natureza. Saiba mais clique AQUI.

Para fazer a entrega voluntária em Salvador ou em outra região do estado, basta entrar em contato pelos CETAS Estaduais do Inema, através do Disque Resgate (71) 99661-3998.

Vale lembrar que manter animais silvestres em cativeiro é crime previsto no artigo 29 da lei n 9.605/1998, e sujeito a pena de multa. Fica isento da pena quem entrega os animais voluntariamente.


Blogbraga/Fonte: INEMA

Compartilhar no Whatsapp

Bahia registra 596 novos casos de Covid-19 e mais 31 óbitos pela doença nas últimas 24h

Sábado, 25 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 596 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 497 recuperados (+0,04%). O boletim epidemiológico desta sexta-feira (24) também registra 31 óbitos. Vale ressaltar que o município de Salvador inseriu um lote adicional de óbitos no Sistema de Informações Sobre Mortalidade. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje.

Dos 1.231.408 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.201.807 já são considerados recuperados, 2.772 encontram-se ativos e 26.829 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.534.342 casos descartados e 236.981 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira. Na Bahia, 52.022 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação
Com 9.802.091 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 76,98% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as
 informações detalhadas.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp

Força-tarefa do Governo do Estado e brigadistas controlam incêndio em Lençóis

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021 / Bahia

Depois de cinco dias de combate, o incêndio na região de Lençóis foi controlado. Bombeiros militares e brigadistas realizaram o combate direto com apoio de duas aeronaves modelo Air Tractor. A força-tarefa ainda fez a limpeza ao redor das áreas atingidas para evitar novas queimadas, conseguindo debelar as chamas que poderiam chegar às residências se não fossem contidas. O trabalho agora se concentra no monitoramento com os bombeiros percorrendo toda a área atingida para verificar possíveis novos focos e reignições, que acontecem quando reinicia o incêndio já combatido e extinto, devido à brasas e focos escondidos.

"Durante esse monitoramento aviões não são necessários, e foram realocados para outros municípios baianos onde os trabalhos contra o fogo continuam", explicou o major Bombeiro Militar (BM), Murilo Rocha, Comandante da Base Chapada. Neste momento as equipes fazem a varredura de toda a área atingida.

Além das condições climáticas, vale ressaltar que a ação humana é a grande responsável pela grande quantidade de incêndios florestais registrados. Queimadas utilizadas para limpeza de terrenos muitas vezes se tornam incontroláveis e o tempo seco contribui para que o fogo se espalhe por áreas muito vastas.  

Combate ao fogo

Diariamente, os bombeiros saem por volta das 5h e, na maioria das vezes, andam por alguns quilômetros para iniciar o trabalho de contenção das chamas. "Os combates em algumas localidades da Chapada são difíceis por conta do terreno ser muito íngreme e com fissuras no chão, o que torna o acesso bem mais difícil e perigoso, exigindo ainda mais esforço físico e cautela dos bombeiros militares e brigadistas voluntários", ressaltou o major BM Murilo.

Pás, foices, mochilas costais, abafadores e sopradores são alguns dos equipamentos utilizados para a extinção das chamas. Os militares e brigadistas também percorrem todas as áreas atingidas e verificam o surgimento de possíveis novos focos. Pelo ar, e com a orientação e coordenadas enviadas pelos bombeiros militares no terreno, os pilotos das aeronaves também verificavam possíveis focos e realizavam o lançamento de água que auxilia no resfriamento para que o pessoal no terreno possa agir.

O monitoramento da área dura em torno de 72 horas, a depender das condições climáticas, do tipo de terreno e de outros fatores que influenciam o comportamento dos incêndios florestais.

Oeste
 
O combate ao fogo permanece ininterrupto em vários municípios do oeste da Bahia, uma das regiões mais afetadas. Em Barreiras, alguns pontos de reignição foram identificados e logo apagados. Também Em Luís Eduardo Magalhães os trabalhos não param. Acessos foram abertos ao redor de grandes áreas em chamas para evitar que o fogo se espalhasse para regiões habitadas. Aeronaves Air Tractor auxiliam as equipes em terra.

Uibaí

Na região de Irecê, as equipes do Governo do Estado conseguiram extinguir praticamente todos os focos de fogo, porém o monitoramento está mantido à procura por novos focos para evitar reignições.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Aeronaves do Governo do Estado reforçam combate aos incêndios florestais na Bahia

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021 / Bahia

Foto: Arquivo Blogbraga

Foto: Arquivo Blogbraga- Repórter Paiva

Para reforçar o combate aos focos de incêndio na região Oeste da Bahia, o governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), encaminha, nesta quinta-feira (23/09), mais outras duas aeronaves para o município de Buritirama.

Os dois aviões do modelo Air Tractor têm capacidade de armazenamento de dois mil litros de água cada. Com as oito do mesmo modelo que já estavam em combate, o governo do Estado soma um total de dez aeronaves disponibilizadas para atuar nas regiões Oeste, Norte e na Chapada Diamantina.

Em toda a operação do Programa Bahia sem Fogo, o governo já disponibilizou um efetivo de cento e setenta bombeiros militares, que estão atuando em 14 cidades atingidas pelo fogo. “Novos focos aparecem a cada dia. Estamos com nossos bombeiros e brigadistas voluntários em várias frentes para combater todos os focos. Estamos com o tempo quente, clima seco e baixa umidade, o que propicia que as chamas se alastrem muito rapidamente”, explicou o comandante-geral do CBMBA, coronel BM Adson Marchesini.

Ele destaca ainda a importância da ajuda da população. “Sabemos que a maioria dos incêndios acontece pela ação humana. Por isso, pedimos que as pessoas mantenham o cuidado redobrado. Não jogar bitucas de cigarro nas rodovias, nem realizar queimadas para limpeza de pastos”, concluiu.

A operação atualmente conta ainda com mais de 25 técnicos da Sema e do Inema. Eles atuam em campo na fiscalização e educação ambiental. Também foram disponibilizados pelo Governo do Estado carros tracionados e vans, além de um caminhão para auxiliar as equipes de campo.

Segundo a titular da Sema, Márcia Telles, o Estado segue vigilante em relação aos focos de incêndio, buscando combateria fogo logo nos primeiros indícios. “Considerando o cenário atual, o Programa Bahia Sem Fogo possui um grupo de trabalho voltado só para as ações de monitoramento, fiscalização e combate aos incêndios florestais, que funciona como uma sala de situação”, disse Telles.

O Programa Bahia Sem Fogo, desde junho, trabalha em parceria com o Corpo de Bombeiros, secretarias estaduais e municipais, lideranças locais, associações, brigadistas e o Prevfogo.

Em junho foi publicado o decreto Estadual Portaria Inema de nº 23. 475, que suspende a DQC (declaração de queima controlada) nos municípios que registraram, nos últimos 10 anos, maiores incidências de incêndios florestais na Bahia.

Dia a dia do bombeiro – Por volta das 5h, os bombeiros iniciam o dia por trilhas íngremes, terrenos com relevos variados e equipados com mochilas costais, abafadores, pás, foices e enxadas. Ao longo do percurso eles constroem aceiros, para evitar que o fogo se alastre, e fazem o combate direto às chamas. Por terra, também orientam os pilotos das aeronaves nos lançamentos de água e no monitoramento.

Canais de denúncia – A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. As denúncias de queimadas ilegais e outros crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400.


Blogbraga/Fonte: INEMA

Compartilhar no Whatsapp

Bahia registra 555 novos casos de Covid-19 e mais 10 óbitos pela doença nas últimas 24h

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 555 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 414 recuperados (+0,03%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (23) também registra 10 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.230.812 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.201.310 já são considerados recuperados, 2.704 encontram-se ativos e 26.798 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.532.214 casos descartados e 236.361 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 52.019 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 9.698.519 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 76,67% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp

Governo contrata obras complementares do Sistema de Esgotamento Sanitário de Jacobina/BA

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021 / Bahia

A Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) publicou, na última semana no Diário Oficial do Estado (DOE), o extrato de contratação da empresa que ficará responsável pelas obras complementares da 1° etapa e 2° etapa, e a operacionalização do sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do município de Jacobina.

As obras serão executadas através da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), vinculada à SIHS, e contarão com investimentos da ordem de R$ 22 milhões. O escopo previsto para conclusão da 1ª etapa do SES de Jacobina inclui a execução de interceptor, ligações intradomiciliares, reparos na linha de recalque e no emissário por gravidade. Já os trabalhos para a 2ª etapa compreendem a execução de rede coletora, ramais prediais, rede auxiliar e 1.070 ligações intradomiciliares, além de terraplenagem das lagoas e execução de interligação das lagoas facultativa e de maturação.

“As obras do SES Jacobina vão contribuir para a despoluição do Rio Itapicuru-Mirim, integrante da Bacia Hidrográfica do Rio Itapicuru, melhorando a saúde pública com a redução de doenças de veiculação hídrica, beneficiando mais de 30 mil moradores. O projeto prevê ainda melhorias significativas nas condições ambientais e na qualidade de vida da população beneficiada pela obra”, informou o titular da SIHS, Leonardo Góes

Os trabalhos terão prazo de 540 dias para conclusão após a assinatura da ordem de serviço.


Blogbraga/Fonte: Ascom/SIHS

Compartilhar no Whatsapp

REGIÃO DE JACOBINA: 24ªCIPM PRENDE HOMEM FORAGIDO DA JUSTIÇA NA CIDADE DE MIRANGABA

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2021 / Bahia

Na manhã desta quinta-feira (23), após investigação conjunta entre a seção de inteligência do 6° BPM/Senhor do Bonfim e da 24ª CIPM/Jacobina, a guarnição policial militar de serviço em Mirangaba, prendeu um homem com mandado de prisão preventiva em seu desfavor, expedido pela Vara Criminal de Senhor do Bonfim, pelos crimes de Tráfico de Drogas e Porte Ilegal de Arma de Fogo.

No momento da prisão, o homem estava com uma pequena quantidade de erva análoga à maconha.

O indivíduo, bem como todo material encontrado com ele, foi conduzido e apresentado na Delegacia de Jacobina, onde serão tomadas as medidas pertinentes.

 "PMBA, UMA FORÇA A SERVIÇO DO CIDADÃO"

@pmdabahia 
@coronelpmcoutinho 
@cprn.pmba 
@valter_saraujo 
@6bpmba 
@reifernandes91
https://www.instagram.com/p/CULWIeAPBmA/?utm_medium=share_sheet


Blogbraga/24ª CIPM - JACOBINA/BA

Compartilhar no Whatsapp

Bahia: Quatro pessoas são denunciadas por esquema criminoso no Detran

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2021 / Bahia

O Ministério Público estadual denunciou na última terça-feira, dia 21, quatro pessoas por associação criminosa e lavagem de dinheiro. Os quatro foram apontados pela Operação Cartel Forte como operadores de esquema criminoso montado na prestação de serviço de estampamento de placas veiculares junto ao Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba). Esta é a terceira denúncia oferecida pela operação coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), desde que ela foi deflagrada, no dia 10 de fevereiro de 2021.

Na denúncia, o Gaeco explicou que a associação criminosa surgiu para praticar crimes de cartel, falsidade ideológica, fraude em licitações e lavagem de capitais. O Gaeco afirmou ainda que, ao menos em uma operação financeira, os créditos utilizados para remunerar as cotas dos empresários do cartel vinham de um elaborado mecanismo de lavagem de capitais que utilizava um "stand” de eletrônicos situado na 25 de março, em São Paulo. O "stand" movimentou mais de R$80 milhões em dois meses. Todas as operações de lavagem eram precedidas de alienação de criptoativos.


Blogbraga/Cecom/MP

Compartilhar no Whatsapp

Aeronaves do Governo do Estado reforçam combate aos incêndios florestais na Bahia

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2021 / Bahia

Ações envolvem vários órgãos e têm reforço de mais 50 bombeiros militares e  outros técnicos

Para reforçar o combate aos focos de incêndio na região Oeste da Bahia, o governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), encaminha, nesta quinta-feira (23/09), mais outras duas aeronaves para o município de Buritirama. 

Os dois aviões do modelo Air Tractor têm capacidade de armazenamento de dois mil litros de água cada. Com as seis do mesmo modelo que já estavam em combate, o governo do Estado soma um total de dez aeronaves disponibilizadas para atuar nas regiões Oeste, Norte e na Chapada Diamantina. 

Em toda a operação do Programa Bahia sem Fogo, o governo já disponibilizou um efetivo de cento e setenta bombeiros militares, que estão atuando em 14 cidades atingidas pelo fogo. "Novos focos aparecem a cada dia. Estamos com nossos bombeiros e brigadistas voluntários em várias frentes para combater todos os focos. Estamos com o tempo quente, clima seco e baixa umidade, o que propicia que as chamas se alastrem muito rapidamente", explicou o comandante-geral do CBMBA, coronel BM Adson Marchesini. 

Ele destaca ainda a importância da ajuda da população. "Sabemos que a maioria dos incêndios acontece pela ação humana. Por isso, pedimos que as pessoas mantenham o cuidado redobrado. Não jogar bitucas de cigarro nas rodovias, nem realizar queimadas para limpeza de pastos”, concluiu. 

A operação atualmente conta ainda com mais de 25 técnicos da Sema e do Inema. Eles atuam em campo na fiscalização e educação ambiental. Também foram disponibilizados pelo Governo do Estado carros tracionados e vans, além de um caminhão para auxiliar as equipes de campo.  

Segundo a titular da Sema, Márcia Telles, o Estado segue vigilante em relação aos focos de incêndio, buscando combateria fogo logo nos primeiros indícios. “Considerando o cenário atual, o Programa Bahia Sem Fogo possui um grupo de trabalho voltado só para as ações de monitoramento, fiscalização e combate aos incêndios florestais, que funciona como uma sala de situação", disse Telles. 

O Programa Bahia Sem Fogo, desde junho, trabalha em parceria com o Corpo de Bombeiros, secretarias estaduais e municipais, lideranças locais, associações, brigadistas e o Prevfogo. 

Em junho foi publicado o decreto Estadual Portaria Inema de nº 23. 475, que suspende a DQC (declaração de queima controlada) nos municípios que registraram, nos  últimos 10 anos, maiores incidências de incêndios florestais na Bahia. 

Dia a dia do bombeiro - Por volta das 5h, os bombeiros iniciam o dia por trilhas íngremes, terrenos com relevos variados e equipados com mochilas costais, abafadores, pás, foices e enxadas. Ao longo do percurso eles constroem aceiros, para evitar que o fogo se alastre, e fazem o combate direto às chamas. Por terra, também orientam os pilotos das aeronaves nos lançamentos de água e no monitoramento. 

Canais de denúncia – A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. As denúncias de queimadas ilegais e outros crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Agricultura gerou R$ 27,5 bilhões para a Bahia em 2020, melhor resultado em 26 anos; Luis Eduardo Magalhães está entre os dez municípios baianos com maior valor de produção agrícola

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021 / Bahia

Números divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira (22), a partir do levantamento da pesquisa da Produção Agrícola Municipal (PAM), trazem uma sequência de boas notícias para a agricultura baiana, que volta a bater recordes em diversas cadeias produtivas. De 2019 para 2020, o valor gerado pela agricultura do estado teve o maior aumento em 26 anos, da ordem dos 41,9%, e isso já é um recorde. Outro novo patamar atingido é o total movimentado pelo setor no estado – R$ 27,5 bilhões –, sendo esses números os maiores desde o começo da série histórica da PAM, que iniciou os registros em 1974.

A pesquisa da Produção Agrícola Municipal faz o levantamento a partir da coleta de dados sobre 66 produtos em todos os municípios do país. Para isso, o IBGE se utiliza de fontes secundárias de informação (associações de produtores, órgãos públicos e entidades ligadas à agricultura, dentre outros). Dos 66 produtos investigados, 45 são cultivados na Bahia e, desse total, 38 deles (84,44%) apresentaram crescimento no valor de produção entre 2019 e 2020. A performance fez a participação da Bahia subir no valor total gerado pela agricultura brasileira, saindo de 5,4% (2019) para 5,8% (2020).

Em 2020, a safra baiana de grãos foi a maior de todos os tempos, o que representa mais um recorde para o estado. Desde 1974, nunca se colheu tantos grãos na Bahia, chegando-se a 10,6 milhões de toneladas. O grupo de grãos abarca cereais, leguminosas e oleaginosas, constituindo um conjunto de 15 produtos. A pesquisa do IBGE mostra que, tanto na Bahia como também no Brasil, os grãos são responsáveis por R$ 6 em cada R$ 10 gerados pela agricultura, sendo 62,8% no valor total nacional (ou R$ 295,7 bilhões) e 64,4% no total da Bahia (ou R$ 17,7 bilhões). Esses R$ 17,7 bilhões mostram um crescimento de 56,5% em relação ao total percebido com a produção de grãos na Bahia em 2019, que foi de R$ 11,3 bilhões.

“Os números da PAM confirmam o contínuo viés de crescimento da agricultura baiana, apresentado em outros recentes estudos. Os negócios do campo vêm se consolidando como grande força da economia baiana, responsáveis que são por um quarto do PIB do estado. Levando-se em conta que as cadeias produtivas do agronegócio empregam muito, em seus diversos níveis, é fácil dimensionar o caráter estratégico desse setor. Tudo isso é resultado dos esforços dos empreendedores do campo, das famílias que se dedicam a esse setor, e também ao trabalho organizador e incentivador do Governo da Bahia e da sua Secretaria da Agricultura. E tenho certeza de que vamos evoluir ainda mais”, destaca o secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura, João Carlos Oliveira.

A força da soja

A soja, que está no grupo dos grãos, foi o produto com maior aumento absoluto do valor gerado pela agricultura na Bahia. Subiu de R$ 5,9 bilhões em 2019 para R$ 10,3 bilhões em 2020, uma diferença de expressivos R$ R$ 4,4 bilhões, que representam um acréscimo da ordem dos 73,7%. Os valores totais da soja e também o acréscimo percebido entre um ano e outro (no caso 2020 em comparação a 2019) são os maiores desde o início da série histórica da PAM, ou seja, 46 anos.

Sobre a tonelagem final da soja, que é a safra, em 2020, foi a segunda maior da série histórica da PAM (iniciada em 1974), apenas inferior à de 2018, mas, ainda assim, superior à de 2019. Os números totais da soja na Bahia em 2018 foram 6,3 milhões de toneladas (recorde histórico); em 2019, 5,3 milhões de toneladas; e em 2020, 6,1 milhões de toneladas.

O documento do IBGE traz uma informação específica sobre a soja que explica o cenário atual do produto no Brasil. “O crescimento do valor gerado pela soja, muito além de sua produção em volume, deu-se por conta do cenário cambial favorável, que teve como consequência o aumento dos preços dessa commodity e uma maior rentabilidade ao produtor, o que, por sua vez, levou a um maior investimento e à expansão das áreas de cultivo”, aponta o IBGE.

Algodão e milho

O algodão foi outro destaque na pesquisa do IBGE. Também do grupo dos grãos, o algodão apresenta o segundo maior valor de produção no estado, alcançando R$ 4,4 bilhões em 2020, mais um recorde desde a implantação do Real, em 1994. O algodão representou, em 2020, uma fatia de 16% do valor total da agricultura baiana – a soja representou 37,4%.

Os valores de mercado do algodão também ajudaram na construção dos bons números do produto. O volume de produção em 2020, que foi de 1,462 milhão de toneladas, representa um decréscimo da ordem dos 2% na relação com os números de 2019.

O milho em grão apresenta-se, na PAM, como o terceiro produto de maior valor para a agricultura da Bahia. Em 2020, foram colhidas 2,6 milhões de toneladas, representando acréscimo de 40,3% à safra de 2019, que foi de 760.097 toneladas. Representou 7,8% do valor agrícola total da Bahia em 2020, com R$ 2,1 bilhões. “Assim como ocorreu com a soja e o algodão, foi um valor recorde para o produto, desde o início do Real, com aumento expressivo frente a 2019 (+ 105,2%, ou + R$ 1,1 bilhão) ”, indica o documento do IBGE.

Fruticultura

Desde o início da implantação do Real, em 1994, o maior valor de produção da fruticultura baiana foi observado em 2016, atingindo R$ 3,6 bilhões. O estudo da pesquisa da Produção Agrícola Municipal demonstra que, em 2020, a fruticultura baiana atingiu a sua segunda maior marca histórica no tangente ao valor de produção, somando R$ 3,5 bilhões, o que representa acréscimo de 11,7% com relação a 2019.

O estudo do IBGE se baseia em 20 produtos do grupo das frutas. Um dos destaques nesse grupo é a manga, cuja produção cresceu 6,4% em 2020 na relação com 2019, chegando a 470.487 toneladas. Já o valor de produção cresceu 15,8% no mesmo período, alcançando os R$ 755,4 milhões.

Os dez mais

O estudo do IBGE relaciona ainda os dez municípios baianos com maior valor de produção agrícola em 2020. Por ordem, são eles: São Desidério, Formosa do Rio Preto, Barreiras, Correntina, Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves, Jaborandi, Mucugê, Juazeiro e Ibicoara.


Blogbraga/Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Bahia registra 1.057 novos casos de Covid-19 e mais 7 óbitos pela doença nas últimas 24h

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021 / Bahia

Na Bahia, nas últimas 48 horas, foram registrados 1.057 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,09%) e 809 recuperados (+0,07%). O boletim epidemiológico desta quarta-feira (22) também registra 7 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.230.257 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.200.896 já são considerados recuperados, 2.573 encontram-se ativos e 26.788 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.530.520 casos descartados e 236.019 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia, 52.006 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 9.698.519 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 76,17% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.

Devido a uma instabilidade na plataforma e-SUS Notifica, do Ministério da Saúde, que realiza o registro dos casos ambulatoriais da Covid-19 no Brasil, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) foi impossibilitada de divulgar o boletim epidemiológico desta terça-feira (21). Essa é uma falha recorrente desde o lançamento da nova versão em 8 de setembro de 2021.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp

Movimentação Econômica de Salvador cresce 0,4% em julho

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021 / Bahia

Foto: Google

Em julho de 2021, o Índice de Movimentação Econômica de Salvador (IMEC-SSA), calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan), expandiu 0,4%, na comparação com o mês imediatamente anterior (série com ajuste sazonal), após crescer de 8,1% em junho de 2021. Essa é a quarta taxa positiva consecutiva, acumulando alta de 19,6%, e a quinta taxa positiva para o ano de 2021.

Três das seis variáveis que compõe o índice puxaram o resultado para cima, com destaque para os passageiros de ônibus intermunicipais (32,4%) que apontou a variação positiva mais expressiva, seguido por passageiros no aeroporto internacional de Salvador (13,8%), depois consumo de combustível (2,5%), e passageiros de ônibus urbanos (0,7%). Em contrapartida, recuaram carga portuária (-8,5%), e consumo energia elétrica (-1,8%).

É importante destacar que o mês de julho foi marcado pelo retorno do funcionamento de algumas atividades, como por exemplo, o funcionamento dos transportes intermunicipais, que havia sido suspenso no mês de junho, no período das festas juninas, impulsionando a movimentação de passageiros dentro da cidade e no Aeroporto Internacional de Salvador - Dep. Luís Eduardo Magalhães. A geração de emprego (+ 464 postos de trabalho) em Salvador, no referido mês, contribuiu favoravelmente na obtenção de renda e consequentemente, na ampliação da confiança do consumidor e do setor empresarial refletindo positivamente no desempenho econômico da cidade.

Seguindo a mesma trajetória, o indicador avançou 32,2% quando comparado com o mês de julho de 2020. No ano acumula alta de 10,0%, e nos últimos 12 meses acumula queda de 8,0%.


Blogbraga/Assessoria de Comunicação Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Martagão passa a oferecer cirurgia de correção de escoliose em crianças pelo SUS

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021 / Bahia

O Hospital Martagão Gesteira passou a oferecer, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a cirurgia de correção de escoliose em crianças. De alta complexidade, o primeiro procedimento cirúrgico foi realizado nesta segunda-feira, 20, e a paciente, uma jovem de 16 anos, residente no interior do estado, está em processo de recuperação e deve receber alta nos próximos dias.

A escoliose é um encurtamento da coluna, causado por uma curvatura lateral e rotação. É uma doença progressiva que, com o passar do tempo, pode comprimir o pulmão e, indiretamente, o coração. 

“A inclusão desse tipo de cirurgia no Martagão amplia, na rede pública do estado, o acesso de crianças que necessitam desse procedimento. O Hospital, que é 100% SUS, passa a contribuir para dirimir essa demanda da rede, além de se tratar de uma meta da própria Instituição de aumentar a complexidade da assistência”, ressalta o diretor médico do Martagão, Samir Nahass.

Para pacientes com diagnóstico de escoliose e que necessitam de intervenção cirúrgica, a marcação pode ser feita por meio do telefone (71) 3041-3800 ou presencialmente no ambulatório do Hospital.

Cirurgião de coluna do Martagão, Sérgio Murillo conta que a primeira paciente com escoliose operada no Hospital tinha uma medida de 56 graus. A cirurgia durou seis horas. Caso ela não fosse submetida à cirurgia, a deformidade iria continuar progredindo durante a vida dela e, provavelmente, daqui a dez anos, poderia já ocorrer compressão do pulmão e do coração, dificultando a respiração e a qualidade de vida. 

“A escoliose é uma deformidade na qual a coluna torce, entorta, deixando o tronco assimétrico. É uma doença que pode ser bastante restritiva, além do impacto psicológico em muitas crianças”, conta Murillo. 

Para o cirurgião de coluna, é importante que pacientes possam encontrar um lugar de referência para realizar o tratamento. “Ter um hospital com uma qualidade técnica e estrutura do Martagão, com uma equipe de assistência tão bem preparada para tratar de criança e adolescente, abraçando esse tratamento de escoliose vai ser um salto de qualidade para que esses pacientes não desenvolvam a deformidade de forma mais agressiva e com mais risco de comorbidade”, finaliza.

Anderson Sotero
Assessor de Imprensa Hospital Martagão Gesteira
Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil
71 991132370 / 30323770


Blogbraga/Anderson Sotero - Assessor de Imprensa Hospital Martagão Gesteira

Compartilhar no Whatsapp

Brigadistas relatam dificuldades para combater incêndios na região da Chapada Diamantina: "Muito perigo"

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021 / Bahia

Foto: Arquivo Blogbraga

Equipes de brigadistas voluntários que atuam no combate às queimadas na região da Chapada Diamantina enfrentam dificuldade nos trabalhos e relatam sentimento de tristeza pela destruição causada pelo fogo. A força-tarefa para acabar com o fogo já dura 16 dias e é complicada por fatores como altas temperaturas e falta de chuvas.

-Queimadas no oeste da Bahia chegam ao 15° dia; bombeiros tentam apagar focos de incêndios
-Aumento de queimadas na Bahia e os desafios da prevenção e combate aos incêndios
-INPE registra mais de 8 mil focos de queimadas na Bahia nos primeiros nove meses do ano

Em alguns casos, as chamas se espalham às margens de rodovias, o que aumenta o risco de acidentes, já que motoristas perdem visibilidade com a fumaça. Essa situação ocorre, por exemplo, às margens da BR-242, no trecho de Lençóis, onde brigadistas se uniram às equipes do Corpo de Bombeiros para fortalecer as ações de combate.

"É muito fogo, muito mesmo. Dá uma dor no coração ver a nossa natureza virar pó desse jeito. A gente trabalha sem parar, mas não dá conta", desabafou um brigadista.

Foto: Arquivo Blogbraga

Ainda na BR-242, depois da entrada da cidade de Itaberaba, um foco foi visto por motoristas que passavam pelo local, na terça (21).

Horas depois, brigadistas trabalharam para apagar incêndios na comunidade de Tanquinho, que fica a 20 quilômetros de Lençóis, perto do aeroporto da cidade. O incêndio no local começou no domingo (19), na tarde de segunda-feira (20) as chamas aumentaram por causa do calor.

A Brigada Voluntária da Chapada Diamantina é a mais antiga da Bahia e atua desde 1994. Drones também são utilizados para monitorar as ocorrências, sobrevoando as áreas atingidas.

As queimadas atingem pelo menos nove cidades baianas, segundo o Corpo de Bombeiros. Desde terça, gabinetes de crise foram instalados na Chapada Diamantina e também em Barreiras, no oeste da Bahia.

No oeste do estado, as altas temperaturas, a baixa umidade a velocidade dos ventos ajudam a propagar as chamas. Mais de 100 bombeiros, sendo 61 deles deles especialistas em incêndios florestais, e seis aeronaves, ajudam nos trabalhos na região.

Os pontos mais críticos estão na Serra das Emas, em Morpará, no povoado da Nanica, em Barreiras, e na cidade de Luís Eduardo Magalhães, onde o fogo ocorrem em áreas de fazendas.

Foto: Arquivo Blogbraga

Região norte

Na região norte, três ocorrências estão em curso, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Em Uibaí, o incêndio acontece há quatro dias e 26 brigadistas atuam no local. Na tarde de segunda, o principal foco foi controlado, mas nesta terça as chamas voltaram a aparecer.

Em Pilão Arcado, o incêndio começou na semana passada semana e mais de 15 quilômetros de extensão de mata já foram destruídas, inclusive, atingindo parte do Piauí.

Em Campo de Lourdes, as chamas começaram na terça, nas regiões de Aroueiras até Baixãozinhos, em um trecho onde há casas e plantações. Cinco bombeiros que estavam em São Raimundo Nonato, no Piauí, foram deslocados para iniciar os trabalhos na cidade.

Região sudoeste

No sudoeste do estado, 23 brigadistas trabalham para conter as chamas no Parque Nacional de Boa Nova, que cobre os municípios de Boa Nova, Dário Meira e Manoel Vitorino. Além deles, bombeiros de Jequié e Contendas do Sincorá e brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) também estão no local.

O incêndio começou a atingir a vegetação nativa do parque na segunda-feira e a previsão era de que fosse controlado na terça, contudo, as chamas continuaram. Cerca de 50 hectares foram queimados, o que corresponde a 50 campos de futebol.


Blogbraga/G1/Fotos Blogbraga

Compartilhar no Whatsapp

Governo da Bahia nomeia 39 novos investigadores da Polícia Civil

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021 / Bahia

O Governo do Estado publica nesta quarta (22) a nomeação de 39 novos investigadores da Polícia Civil baiana. O decreto poderá ser consultado no Diário Oficial do Estado (DOE) e no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br). Com isso, a área de segurança pública passa a contar com 261 novos profissionais somente no último ano, entre delegados, investigadores e escrivães.   

Convocados no último dia 21 de julho, o grupo foi composto após a apresentação e análise da documentação e dos exames solicitados em edital, da realização de perícia pré-admissional pela Junta Médica Oficial do Estado e da conclusão do processo de candidatos aprovados que solicitaram remanejamento na lista. 

Esta é a terceira e última nomeação para a Polícia Civil referente ao último concurso público do órgão. O certame foi realizado pela Fundação para o Vestibular da Universidade Júlio de Mesquita Filho - Fundação Vunesp, empresa contratada pela Secretaria da Administração (Saeb).


Blogbraga/SSP-BA

Compartilhar no Whatsapp

BAHIA: Sesab divulga orientações para a retomada segura das cirurgias eletivas

Terça-feira, 21 de Setembro de 2021 / Bahia

Considerando a crescente demanda por cirurgias eletivas, reprimida desde o início da pandemia da Covid-19, bem como o quadro epidemiológico atual, com a redução do número de casos ativos, de pacientes internados e da ocupação de leitos de UTI, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio do Centro de Operações de Emergências em Saúde (COE), está recomendando o retorno gradativo e seguro das cirurgias eletivas, desde que sejam mantidas todas as medidas de prevenção e controle de infecção para a Covid-19.

Nesse contexto, cada unidade de saúde deve estabelecer estratégias de priorização da agenda de cirurgias, observando as características de cada especialidade e as condições clínicas do paciente, cuja espera possa agravar o prognóstico da doença. Deve-se ressaltar que os procedimentos cirúrgicos devem ser suspensos caso o paciente tenha febre ou qualquer outro sintoma respiratório nos últimos 10 dias, assim como tenha tido contato próximo0 com pessoa diagnosticada com Covid-19 no mesmo período, com exceção dos casos de urgência e emergência.

Procedimentos

Com base nas recomendações da Sesab/COE, devem ser realizados os seguintes procedimentos: 100% dos procedimentos ambulatoriais (pequenas cirurgias, sob anestesia local), 100% de cirurgias com anestesia locorregional (raqui e peridural), 100% da capacidade operacional mensal de cirurgias eletivas da unidade com indicação de anestesia geral, sendo o ano de 2019 referência para compor essa taxa.
Está previsto ainda que é garantida aos familiares a informação da condição e evolução clínica do paciente, através de boletins diários, e que os casos de excepcionalidade, a exemplo de morte encefálica (suspeita ou confirmada), processo ativo de morte (fim de vida ou paciente terminal) e pacientes em cuidados, paliativos devem ser sempre avaliados, devendo-se ponderar sobre riscos x benefícios para definir horário e tempo de permanência de visitas.

Acompanhantes

Nas enfermarias ou quartos conjuntos estão permitidos acompanhantes apenas para pacientes que necessitem desse cuidado durante o internamento, minimizando a circulação e exposição de pessoas. Nos casos de pacientes com mais de 60 anos, com necessidades especiais, menores de 18 anos e pacientes em cuidados paliativos é permitida a permanência de um acompanhante, com troca a cada 12 horas.
Pessoas com febre, tosse ou sintomas gripais ou que tenham tido contato com pessoas com suspeita de Covid-19 nos últimos 14 dias não devem acompanhar pacientes e devem ser evitadas aglomerações nas salas de recepção e espera, respeitando-se o distanciamento de 1,5 metros entre cada pessoa.

Visitantes

Com base em recomendação do COE, está permitido o retorno gradual de visitas para pacientes internados sem diagnóstico de Covid-19, incluindo pacientes em unidades fechadas, como UTIs, semi-intensivas e salas de estabilização, entre outras ou pacientes internados em quartos individuais. São permitidos dois visitantes por paciente, pelo período máximo de uma hora, com alternância de horários de visitas por leitos, a fim de evitar aglomerações.

Permanecem suspensas as visitas em unidades de internação com pacientes com diagnóstico suspeito ou confirmado de Covid-19, enquanto nos setores pediátricos é permitido um acompanhante e as visitas estão suspensas. As unidades de saúde devem incentivas visitas virtuais, por meio de vídeo chamadas ou ligações através da equipe multiprofissional.


Blogbraga/Sesab

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2020
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
Contabilidade Rio Grande - Parceira dessa Causa
PARCEIROS
Ofertas - Hiper Santo Antonio Casa do Marceneiro ASMAT Guarda Municipal Dupará Açaí Açaí do Chiquinho Contabilidade Rondon Xikito Oeste Beton P&F UMOB Grupo Marabá DPVAT CISO Sutrans SBS Delícia Paraiba Casa da Ferramenta JBJ Neli G7 NET PM DBT Global Vida Farma Luz motos Extreme Sportime Paraíba Jaú LH Madeiras Online Dique Denuncia Imperial Minas Aço