Embasa

Governo da Bahia
SICREDI
Ação
NOTÍCIAS

Brasil registra mais de 2,6 milhões de pessoas recuperadas e 112.304 mortes por coronavírus

Sexta-feira, 21 de Agosto de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h00 desta quinta-feira (20/08)

O Brasil ultrapassou 2,6 milhões de recuperados da Covid-19, nesta quinta-feira (20). Em todo o Brasil, são 2.653.407 de pessoas curadas da doença. No mundo, estima-se que pelo menos 13,2 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (736.264), que são os pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (75,8%). As informações foram atualizadas às 18h00 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,9% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.865) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.917 municípios tiveram registros (70,3%), sendo que 852 deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 72,5 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 19,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 20 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 241,3 milhões de EPI, mais de 13,7 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 9.920 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 3.501.975 casos confirmados da doença, sendo 45.323 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 112.304 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.204 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 429 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.187 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 15 de agosto, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (3.317.096) e ao registro de óbitos (107.232). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 8ª posição em relação aos casos (15.784) confirmados e em relação aos óbitos (510). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra 2.384.302 casos de pessoas recuperadas e 106.523 mortes por coronavírus

Sábado, 15 de Agosto de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 desta sexta-feira (14/08)

O Brasil ultrapassou dois milhões de recuperados da Covid-19. Em todo o Brasil, são 2.384.302 de pessoas curadas da doença. No mundo, estima-se que pelo menos 13 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (784.695), que são os pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (72,8%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,4% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.877) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.785 municípios tiveram registros (68%), sendo que 768 deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 71,1 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 17,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 19,4 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 241,3 milhões de EPI, mais de 13,3 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 9.920 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 3.275.520 casos confirmados da doença, sendo 50.644 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 106.523 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.060 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 470 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.370 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 8 de agosto, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (3.012.412) e ao registro de óbitos (100.477). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 8ª posição em relação aos casos (14.334) confirmados e a 9ª em relação aos óbitos (478). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

HOMEM PROCURA FAMÍLIA NA REGIÃO OESTE DA BAHIA

Quinta-feira, 13 de Agosto de 2020 / Brasil

Imagem Ilustrativa

Sou Jonas Carlos, servidor público há 24 anos na área da saúde, atuo na linha de frente SAMU de Luís Antônio-SP, gostaria da colaboração de todos, para que compartilhem.

Estou a procura da família da minha mãe, Edite da Silva Soares que há 58 anos, não tem contato com nenhum de sua família, que morava em Oliveira dos Brejinhos BA, próximo a Ibotirama.

Procura-se (mãe) Maria Damásia da Silva Soares, IRMÃOS- Francisco da Silva Soares, Manuel da Silva Soares, José da Silva Soares, João da Silva Soares, Tereza da Silva Soares, Alssina da Silva Soares, Maria da Silva Soares, Antônio da Silva Soares.

Peço se caso alguém se identificar com essa família, que entrem em contato pelo número: (16) 9.9424-0584.


Blogbraga/Participação de Internauta

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra 2.243.124 casos de pessoas recuperadas

Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 desta terça-feira (11/08)

O Brasil ultrapassou, na última semana, dois milhões de recuperados da Covid-19. Em todo o Brasil, são 2.243.124 de pessoas curadas da doença. No mundo, estima-se que pelo menos 13 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (763.480), que são os pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (72,1%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,8% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.838) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.627 municípios tiveram registros (65,1%), sendo que 768 deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 63,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 47,3 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 16,1 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 216,6 milhões de EPIS, mais de 13,3 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 9.679 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 3.109.630 casos confirmados da doença, sendo 52.160 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 103.026 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.274 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 413 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.580 seguem em investigação. 


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil registra 2.118.460 de recuperados e 101.049 mortes por coronavírus

Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020 / Brasil

 

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h deste domingo (09/08)

O Brasil registrou neste domingo (9) 2.118.460 de recuperados da Covid-19. No mundo, estima-se que pelo menos 13 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (815.913), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (69,8%). As informações foram atualizadas às 18h e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,8% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.838) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.627 municípios tiveram registros (65,1%), sendo que 768 deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 63,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 16,4 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 16,1 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 216,6 milhões de EPIS, mais de 13,3 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 8.923 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 3.035.422 casos confirmados da doença, sendo 23.010 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 101.049 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 572 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 116 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.566 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 02 de agosto, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (2.707.877) e ao registro de óbitos (93.563). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 9ª posição em relação aos casos (12.885) confirmados e a 10ª em relação aos óbitos (445). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Brasil registra mais de 2 milhões de recuperados da Covid-19

Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020 / Brasil

Foto: Erasmo Salomão / ASCOM MS

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 desta quarta-feira (05/08)

O Brasil ultrapassou nesta quarta-feira (05/08) dois milhões de recuperados da Covid-19. Em todo o Brasil, são 2.020.637 de pessoas curadas da doença. No mundo, estima-se que pelo menos 13 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (741.180), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (70,7%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,8% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.838) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.627 municípios tiveram registros (65,1%), sendo que 768 deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 63,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 47,3 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 16,1 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 216,6 milhões de EPIS, mais de 13,3 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 8.923 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 2.859.073 casos confirmados da doença, sendo 57.152 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 97.256 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.437 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 461 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.544 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 02 de agosto, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (2.707.877) e ao registro de óbitos (93.563). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 9ª posição em relação aos casos (12.885) confirmados e a 10ª em relação aos óbitos (445). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

AUXÍLIO EMERGENCIAL: CAIXA CREDITA PARCELAS PARA MAIS DE 4,4 MILHÕES DE BENEFICIÁRIOS NESTA QUARTA (5)

Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020 / Brasil

Pagamento abrange nascidos em maio já programados para receber nesta data, além dos nascidos de janeiro a maio da nova leva de elegíveis

A CAIXA vai realizar nesta quarta-feira (5) o pagamento do Auxílio Emergencial para mais de 4,4 milhões de beneficiários. São 3,9 milhões de pessoas nascidas em maio que já tinham a programação de receber nesta data.  Os demais, 483 mil, são os beneficiários nascidos entre janeiro e maio que tiveram o pedido liberado na última segunda-feira (3).

Os beneficiários nascidos de junho a dezembro, que também tiveram a liberação nesta segunda-feira (3), recebem os créditos conforme o calendário do Ciclo 1 de acordo com o mês de nascimento.

O banco reafirma que os clientes não precisam madrugar nas agências. Todos que chegarem no horário de funcionamento das agências, das 8h às 14h, serão atendidos. Os valores já podem ser movimentados pelo aplicativo CAIXA Tem para pagamento de boletos, compras na internet e através das maquininhas em mais de 1 milhão de estabelecimentos comerciais. 

Ao todo, já foram pagos R$ 148,9 bilhões do Auxílio Emergencial para 65,8 milhões de brasileiros, num total de 211,7 milhões de pagamentos. Somando ao Saque Emergencial do FGTS e o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), a maior ação de inclusão financeira e digital da história do país vai beneficiar 121,3 milhões de pessoas, oito em cada dez adultos no Brasil.

Desbloqueio de contas:

Os beneficiários do Auxílio Emergencial que tiveram contas bloqueadas preventivamente por inconsistência cadastral podem realizar o desbloqueio pelo próprio aplicativo CAIXA Tem. Para isso, basta seguir as orientações do aplicativo para enviar a documentação. O processo é digital e o desbloqueio ocorre em até 24 horas.

Os usuários que tiveram as contas bloqueadas por suspeita de fraude serão informados pelo CAIXA Tem que devem procurar uma agência para o desbloqueio, de acordo com o calendário escalonado por mês de aniversário. Agora é a vez dos nascidos entre abril e maio.

Veja o calendário completo:

Saque Emergencial do FGTS:

Os trabalhadores nascidos em janeiro que tiveram o crédito do Saque Emergencial do FGTS e que não movimentaram a conta Poupança Social Digital ou que tenham saldo remanescente já podem sacar o benefício em dinheiro. Também é possível transferir os valores, via aplicativo CAIXA Tem, para outras instituições financeiras.

Para realizar o saque, é preciso fazer o login no App, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da CAIXA, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes CAIXA Aqui.

Continua disponível ao trabalhador a opção de utilização dos recursos creditados na Poupança Social Digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Veja o calendário:


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil registra 1.883.677 casos de pessoas curadas

Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 deste domingo (02/08)

O Ministério da Saúde registrou neste domingo (02/08) o total de 1.883.677 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. No mundo todo, estima-se que cerca de 15,7 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (748.585), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (68,9%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. A doença está presente em 98,2% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.842- 70,1%) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.476 municípios tiveram registros (52,4%), sendo que 782 (22,4%) deles apresentaram apenas um óbito confirmado. O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 62 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 14,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15,5 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 183,4 milhões de EPIS, mais de 12,5 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 7.994 equipamentos para todos os estados brasileiros. As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 2.733.677 casos confirmados da doença, sendo 25.800 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h. Em relação aos óbitos, o Brasil possui 94.104 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 541 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 198 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.576 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 25 de julho, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (2.394.513) e ao registro de óbitos (86.449). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 10ª posição em relação aos casos (11.394) confirmados e aos óbitos (411). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA INICIA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA (03) CRÉDITO DO SAQUE EMERGENCIAL DO FGTS PARA TRABALHADORES NASCIDOS EM JUNHO

Sábado, 01 de Agosto de 2020 / Brasil

Cerca de cinco milhões de trabalhadores receberão até R$ 3,2 bi a partir da próxima semana 

A CAIXA inicia, nesta segunda-feira (03), o pagamento do Saque Emergencial do FGTS, de acordo com a Medida Provisória 946/20, para aproximadamente cinco milhões de trabalhadores nascidos no mês de junho. Nessa etapa, o total de recursos liberados somam R$ 3,2 bilhões. O saque tem como objetivo o enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Governo Federal em razão da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) e movimentará durante todo calendário cerca de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores. 

O pagamento do Saque Emergencial do FGTS é realizado por meio de crédito em Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela CAIXA em nome dos trabalhadores. O valor saque é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas contas ativas ou inativas com saldo no FGTS. 

Calendário de crédito em conta e saque:

O calendário foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador e contém a data que corresponde ao crédito dos valores na conta poupança social digital, quando os recursos poderão ser utilizados em transações eletrônicas, além da data a partir de quando os recursos estarão disponíveis para saque em espécie ou transferência para outras contas.

Os trabalhadores nascidos de janeiro a maio e que possuem direito ao Saque Emergencial do FGTS tiveram seus valores creditados na Poupança Social Digital conforme o calendário. Os valores creditados podem ser consultados pelo aplicativo CAIXA Tem.

Trabalhadores que não receberam na data prevista:

Para receber o Saque Emergencial do FGTS, é preciso estar com os dados cadastrais atualizados. Os trabalhadores nascidos entre os meses de janeiro e maio que não ainda receberam devem acessar o aplicativo FGTS, complementar os dados cadastrais e solicitar a abertura da Conta Poupança Social Digital. O valor e a data do crédito serão informados em seguida. 

Como movimentar a Poupança Social Digital:

A Conta Poupança Social Digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil. 

A movimentação do valor do saque emergencial poderá, inicialmente, ser realizada por meio digital com o uso do aplicativo CAIXA Tem, sem custo, evitando o deslocamento das pessoas até as agências. Logo após o crédito dos valores, será possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil. O trabalhador também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral. 

A partir da data de disponibilização dos recursos para saque ou transferência, também de acordo com o mês de nascimento, os trabalhadores poderão transferir os recursos para contas em qualquer banco, sem custos, ou realizar o saque em espécie nas agências da CAIXA, terminais de autoatendimento e casas lotéricas. 

Canais de consulta:

A CAIXA disponibilizou os seguintes canais de atendimento para o Saque Emergencial FGTS:

Site fgts.caixa.gov.br:

Consultar o valor do saque;
Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
Informar que não deseja receber o valor do saque;
Solicitar o desfazimento do crédito feito na poupança social digital.
Central de Atendimento CAIXA 111, opção 2:
Consultar o valor do saque;
Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário. 
Internet Banking CAIXA:
Consultar o valor do saque;
Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
Informar que não deseja receber o valor do saque;
Solicitar o desfazimento do crédito feito na poupança social digital.

APP FGTS

Consultar o valor do saque;
Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
Informar que não deseja receber o valor do saque;
Solicitar o desfazimento do crédito efetuado na poupança social digital; 

Cancelamento e desfazimento do crédito automático:

Se o trabalhador não quiser receber o saque emergencial, pode informar essa opção pelo App FGTS com pelo menos 10 dias antes da data prevista para o crédito na Conta Poupança social digital, conforme o calendário. 

Após o crédito dos valores na Poupança Social Digital, o trabalhador poderá solicitar o seu desfazimento. Os valores retornarão à conta do FGTS devidamente corrigidos, sem prejuízo ao trabalhador. A solicitação de desfazimento do crédito do saque emergencial não pode ser desfeita. 

Caso não haja movimentação na conta poupança social digital até 30/11/20, o valor será devolvido à conta FGTS com a devida remuneração do período, sem nenhum prejuízo ao trabalhador. Se, após esse prazo, o trabalhador decidir fazer o saque emergencial, poderá solicitar pelo App FGTS até 31/12/2020. 

Alerta:

A CAIXA não envia mensagens com solicitação de senhas, dados ou informações pessoais. Também não envia links ou pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil registra 1.844.051 casos de pessoas curadas e 92.475 mortes por coronavírus.

Sábado, 01 de Agosto de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 desta sexta (31/7)

O Ministério da Saúde registrou nesta sexta-feira (31/7) o total de 1.844.051 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. No mundo todo, estima-se que cerca de 15,7 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (725.959), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (69,3%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,2% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.842- 70,1%) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.476 municípios tiveram registros (52,4%), sendo que 782 (22,4%) deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 62 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 14,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15,5 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 183,4 milhões de EPIS, mais de 12,5 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 7.994 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 2.662.485 casos confirmados da doença, sendo 52.383 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 92.475 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.212 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 461 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.529 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 25 de julho, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (2.394.513) e ao registro de óbitos (86.449). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 10ª posição em relação aos casos (11.394) confirmados e aos óbitos (411). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil registra 1.824.095 casos de pessoas curadas

Quinta-feira, 30 de Julho de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 desta quinta (30/7)

O Ministério da Saúde registrou nesta quarta-feira (30/7) o total de 1.824.095 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. No mundo todo, estima-se que cerca de 15,7 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (694.744), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (69,9%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,2% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.842- 70,1%) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.476 municípios tiveram registros (52,4%), sendo que 782 (22,4%) deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 62 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 14,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15,5 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 183,4 milhões de EPIS, mais de 12,5 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 7.994 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 2.610.102 casos confirmados da doença, sendo 57.837 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 91.263 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.129 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 416 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.591seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 25 de julho, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (2.394.513) e ao registro de óbitos (86.449). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 10ª posição em relação aos casos (11.394) confirmados e aos óbitos (411). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil registra 1.787.419 casos de pessoas curadas e 90.134 mortes por coronavírus.

Quinta-feira, 30 de Julho de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 desta quarta (29/7)

O Ministério da Saúde registrou nesta quarta-feira (29/7) o total de 1.787.419 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. No mundo todo, estima-se que cerca de 15,7 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (675.712), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (70%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 98,2% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.842- 70,1%) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.476 municípios tiveram registros (52,4%), sendo que 782 (22,4%) deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 62 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 14,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15,5 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 183,4 milhões de EPIS, mais de 12,5 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 7.994 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 2.552.265 casos confirmados da doença, sendo 69.074 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 90.134 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.595 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 468 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.684 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até o dia 25 de julho, o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (2.394.513) e ao registro de óbitos (86.449). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 10ª posição em relação aos casos (11.394) confirmados e aos óbitos (411). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

NASCIDOS EM JANEIRO JÁ PODEM SACAR O AUXÍLIO EMERGENCIAL NOS CAIXAS ELETRÔNICOS E LOTÉRICAS

Terça-feira, 28 de Julho de 2020 / Brasil

NASCIDOS EM JANEIRO JÁ PODEM SACAR O AUXÍLIO EMERGENCIAL NOS CAIXAS ELETRÔNICOS E LOTÉRICAS 

Para saque em espécie, basta gerar um código autorizador (token) no CAIXA Tem para utilização nos canais de atendimento 

Os beneficiários nascidos em janeiro já podem realizar o saque em espécie do Auxílio Emergencial, além de transferir valores para contas da CAIXA ou de outros bancos. De acordo com o calendário de saque, opção está disponível desde 25 de julho. 

Para sacar, não é necessário se dirigir a um guichê de caixa em agências, basta gerar um código autorizador (token) no aplicativo CAIXA Tem e utilizá-lo nos caixas eletrônicos, canais lotéricos ou correspondentes CAIXA Aqui. 

Como sacar o Auxílio Emergencial: 

1.    O usuário deve acessar o aplicativo CAIXA Tem e selecionar a opção “Saque sem cartão” 

2.    Depois, clicar em “Gerar código para saque” 

3.    Em seguida, clicar em “Gerar código” 

4.    Digitar sua senha do CAIXA Tem 

5.    Com o código de seis dígitos já será possível realizar o saque nos caixas eletrônicos, canais lotéricos ou correspondentes CAIXA Aqui. 

6.  O código autorizador tem validade de 1 hora. Se o usuário não conseguir finalizar o saque nesse tempo, precisará gerar um novo código, sem qualquer custo. 

Tutorial em vídeo: 

A CAIXA disponibilizou diversos tutoriais para utilização de aplicativos e serviços do banco. 

Confira tutorial para o saque nos canais de atendimento: 

https://www.youtube.com/watch?v=VdutS_XCqRw&list=PLjyojW8y_HLuXr9GOQQ94RvX3SxFb494r&index=7

Os demais tutoriais também podem ser conferidos nos perfis do banco no YouTube, Instagram e Facebook. 

Calendário de pagamentos – Ciclo 1: 

O calendário de pagamentos foi organizado em ciclos de crédito em Poupança Social Digital e saque em espécie. Os ciclos seguem até dezembro para o pagamento das cinco parcelas definidas pelo Governo Federal para o público do CadÚnico e para quem se cadastrou pelo App CAIXA | Auxílio Emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Como movimentar a Poupança Social Digital: 

A conta Poupança Social Digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil. A movimentação do valor dos benefícios pode, inicialmente, ser realizada por meio digital com o uso do App CAIXA Tem. 

Pelo aplicativo, é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil. O trabalhador também pode pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral.

A partir da data de disponibilização dos recursos para saque ou transferência, também de acordo com o mês de nascimento, os trabalhadores poderão transferir os recursos para contas em qualquer banco, sem custo, ou realizar o saque em terminais de autoatendimento e casas lotéricas. 

Atendimento nas agências: 

A CAIXA reforça que não é preciso madrugar nas filas à espera de atendimento. Todas as pessoas que comparecerem às agências de segunda a sexta, entre 8h e 14h, serão atendidas no mesmo dia.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil tem 1.634.274 de pacientes curados

Segunda-feira, 27 de Julho de 2020 / Brasil

Ministério, estados e municípios somam ações contra a doença. Trabalho conjunto tem estruturado a rede pública, ampliado a testagem e estabilizado a oferta de medicamentos e insumos

Até a noite deste domingo (26) o Brasil registrou 1.634.274 de curados da Covid-19. O Ministério da Saúde apoia estados e municípios na garantia da assistência adequada à população, seguindo o mapa epidemiológico da doença no país. Na última semana, o ministro da Saúde interino, Eduardo Pazuello, visitou os estados da região Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná) para reafirmar a integração contra a Covid-19 através de recursos e ações com o objetivo maior de salvar vidas.

Pazuello ressaltou a importância da conduta precoce. “As duas únicas certezas que podemos colocar até agora: a conduta precoce é a melhor solução que podemos ter e a solução definitiva virá somente com a vacina. Assim, qualquer brasileiro que apresentou os sintomas deve procurar a unidade básica de saúde”, orientou. Ainda, sobre a vacina, o ministro destacou que “nós estamos na vanguarda do que há de melhor no mundo. Os brasileiros terão, com certeza, a vacina assim que ela estiver disponível”.

A decisão sobre as ações adotadas no combate à doença cabe aos estados e municípios, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF). Assim, o Ministério da Saúde tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do SUS, com envio de insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Tudo o que os estados precisarem, nós iremos trabalhar para entregar. Estamos fazendo um trabalho conjunto com os estados e municípios para ampliar testagem, estabilizar o mercado de medicamentos e insumos para ter ata de preços pactuada pelos gestores locais e isso vai garantir agilidade e a eficiência no atendimento à população neste período”, reforçou Pazuello.

Para dar transparência as ações, todas as informações relacionadas a ajuda do Ministério da Saúde aos estados e municípios, bem como o cenário de transmissão da doença no país, podem ser acompanhadas pelo site https://localizasus.saude.gov.br/

APOIO A ESTADOS E MUNICÍPIOS

O Brasil contou neste domingo (26) com 11.084 leitos de UTI habilitados pelo Governo Federal para o uso exclusivo de pacientes graves com Covid-19 através de um investimento de R$ 1,59 bilhão pago em parcela única a estados e municípios. Na última semana, o Ministério da Saúde habilitou 586 leitos de UTI Covid-19. E mais: credenciou mais 1.615 Centros de Atendimento para enfrentamento da pandemia causada pelo coronavírus.

Com os novos credenciamentos, o país passa a contar com 2.422 Centros de Atendimento em 2.069 municípios, contemplando todos os estados. Os Centros de Atendimento são estruturas complementares, que servem para identificação precoce dos casos, com atendimento adequado das pessoas com síndrome gripal e Covid-19 com sintomas leves, e que recebem financiamento federal.

O Ministério da Saúde enviou mais de R$ 63,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 16,1 bilhões exclusivamente para combate ao coronavírus. Ao todo, já foram investidos pelo Ministério da Saúde R$ 18,4 bilhões no enfrentamento à doença.

Também foram comprados e distribuídos mais de 15,9 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 208,5 milhões de EPIS, mais de 12,5 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias em meio à pandemia por Covid-19.

Em apoio irrestrito a estados e municípios, o Ministério da Saúde também tem comprado e distribuído ventiladores pulmonares, com 8.449 equipamentos entregues em todo o país.

REGISTRO DE CASOS

Neste domingo (26/7) o Brasil registrou 697,8 mil pessoas diagnosticadas com Covid-19 em acompanhamento médico. Ao todo, são 2.419.091 casos confirmados da doença no país. Em relação aos óbitos, foram registradas 87.004 mortes pela doença, sendo 127 deles ocorridas nos últimos três dias. As informações foram atualizadas às 18h e enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde ao Ministério da Saúde.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil ultrapassa 1,5 milhão de curados

Sábado, 25 de Julho de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 18h30 desta sexta-feira (24/7)

Nesta sexta-feira (24/7) o Brasil registrou 1.592.281 pessoas recuperadas da doença. No mundo todo, estima-se que cerca de 7,4 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas é superior à quantidade de casos ativos (655.847), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (67,9%). As informações foram atualizadas às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 63,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 16,1 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15,9 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 208,5 milhões de EPIS, mais de 12,5 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 8.449 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade.

Neste momento, o Brasil tem 2.343.366 casos confirmados da doença, sendo 55.891 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 85.238 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.156 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 410 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.741 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL 

Até o fechamento do último Boletim Epidemiológico (18/7), o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (2.074.860) e registro de óbitos (78.772). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 10ª posição em relação aos casos (9.873) confirmados e a 10ª colocação no que se refere ao número de óbitos (374). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA LANÇA LINHA DE CRÉDITO PARA ANTECIPAÇÃO DO SAQUE-ANIVERSÁRIO DO FGTS

Quinta-feira, 23 de Julho de 2020 / Brasil

Trabalhadores podem solicitar a antecipação de forma rápida e sem burocracia de até três saques na modalidade, com juros de 0,99% a.m. 

A CAIXA disponibiliza, a partir de segunda-feira (27), linha de crédito de Antecipação do Saque-Aniversário do FGTS. A nova linha oferece condições diferenciadas aos trabalhadores, que não precisarão esperar o mês de seu aniversário para terem acesso aos recursos do Saque-Aniversário do FGTS. 

Os trabalhadores poderão antecipar até três saques a que têm direito na modalidade Saque-Aniversário. Dessa forma, além do valor que receberiam em 2020, poderão receber o valor do benefício correspondente ao dos próximos dois anos. A taxa de juros é a mais baixa para empréstimos a pessoas físicas, de 0,99% a.m.

Para contratação pela CAIXA, o trabalhador deve indicar o banco como instituição financeira para recebimento do crédito do FGTS quando aderir ao Saque-Aniversário ou a qualquer momento. A liberação da linha de crédito Antecipação do Saque-Aniversário poderá ser realizada de 100% digital, com avaliação de risco simplificada e sem consulta aos órgãos de proteção de crédito. Além disso, a liquidação da operação de empréstimo será feita de uma só vez pelo Agente Operador, diretamente na conta FGTS do trabalhador no dia do pagamento do Saque-Aniversário, sem impactar em sua capacidade de pagamento e na possibilidade de contratar novas linhas de crédito CAIXA.

Saque-Aniversário: 

Essa nova modalidade permite a retirada de parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, no mês do seu aniversário, em alternativa à sistemática de saque por rescisão do contrato de trabalho sem justa causa. A adesão ao Saque-Aniversário é voluntária e pode ser realizada pelo aplicativo FGTS, no site fgts.caixa.gov.br e no Internet Banking CAIXA. 

Como solicitar o crédito:

Após optar pelo Saque-Aniversário e informar a CAIXA como instituição financeira, o cliente deverá acessar o Internet Banking CAIXA, clicar na opção “Crédito” e em seguida na opção “Antecipação Saque Aniversário-FGTS”. Será gerado um pré-contrato e o valor do saldo utilizado como base para o cálculo do crédito será bloqueado no FGTS, como garantia da operação. Aqueles que ainda não forem clientes do banco poderão  solicitar a antecipação do Saque-Aniversário em qualquer agência da CAIXA.  


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

AUXÍLIO EMERGENCIAL: A PARTIR DE QUARTA (22) MAIS 721.337 BENEFICIÁRIOS VÃO RECEBER O RECURSO

Terça-feira, 21 de Julho de 2020 / Brasil

CAIXA vai creditar a primeira parcela para os cadastros aprovados entre 17 de junho e 2 de julho

A CAIXA vai creditar a primeira parcela do Auxílio Emergencial para mais 721.337 beneficiários a partir desta quarta-feira (22), para os nascidos em Janeiro. Os beneficiários entram no ciclo 1 do novo calendário de pagamento, que passa a ser organizado em ciclos de crédito na Poupança Social Digital e saque em espécie.

Os beneficiários que vão receber a primeira parcela do Auxílio Emergencial no ciclo 1 fizeram o cadastro entre 17 de junho e 2 de julho. O crédito e o saque são escalonados pelo mês de aniversário.

Confira o calendário completo do ciclo 1:

A CAIXA é o agente financeiro do maior programa de inclusão financeira e digital do Brasil. Mais de R$ 121 bilhões já foram pagos para 65,2 milhões de pessoas.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil atinge mais de 1,4 milhão de curados; 80.120 mortes por coronavírus.

Terça-feira, 21 de Julho de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas até as 18h desta segunda-feira (20/7)

Nesta segunda-feira (20/7) o Brasil registrou 1.409.202 pessoas recuperadas da doença. No mundo todo, estima-se que cerca de 7,4 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas é superior à quantidade de casos ativos (629.324), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (66,5%). As informações foram atualizadas até às 18h e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 97,4% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.312- 61%) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.056 municípios tiveram registros (55%), sendo que 949 (31%) deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 62 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 14,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15,5 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 183,4 milhões de EPIS, mais de 12,4 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 7.994 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 2.118.646 casos confirmados da doença, sendo 20.257 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 80.120 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 632 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 323 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.946 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até a última quarta-feira (15), o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (1.996.748) e o registro de óbitos (75.366). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 10ª posição em relação aos casos (9.359) confirmados e a 11ª colocação no que se refere ao número de óbitos (359). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil já tem mais de 1,3 milhão de curados

Sábado, 18 de Julho de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas até as 18h desta sexta-feira (17/7)

Nesta sexta-feira (17/7) o Brasil registrou 1.321.036 pessoas recuperadas da doença. No mundo todo, estima-se que cerca de 7,4 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas é superior à quantidade de casos ativos (647.441), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (64,6%). As informações foram atualizadas até às 18h e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 97,4% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.312- 61%) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.056 municípios tiveram registros (55%), sendo que 949 (31%) deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 62 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 14,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15,5 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 183,4 milhões de EPIS, mais de 12,4 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 7.994 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 2.046.328 casos confirmados da doença, sendo 34.177 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h. 

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 77.851 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.163 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 287 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.832 seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

GOVERNO FEDERAL E CAIXA DIVULGAM NOVO CALENDÁRIO DE PAGAMENTOS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Sexta-feira, 17 de Julho de 2020 / Brasil

Novos ciclos de depósito de créditos e saques em espécie seguem de acordo com o mês de aniversário dos beneficiários

A CAIXA, agente financeiro do maior programa de inclusão financeira e digital do Brasil, vai creditar as novas parcelas 4 e 5 do Auxílio Emergencial anunciadas pelo Governo Federal a partir da próxima quarta-feira (22). O novo calendário de pagamentos passa a ser organizado em ciclos de crédito em conta poupança social digital e saque em espécie. Os beneficiários continuam recebendo a parcela a que têm direito no período de acordo com o mês de nascimento.

"A CAIXA é o banco de todos os brasileiros. Com o Auxílio Emergencial do Governo Federal, estamos ajudando a população a atravessar esse período de incertezas", explica o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães. "Além de garantir a segurança financeira, o pagamento do auxílio promoveu a maior operação de transferência de renda da história do país", completa. O banco já pagou mais de R$ 121 bilhões para 65,2 milhões de pessoas.

Beneficiários do Bolsa Família

Os beneficiários que estão no programa Bolsa Família começam a receber a parcela 4 já na próxima segunda-feira (20). O recebimento do Auxílio Emergencial por este público é feito da mesma forma que o benefício regular, utilizando o cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes CAIXA Aqui, ou por crédito na conta CAIXA Fácil.

Novo calendário de pagamentos

Na próxima quarta (22), 3,8 milhões de brasileiros nascidos em janeiro já receberão o crédito na poupança social digital. Os ciclos de crédito em conta e saques em espécie seguem até dezembro para o pagamento das cinco parcelas definidas pelo Governo Federal para o público do CadÚnico e para quem se cadastrou pelo App CAIXA | Auxílio Emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br, conforme o novo calendário:

Por definição do Governo Federal, este calendário de ciclos substitui o cronograma de saque anteriormente divulgado.

Balanço

O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 1,5 bilhão de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 365 milhões de ligações. O aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial teve 105,7 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 167 milhões de downloads.

A CAIXA publica as atualizações diárias de números referentes ao pagamento do Auxílio Emergencial no link: https://caixanoticias.caixa.gov.br/.

Cartão de débito virtual CAIXA

O beneficiário não precisa aguardar o saque em espécie para transacionar o dinheiro. O aplicativo CAIXA Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone. Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual CAIXA. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em diversas lojas físicas.

Já foram movimentados mais de R$ 9,87 bilhões com o Cartão de débito virtual CAIXA.

Para utilizá-lo, o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, o primeiro passo é atualizar o CAIXA Tem. Depois, entrar no aplicativo e acessar o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do CAIXA Tem. Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível. O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código.

Pagamento nas maquininhas com QR Code

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, disponível para compras online, o CAIXA Tem também oferece a opção “Pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados. É uma funcionalidade por leitura de QR Code gerado pelas maquininhas dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera.

Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o telefone para leitura do QR Code gerado na maquininha do estabelecimento.

Mais informações:

twitter.com/caixa

facebook.com/caixa

instagram.com/caixa

youtube.com/user/canalcaixa


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA INICIA PAGAMENTO DO ABONO SALARIAL 2020/2021 PARA TRABALHADORES NASCIDOS EM JULHO

Quinta-feira, 16 de Julho de 2020 / Brasil

Crédito em conta CAIXA já foi realizado em 30/06 para nascidos entre julho e dezembro titulares de conta atualizada e com movimentação

A CAIXA inicia, nesta quinta-feira (16), o pagamento do Abono Salarial, calendário 2020/2021, para os trabalhadores nascidos em julho que ainda não receberam por meio de crédito em conta. Os valores podem ser sacados com o Cartão do Cidadão e senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e nos Correspondentes CAIXA Aqui, bem como nas agências. São 741.586 trabalhadores com direito a sacar o total de R$ 573,3 milhões.

Neste calendário, já foram contempladas as pessoas que nasceram entre julho e dezembro e são titulares de contas individuais na CAIXA, atualizadas e com movimentação. Esses trabalhadores receberam o crédito automático antecipado em 30 de junho.

A antecipação do início do calendário, que nos anos anteriores ocorreu no final de julho, atende à Resolução CODEFAT nº 857, de 1º de abril de 2020, como mais uma medida para mitigar os efeitos econômicos da pandemia do Coronavírus. O crédito antecipado do Abono Salarial 2020/2021 em conta CAIXA foi realizado para quase 6 milhões de trabalhadores, num total de R$ 4,6 bilhões.

Os valores para cada trabalhador variam de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com a quantidade de meses trabalhados durante o ano-base 2019. Confira o calendário:

O saque pode ser realizado até 30 de junho de 2021. Em todo o calendário, serão disponibilizados R$ 15,8 bilhões para 20,5 milhões trabalhadores.

Quem tem direito ao Abono Salarial 2020/2021

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial, conforme categoria da empresa.

Recebem o Abono Salarial na CAIXA os trabalhadores vinculados a entidades e empresas privadas. As pessoas que trabalham no setor público possuem inscrição PASEP e recebem o benefício no Banco do Brasil.

Abono Salarial 2019/2020

Também a partir desta quinta-feira (16), cerca de 2 milhões de trabalhadores que não realizaram o saque do Abono Salarial do calendário anterior, que finalizou em 29 de maio, terão nova oportunidade para sacar os valores, que totalizam R$ 1,3 bilhão.

O benefício será liberado novamente no calendário 2020/2021, em atendimento à Resolução CODEFAT nº 838, de 24 de setembro de 2019. O saque pode ser realizado nos canais de atendimento com cartão e Senha Cidadão, ou nas agências da CAIXA.

A consulta do direito ao benefício, bem como do valor disponibilizado, pode ser realizada por meio do app CAIXA Trabalhador, pelo atendimento CAIXA ao Cidadão - 0800 726 0207 e no site http://www.caixa.gov.br/abono-salarial/.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil já tem 1,2 milhão de curados; 75.366 mortes por coronavírus

Quinta-feira, 16 de Julho de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas até as 17h desta quarta-feira (15/7)

Nesta quarta-feira (15/7) o Brasil registrou 1.255.564 pessoas recuperadas da doença. No mundo todo, estima-se que cerca de 7,4 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas é superior à quantidade de casos ativos (635.818), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (63,8%). As informações foram atualizadas até às 17h e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 97,4% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.312- 61%) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 3.056 municípios tiveram registros (55%), sendo que 949 (31%) deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 54,7 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 16 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 163,3 milhões de EPIS, mais de 11,9 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 6.549 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.966.748 casos confirmados da doença, sendo 39.924 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h. 

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 75.366 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.233 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 385 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 3.877 seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA ATINGE LIMITE DE CONTRATAÇÕES DO PRONAMPE E SEGUE COM OUTRAS LINHAS DE CRÉDITO PARA MPEs

Terça-feira, 14 de Julho de 2020 / Brasil

Com análise em fase final de contratação, banco chega ao limite aprovado para o programa. Linhas de crédito do banco para MPEs disponibilizaram R$ 7,7 bi

A CAIXA já disponibilizou, até esta terça-feira (14), R$ 4,4 bilhões por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Somando os contratos assinados e as propostas em fase final de análise, o banco atingiu o limite autorizado pelo Fundo Garantidor de Operações (FGO), que atualmente é de R$ 5,9 bilhões.

São 8.234 pré-contratos assinados, que totalizam R$ 1,2 bilhão à espera de liberação, além de demandas de clientes que estão com a documentação em análise. A média do processo de análise de crédito é de cinco dias. Com início em 16 de junho, a CAIXA foi a primeira instituição financeira a operar com o Pronampe.

Além do Pronampe, a CAIXA oferece várias linhas de crédito para micro e pequenas empresas (MPE), como o Crédito Assistido Sebrae, amparado pelo Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe), em parceria com o Sebrae para microempreendedores individuais (MEI) e MPEs.

O banco contratou até hoje R$ 1,8 bilhão pelo Crédito Assistido Sebrae e, somando com o valor disponível do Pronampe, atinge R$ 7,7 bilhões.

“Vamos continuar focando na ajuda ao pequeno empresário de todas as regiões do país para que possam superar esse período de pandemia. Isso é essencial para a CAIXA, que é o banco de todos os brasileiros”, destacou o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães.  

Como solicitar o Crédito Assistido Sebrae:

O Crédito Assistido Sebrae conta com carência de até 12 meses em operações de até 36 meses para pagamento. Para ter acesso ao Fampe, é necessário realizar o tutorial do Sebrae com orientações e informações sobre como utilizar o crédito. Após realizar o cadastro e assistir ao tutorial no site do Sebrae, a empresa deve preencher um formulário no site CAIXA Com sua Empresa (www.caixa.gov.br/caixacomsuaempresa) e manifestar o interesse pelo crédito. Um gerente entrará em contato com a empresa por telefone para ofertar o pacote de soluções financeiras do banco, com as taxas de juros reduzidas, gerenciador financeiro virtual e acompanhamento empresarial pelo Sebrae.

APP para as empresas e Esteira Digital:

Além disso, para fortalecer o relacionamento com este público, a CAIXA vai lançar em agosto um novo aplicativo voltado para as micro e pequenas empresas, onde os clientes poderão acessar e contratar todas as soluções financeiras do banco para os negócios. Com o lançamento pela CAIXA da esteira digital, o cliente precisará ir à agência da CAIXA apenas para assinatura do contrato. Toda a análise para liberação do crédito ocorrerá digitalmente.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA INICIA PAGAMENTO DO SAQUE EMERGENCIAL DO FGTS PARA TRABALHADORES NASCIDOS EM MARÇO

Segunda-feira, 13 de Julho de 2020 / Brasil

Nesta etapa, poderão ser pagos até R$ 3,3 bilhões

A CAIXA inicia nesta segunda-feira (13) o pagamento do Saque Emergencial FGTS para cerca de 5,1 milhões de pessoas nascidas em março. O crédito será realizado em poupança social digital, aberta automaticamente pela CAIXA para os trabalhadores. O valor do saque é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas do FGTS do trabalhador.

Nesta etapa, poderão ser pagos até R$ 3,3 bilhões. Os trabalhadores podem consultar o valor creditado por meio do aplicativo CAIXA Tem. O crédito ocorre de forma escalonada conforme o calendário abaixo. A primeira data corresponde ao crédito dos valores na conta poupança social digital, quando os recursos poderão ser utilizados em transações eletrônicas. A segunda informa quando os recursos estarão disponíveis para saque em espécie ou transferência para outras contas.

Os nascidos em janeiro e fevereiro receberam em 29/06 e 06/07, respectivamente, na conta digital. Os trabalhadores que não tiveram o valor creditado automaticamente devem acessar o aplicativo FGTS para complementar seus dados cadastrais e assim receber o crédito em uma poupança social digital.

Formas de recebimento

A poupança social digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil. O valor creditado pode ser movimentado por meio do aplicativo CAIXA Tem, sem custo, evitando o deslocamento das pessoas até as agências.

Após o crédito dos valores na conta digital, já será possível pagar boletos e contas ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos por meio do aplicativo CAIXA Tem.

A partir da data de disponibilização dos recursos para saque ou transferência, os trabalhadores poderão transferir os recursos para contas em qualquer banco, sem custos, ou realizar o saque em espécie nos terminais de autoatendimento da CAIXA e casas lotéricas.

Cancelamento e desfazimento do crédito automático

Se o trabalhador não quiser receber o saque emergencial, pode registrar essa opção pelo aplicativo do FGTS, site fgts.caixa.gov.br ou Internet Banking CAIXA até 10 dias antes do calendário previsto para o recebimento do crédito.

Após o crédito dos valores na conta poupança social digital, o trabalhador poderá solicitar o desfazimento. Os valores retornarão à conta do FGTS devidamente corrigidos, sem prejuízo ao trabalhador. A solicitação de desfazimento do crédito do Saque Emergencial não pode ser desfeita.

Caso não haja movimentação dos recursos na conta poupança social digital até 30/11/20, o valor será devolvido à conta FGTS sem nenhum prejuízo ao trabalhador. Se após esse prazo, o trabalhador decidir fazer o saque emergencial, poderá solicitar pelo App FGTS até 31/12/2020.

Canais de consulta

A CAIXA disponibiliza os seguintes canais de atendimento para o Saque Emergencial FGTS.

APP FGTS
- Consultar o valor do saque;
- Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
- Informar que não deseja receber o valor do saque;
- Solicitar o desfazimento do crédito efetuado na poupança social digital.

Site fgts.caixa.gov.br
- Consultar o valor do saque;
- Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
- Informar que não deseja receber o valor do saque;
- Solicitar o desfazimento do crédito feito na poupança social digital.

Central de Atendimento CAIXA 111, opção 2
- Consultar o valor do saque;
- Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário.

Internet Banking CAIXA
- Consultar o valor do saque;
- Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
- Informar que não deseja receber o valor do saque;
- Solicitar o desfazimento do crédito feito na poupança social digital.

Alerta

A CAIXA não envia mensagens com solicitação de senhas, dados ou informações pessoais. Também não envia links ou pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.

O banco disponibiliza os seguintes canais de atendimento para informações sobre o Saque Emergencial FGTS: site fgts.caixa.gov.br, Telefone 111 – opção 2, Internet Banking CAIXA e o APP FGTS.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Covid-19: Brasil registra mais de 1 milhão de curados

Sábado, 11 de Julho de 2020 / Brasil

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas até as 18h30 desta sexta-feira (10/7)

Nesta sexta-feira (10/7) o Brasil registrou 1.078.763 pessoas recuperadas da doença. No mundo todo, estima-se que cerca de 6,4 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas é superior à quantidade de casos ativos (651.666), que são pacientes que estão em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (59,9%). As informações foram atualizadas até às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

A doença está presente em 96,4% dos municípios. Contudo, 3.710 cidades (71%) possuem, no máximo, 100 casos. Em relação aos óbitos, 2.840 municípios tiveram registros (51%), sendo que 80% deles têm de 1 até 10 óbitos.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já enviou mais de R$ 54,7 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 16 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 163,3 milhões de EPIS, mais de 11,9 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 6.549 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.800.827 casos confirmados da doença, sendo 45.048 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h. 

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 70.398 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.214 mortes nos sistemas oficiais, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Assim, 369 óbitos, de fato, ocorreram nos últimos três dias. Outros 4.000 seguem em investigação.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Até a última terça-feira (7), o Brasil ocupava a segunda posição em relação ao número de casos (1.668.589) e o registro de óbitos (66.741). Contudo, quando considerado o parâmetro populacional, por milhão de habitantes, entre os países de todo o mundo, o Brasil ocupa a 10ª posição em relação aos casos (7.940) confirmados e a 12ª colocação no que se refere ao número de óbitos (318). A medida populacional é a taxa padrão para comparações entre os países.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA ANTECIPA SAQUE DO AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA APROVADOS NO INÍCIO DE JUNHO

Sexta-feira, 10 de Julho de 2020 / Brasil

Cerca de 2,4 milhões de beneficiários do Lote 03 poderão sacar o benefício a partir de segunda (13) e terça-feira (14) da próxima semana

A CAIXA, agente financeiro do maior programa de pagamentos e inclusão bancária do Brasil, antecipou o calendário de saque em dinheiro aos beneficiários que estão recebendo a primeira parcela do Auxílio Emergencial por terem sido aprovados no início do mês de junho. Essas pessoas, que pertencem ao Lote 03 que a CAIXA recebeu da Dataprev, teriam originalmente a liberação do saque em espécie concluída em 18 de julho.

Os beneficiários nascidos entre julho e setembro poderão sacar a partir da próxima segunda-feira (13). Já os nascidos entre outubro e dezembro poderão de terça-feira (14) em diante.

Entre 16 e 17 de junho, os valores de R$ 600 e R$ 1.200 já haviam sido depositados para esse público na Conta Poupança Social Digital da CAIXA, de maneira escalonada conforme a data de aniversário do beneficiário. 

O calendário de saque em dinheiro teve início no dia 6 de julho, também de forma escalonada pelo mês de nascimento. Contudo, a previsão inicial era que ele se estendesse até o dia 18 de julho, quando os nascidos em dezembro poderiam sacar. 

Nas datas disponíveis para saque, havendo eventual saldo existente, o valor será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou, sendo poupança da CAIXA ou conta em outro banco.

Cartão de débito virtual CAIXA

O beneficiário não precisa sacar o auxílio para transacionar o dinheiro. O aplicativo CAIXA Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone. Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual CAIXA. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em diversas lojas físicas.

Para utilizá-lo, o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, o primeiro passo é atualizar o CAIXA Tem. Depois, entrar no aplicativo e acessar o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do CAIXA Tem. Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível. O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código. 

Pagamento nas maquininhas com QR Code

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, disponível para compras online, o CAIXA Tem também oferece a opção “pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados. É uma funcionalidade por leitura de QR Code gerado pelas “maquininhas” dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o celular para leitura do QR Code gerado na “maquininha” do estabelecimento.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

CAIXA ULTRAPASSA R$ 5 BI EM CRÉDITO PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS EM SUAS PRINCIPAIS LINHAS

Quinta-feira, 09 de Julho de 2020 / Brasil

Novo limite de crédito disponível para o Giro CAIXA Pronampe é de R$ 4,24 bilhões

Durante a pandemia do novo Coronavírus, a CAIXA já destinou mais de R$ 5 bilhões nas linhas de crédito do Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe). Esse último, em parceria com o Sebrae.

Nesta quinta-feira (9), às 12h, o Pronampe bateu o marco de R$ 3,18 bilhões de reais em créditos contratados – esgotando todo o limite que havia sido liberado para operar pela linha de crédito. Com isso, a CAIXA recebeu do Ministério da Economia um acréscimo de limite, que passou a ser de R$ 4,24 bilhões. 

Já o Fampe, linha disponibilizada pela CAIXA em parceria com o Sebrae para microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas, alcançou R$ 1,8 bilhão disponibilizado para capital de giro, também nesta quinta-feira (09).

O presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, destaca o foco do banco em destinar crédito para as micro e pequenas empresas. “A CAIXA está empenhada em ajudar as micro e pequenas empresas a superar esse período de pandemia. E esse é o nosso foco: garantir a sobrevivência dos empresários, gerar empregos e impulsionar a retomada da economia”, avalia Guimarães.

“Os recursos estão disponíveis para contratação por clientes e não clientes, abrangendo empresas de diferentes portes. Aproximadamente 70% da demanda recebida pelo banco é proveniente de clientes que ainda não possuíam relacionamento com a CAIXA”, reforça o presidente Pedro Guimarães.

Esteira digital:

Com o lançamento pela CAIXA da esteira digital, hoje o cliente precisa ir à agência da CAIXA apenas para assinatura do contrato. Toda a análise para liberação do crédito ocorre digitalmente. Além disso, para fortalecer o relacionamento com este público, a CAIXA vai lançar em agosto um novo aplicativo voltado para as micro e pequenas empresas, onde os clientes poderão acessar e contratar todas as soluções financeiras do banco para os negócios.

Como solicitar o Pronampe:

Pelo Giro CAIXA Pronampe, os financiamentos têm prazo total de 36 meses – sendo oito meses de carência para começar a pagar e financiamento em 28 parcelas. A taxa de juros anual máxima é igual à taxa básica de juros (Selic) + 1,25% ao ano.

As operações de crédito poderão ser utilizadas para investimentos e capital de giro isolado ou associado ao investimento. Dessa forma, além de poderem realizar reformas e adquirir máquinas e equipamentos, as micro e pequenas empresas também poderão utilizar os recursos para despesas operacionais, como pagamento de salário de empregados, compra de matérias-primas, mercadorias, entre outros.

Para contratar o financiamento, os clientes devem acessar o site da CAIXA, no endereço www.caixa.gov.br/pronampe, preencher o formulário de interesse ao crédito e um gerente da região entrará em contato por telefone para ofertar o pacote de soluções financeiras do banco. Caso prefiram, os clientes também podem fazer a solicitação diretamente nas agências da CAIXA.

Como solicitar o Fampe:

Para ter acesso à linha de crédito é necessário realizar o tutorial do Sebrae com orientações e informações sobre como utilizar o crédito. Após realizar o cadastro e assistir ao tutorial no site do Sebrae, a empresa deve preencher um formulário no site CAIXA Com sua Empresa (www.caixa.gov.br/caixacomsuaempresa) e solicitar interesse pelo crédito. Um gerente entra em contato com a empresa por telefone para ofertar o pacote de soluções financeiras do banco, com as taxas de juros reduzidas, gerenciador financeiro virtual e acompanhamento empresarial pelo Sebrae.


Blogbraga/Assessoria de Imprensa da CAIXA

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: Brasil registra 976.977 pessoas recuperadas

Quarta-feira, 08 de Julho de 2020 / Brasil

Número representa mais da metade do total de casos acumulados (58,6%). Informações foram atualizadas até as 18h desta terça-feira (7/7)

O Ministério da Saúde registrou, nesta terça-feira (7/7), o total de 976.977 pessoas curadas do coronavírus em todo o país. O número é superior à quantidade de casos ativos (624.871), que são pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (58,6%). As informações estão atualizadas até às 18h e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

O Governo Federal mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem enviado recursos extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

De janeiro a junho, o Ministério da Saúde enviou R$ 50,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,7 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15 milhões unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,7 milhões de EPIS, mais de 10,6 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 6.410 equipamentos para todos os estados brasileiros de maio até hoje.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS) a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.668.589 casos confirmados da doença, sendo 45.305 registrados nas últimas 24h. 

Em relação aos óbitos, atualmente, o Brasil tem no acumulado 66.741 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 1.254 mortes nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Do total, 230 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 4.146 seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp

Resultado de teste do Presidente Bolsonaro dá positivo para covid-19

Terça-feira, 07 de Julho de 2020 / Brasil

O resultado do exame do presidente Jair Bolsonaro, de 65 anos, deu positivo para a covid-19 nesta terça-feira (7). A confirmação do resultado positivo foi informado pelo próprio Bolsonaro em entrevista à Record TV. 

Nesta manhã, o presidente acordou bem, mas continuava com febre baixa.  

O presidente afirmou que está se sentindo "perfeitamente bem". "Eu se não tivesse feito exame não saberia. E o resultado deu positivo", disse Bolsonaro.

"Acredito que não só o atendimento que eu tive, mas a forma como foi administrada a hidroxicloroquina. Foi quase de imediato (a melhora). Eu não sou médico, sou capitão do Exército. Mas a cloroquina, dada na fase inicial, a chance de sucesso chega por volta de 100%", afirmou.

Bolsonaro foi submetido nesta segunda-feira (6) ao exame da covid-19 depois de sentir sintomas da doença. No Hospital das Forças Armadas, em Brasília, fez o teste de detecção do coronavírus e também uma chapa do pulmão.

O presidente afirmou, contudo, que está bem. “Eu tô normal. Em comparação com ontem, eu tô muito bem. Até com vontade de fazer uma caminhada por aí, mas não posso por causa de recomendação médica”, acrescentou.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, também informou por redes sociais o resultado de Bolsonaro. "O resultado do teste de covid-19 feito pelo Pr Jair Bolsonaro na noite dessa segunda-feira, e disponibilizado na manhã de hoje, apresentou diagnóstico positivo. O presidente mantém bom estado de saúde e está, nesse momento, no Palácio da Alvorada", escreveu.

Histórico

O presidente teve três resultados negativos em exames para o novo coronavírus – os testes foram divulgados em maio depois que o ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), mandou dar publicidade aos resultados.

A divulgação dos exames foi resultado de uma ação movida pelo jornal O Estado de S. Paulo, que pediu ao STF acesso ao documento médico do mandatário.

Bolsonaro, que fez os testes nos dias 12, 17 e 21 de março, usou dois codinomes para fazer os exames: Airton Guedes e Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz.

Entre 7 e 10 de março, Bolsonaro esteve em viagem oficial aos Estados Unidos e pelo menos 23 pessoas de sua comitiva contraíram o coronavírus. Ele, contudo, disse que não foi infectado.


Blogbraga/R7

Compartilhar no Whatsapp

Coronavírus: 790.040 pessoas estão curadas em todo o Brasil

Quarta-feira, 01 de Julho de 2020 / Brasil

Número representa mais da metade do total de casos acumulados (56,3%). Informações foram atualizadas até as 18h30 desta terça-feira (30)

O Ministério da Saúde registrou, nesta terça-feira (30), o total de 790.040 pessoas curadas do coronavírus em todo o país. O número é superior à quantidade de casos ativos (552.407), que são pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa mais da metade do total de casos acumulados (56,3%). As informações estão atualizadas até às 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

O Governo Federal mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. Dessa forma, a pasta tem enviado recursos extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

De janeiro a junho, o Ministério da Saúde enviou R$ 50,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,7 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos mais de 15 milhões unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,7 milhões de EPIS, mais de 10,6 milhões de testes de diagnóstico para COVID-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 6.410 equipamentos para todos os estados brasileiros de maio até hoje.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS) a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil tem 1.402.041 casos confirmados da doença, sendo 33.846 registrados nas últimas 24h. 

Em relação aos óbitos, atualmente, o Brasil tem no acumulado 59.594 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registradas 525 mortes nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Do total, 349 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 3.950 seguem em investigação.


Blogbraga/Ministério da Saúde

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2020
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
Contabilidade Rio Grande - Parceira dessa Causa
PARCEIROS
Sutrans Contabilidade Rondon Grupo Marabá PM Imperial Dique Denuncia ORIX Extreme Paraíba G7 NET CISO Guarda Municipal Minas Aço Casa do Marceneiro Oeste Beton AFS Dupará Açaí Casa da Ferramenta Neli DBT SBS Ofertas - Hiper Santo Antonio ASMAT Sportime LH Madeiras Delicia DPVAT Global Rivaldo Luz motos JBJ P&F Jaú Vida Farma Online