MídiaOn

NOTÍCIAS

Greve de caminhoneiros deixa rastro de prejuízos bilionários em todo o País

Sexta-feira, 01 de Junho de 2018 / Brasil

Foto: Blogbraga

Apesar de alguns pontos de manifestação ainda espalhados pelo País, a paralisação dos caminhoneiros dá claros sinais de que chegou ao fim. Em todos os Estados, a vida começa a voltar ao ritmo normal. O quadro de desabastecimento inicia sua reversão: o combustível está chegando aos postos, os alimentos voltam aos supermercados. Os reflexos da crise provocada pelos protestos, porém, ainda devem perdurar por bastante tempo.

Nem todos os setores têm um levantamento das perdas. Quem já fez essas contas mostra que o prejuízo será contabilizado na casa dos bilhões. O número dos setores consultados pelo Estado já chega a pelo menos R$ 75 bilhões em perdas.

Mas o impacto na economia será bem maior. Economistas já levam em conta os efeitos da greve nas revisões, para baixo, que vêm fazendo para o desempenho do PIB. O número, que era próximo de 3% no início do ano, agora é de 2%. E há outros efeitos. O governo teme que a paralisação dos motoristas abra caminho para outras greves de forte impacto no País. Os petroleiros já seguiram esse caminho.

Perdas. As projeções preliminares de diversos segmentos da economia após dez dias de greve dos caminhoneiros apontam para perdas de mais de R$ 75 bilhões. Em alguns casos, os prejuízos ainda podem aumentar mesmo após o fim do movimento, pois, dependendo do tipo de atividade, a retomada poderá levar de uma semana a 20 dias.

Também há preocupação sobre como será a volta das atividades. “Não sabemos ainda, por exemplo, como será precificado o aumento do frete”, afirma José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic). “Dá arrepios só de pensar.”

O setor calcula que deixou de gerar, até agora, R$ 3,8 bilhões, e precisará de duas a três semanas para retomar totalmente as atividades.

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estima que as áreas de comércio e serviços deixaram de faturar cerca de R$ 27 bilhões entre os dias 21 e 28.

“São nítidos os transtornos causados pelo desabastecimento generalizado, que pode provocar danos ainda maiores ao País, como aumento do desemprego, falta de gêneros alimentícios, estoques, baixo fluxo de vendas e prejuízo ao desenvolvimento econômico”, diz o presidente da Fecomércio de Minas Gerais, Lúcio Emílio de Faria Júnior.

Os supermercados contabilizam R$ 2,7 bilhões em prejuízos. Para os distribuidores de combustível, as perdas já atingem R$ 11,5 bilhões.

Volta lenta. Com menos bloqueios nas estradas e a volta, lentamente, do abastecimento de combustíveis, algumas empresas estão retomando operações.

Das 167 unidades produtoras de aves, ovos e suínos que estavam paradas em todo o País, 46 reiniciaram atividades nesta quarta-feira, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As empresas do setor acumulam prejuízos de R$ 3 bilhões e perderam 70 milhões de aves, mortas por falta de ração. Com parte do abastecimento retomado, a mortandade deve acabar.

Segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), a cadeia produtiva da pecuária de corte deixou de movimentar entre R$ 8 bilhões e R$ 10 bilhões.

Os produtores de leite perderam R$ 1 bilhão, parte disso com o descarte de mais de 300 milhões de litros de leite. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) calcula que produtores em geral devem levar de seis meses a um ano para se reestruturarem.

O setor têxtil estima perdas de R$ 1,8 bilhão e, até quarta-feira, ainda tinha cerca de 70% das empresas paradas ou prestes a parar. A previsão da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) é de que serão necessários pelo menos 20 dias para que a situação seja normalizada.

Carros. Na indústria automobilística quase todas as fábricas estão paradas desde sexta-feira. O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale, diz que “a maioria retomará a produção, de maneira gradual, a partir de segunda-feira”. As unidades da Fiat em Minas Gerais e da Jeep em Pernambuco voltam a operar nesta quinta-feira.

A Anfavea não divulgou prejuízos, mas, com base na produção média de veículos em abril, cerca de 51 mil veículos deixaram de ser fabricados. O resultado deste mês poderá interromper uma sequência de 18 meses de alta na comparação interanual.

Até terça-feira as vendas do setor tinham caído 11% em relação a abril (para 192,8 mil unidades), mas ainda devem superar o volume de maio de 2017, de 195,6 mil unidades.

A indústria química soma R$ 2,5 bilhões em perda de faturamento e calcula em dez dias o período para retomada de atividades.


Blogbraga/Estadão

Compartilhar no Whatsapp

Valor do diesel vai estar 0,46 centavos mais barato a partir desta sexta, diz ministro

Quinta-feira, 31 de Maio de 2018 / Brasil

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta quarta-feira (30) que o preço do litro do diesel vai estar R$ 0,46 mais barato a partir desta sexta-feira (1º) em comparação com o valor pago no último dia 21 de maio.

A informação foi divulgada após uma reunião entre ministros que monitoram a situação da greve nacional de caminhoneiros. "O desconto será obrigatoriamente repassado. Se no dia 21 de maio, no posto de combustíveis, o caminhoneiro abasteceu um litro de diesel por R$ 3,46, por exemplo, obrigatoriamente, a partir do momento que o posto for abastecido, [o litro] terá de ser R$ 3,00. Terá que haver o desconto", explicou Marun.

O desconto no preço do diesel pelo período de 60 dias foi concedido pelo governo federal como uma tentativa de encerrar a greve dos caminhoneiros. O desconto foi possível com redução a zero das alíquotas do PIS-Cofins e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) sobre o combustível.


Blogbraga/BahiaNoticias

Compartilhar no Whatsapp

Vacinação contra gripe é prorrogada por causa de protesto dos caminhoneiros

Quarta-feira, 30 de Maio de 2018 / Brasil

Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 15 de junho por causa do protesto dos caminhoneiros, que está no 9º dia de paralisação.

Em comunicado divulgado nas redes sociais, o ministério declarou: "A recomendação do Ministério da Saúde, enviada aos gestores locais nesta terça-feira (29), foi adotada em decorrência dos possíveis impactos da paralisação dos caminhoneiros no transporte público e nos atendimentos em serviços de saúde".

Ainda de acordo com o comunicado do ministério, não houve problema de abastecimento dos estados com estoques da vacina: "A campanha estava prevista para encerrar nesta sexta-feira (1º de junho), sendo que 100% das doses da vacina (60 milhões) já foram distribuídas aos estados, que estão devidamente abastecidos".

A Influenza (gripe) é uma infecção respiratória e existem três tipos: A, B e C. Os sintomas aparecem de uma hora para a outra e podem ser febre alta, dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. Casos mais graves apresentam complicações como pneumonia e síndrome respiratória aguda grave (nesses casos é necessária a internação).

Gripe e resfriado: qual a diferença? Resfriado também é uma doença respiratória, mas é causado por um vírus diferente. Os sintomas incluem tosse, congestão nasal, coriza, dor no corpo e dor de garganta leve. São parecidos com os da gripe, mas duram menos tempo e são mais brandos.

Veja qual é o público-alvo para receber as doses gratuitamente no SUS:

pessoas a partir de 60 anos
crianças de seis meses a cinco anos
trabalhadores da área de saúde
professores das redes pública e privada
mulheres gestantes e puérperas
indígenas
pessoas privadas de liberdade (incluindo adolescentes cumprindo medidas socioeducativas)
profissionais do sistema prisional
portadores de doenças crônicas (Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação)
Os especialistas lembram que a vacina da gripe não causa gripe. Ela não contém o vírus. As reações que da vacina pode dar são: dor no braço, braço quente e inchaço. Em casos raros, a pessoa pode ter um mal-estar leve.

Quem toma a vacina, está protegido contra os tipos de influenza mais comuns que estão circulando naquele território -- e não contra qualquer forma de gripe ou condição respiratória. As linhagens e tipos de vírus são definidos anualmente pela Organização Mundial de Saúde; no hemisfério Sul, os micro-organismos que devem constar no imunizante são disponibilizados em setembro do ano anterior às campanhas.


Blogbraga/G1

Compartilhar no Whatsapp

Roberto Muniz critica proposta do governo para que estados ajustem ICMS

Quarta-feira, 30 de Maio de 2018 / Brasil

O senador Roberto Muniz (PP-BA) criticou duramente, durante pronunciamento no Senado nesta terça-feira (29), a política de reajuste de preço dos combustíveis da Petrobras, que culminou com a paralisação dos caminhoneiros e o desabastecimento do País, e o pedido do governo federal aos estados para que avaliem ajustes no ICMS.

“É completamente inaceitável a tentativa do Governo Federal de transferir para os Estados a responsabilidade pela solução de uma crise que foi gerada e que foi provocada pela falta de presença da União, do Governo Federal, na gestão da empresa pública Petrobras, através de uma política de preços de combustível que é absurda, perversa e irresponsável. Colocar sobre os Estados federados o ônus de qualquer redução da alíquota sobre os combustíveis, além de ser desrespeitosa, é uma atitude inconsequente e também inaceitável”, discursou Muniz.

O senador baiano se solidarizou com os governadores dos estados do Nordeste e Minas Gerais, que manifestaram em carta o descontentamento diante da proposta do governo federal para que renunciassem às receitas do ICMS. “Precisamos rever a governança das empresas estatais, que não podem estar a serviço simplesmente do tecnicismo dos tecnocratas. Não adianta simplesmente ter a solução somente para o diesel se não olhar também para o gás de cozinha e para a gasolina”, avaliou.

Ele estranhou a ausência da Agência Nacional de Petróleo (ANP) no debate e alertou sobre o ambiente delicado diante da proximidade das eleições: “Precisamos ser mais ágeis nas soluções para essa crise, que pode se alastrar e comprometer completamente esse ambiente democrático, porque estamos muito próximos à eleição e não podemos tirar a esperança do povo brasileiro, porque só através do voto direto, da representatividade oriunda do voto, da urna é que podemos retomar uma estabilidade política e institucional neste País”.

 


Blogbraga/Assessoria de Comunicação do senador Roberto Muniz (PP-BA)

Compartilhar no Whatsapp

Produtores de frutas do Vale do São Francisco estimam 570 milhões de reais em prejuízos com a paralisação dos caminhoneiros

Terça-feira, 29 de Maio de 2018 / Brasil

Maior exportador de frutas do país, o Vale do São Francisco já contabiliza um prejuízo de R$ 570 milhões ao final do oitavo dia de paralisação dos caminhoneiros. A conta foi apresentada na tarde desta segunda-feira (28), pelo presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), Jailson Lira.

Segundo o representante do mais importante segmento da economia regional, a paralisação vem atingindo fortemente o setor, que deixou de comercializar nesta semana para os mercados interno e externo 40 mil toneladas de uvas e 60 mil toneladas de mangas, além de mais 200 mil toneladas de outras frutas, a exemplo de acerola, banana, coco e mamão.

“Com todo esse tempo de paralisação, nossas câmaras frias já estão com a ocupação esgotada, não oferecendo mais espaço para o armazenamento das frutas colhidas recentemente. O resultado são pomares e mais pomares com frutas apodrecendo no campo”, lamentou.

Jailson Lira advertiu ainda que 80% da safra a ser colhida essa semana poderá ficar comprometida por falta de mercado. “Além de termos cancelados todos os novos pedidos do mercado interno, outro agravante é a falta de combustível para os tratores e pulverizadores, o que pode ocasionar a perda das safras de exportação de setembro e outubro”, pontuou.

Ao final da reunião, os produtores assinaram um documento, onde reconhecem a legitimidade do movimento dos caminhoneiros, “por que também sentem o alto custo do diesel na atividade agrícola” e solicitam dos poderes competentes a agilização das negociações, liberação das estradas e acessos aos portos, além da agilização dos documentos de liberação das frutas, a exemplo da Permissão de Trânsito de Vegetais (PTV).


Blogbraga/CLAS Comunicação & Marketing

Compartilhar no Whatsapp

Temer diz que acionou forças federais para desbloquear estradas

Sexta-feira, 25 de Maio de 2018 / Brasil

Temer anuncia uso de forças federais contra paralisação dos caminhoneiros

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (25) que acionou forças federais para desbloquear estradas, ocupadas por caminhonheiros em greve. Ele fez um pronunciamento no Palácio do Planalto.

"Comunico que acionei as forças federais de segurança para desbloquear as estradas e estou solicitando aos senhores governadores que façam o mesmo", disse o presidente.

Segundo assessoria do Ministério da Segurança Pública, as forças federais incluem: Exército, Marinha, Aeronáutica e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Temer disse que tomou a decisão para evitar que a população fique sem produtos de "primeira necessidade".

"Não vamos permitir que a população fique sem gêneros de primeira necessidade. Não vamos permitir que os hospitais fiquem sem insumos para salvar vidas. Não vamos permitir que crianças sejam prejudicadas pelo fechamento de escolas. Como não vamos permitir que produtores tenham seu trabalho mais afetado", afirmou Temer.

Temer tomou a decisão depois de se reunir com ministros para uma "avaliação de segurança" sobre a situação no país, já que a greve dos caminhoneiros continuou, apesar do acordo firmado entre governo e representantes da categoria na noite de quinta (24).

A paralisação caminhoneiros chegou ao quinto dia nesta sexta-feira, com bloqueios de rodovias em protesto contra a alta do diesel e a política de preços da Petrobras, em vigor desde julho de 2017.

Temer disse que o governo atendeu os pedidos dos caminhoneiros, mas, segundo ele, uma "minoria radical" dos grevistas não quis cumprir o acordo.

Em razão da paralisação, há registros de falta de alimentos em supermercados e de combustível em postos de gasolina, o transporte coletivo em diversas cidades foi afetado, indústrias pararam atividades e voos começaram a ser cancelados por falta de combustível nos aeroportos.

O governo federal e representantes de caminhoneiros anunciaram proposta para suspender a greve por 15 dias. Contudo, as manifestações continuaram pelo país.

Mais cedo, Padilha afirmou que é preciso "dar um tempo" aos caminhoneiros, pois o fim da greve não ocorre de forma imediata. O ministro afirmou que o governo "confia" que a categoria vai cumprir o acordo nos próximos dias.

Na quinta, entre outros pontos, o governo propôs aos caminhoneiros manter a redução de 10% do preço do óleo diesel nas refinarias e reajustar o preço com periodicidade mínima de 30 dias.

A partir disso, a cada 30 dias, a Petrobras vai estipular o preço que será cobrado nas refinarias ao longo do mês. A União vai compensar a Petrobras por eventuais perdas e a estimativa é de que repasse R$ 4,9 bilhões à estatal até o final do ano.


Blogbraga/G1

Compartilhar no Whatsapp

NOTA À IMPRENSA - GREVE DOS CAMINHONEIROS

Quinta-feira, 24 de Maio de 2018 / Brasil

A Fiesp manifesta sua preocupação e indignação em relação à greve dos caminhoneiros que já está gerando prejuízos importantes para a indústria e para a sociedade como um todo. Espera-se que em um prazo curto seja construído um entendimento para que a situação volte à normalidade.

Paulo Skaf

Presidente da Fiesp e do Ciesp


Blogbraga/ Fiesp

Compartilhar no Whatsapp

Brasileiro precisa trabalhar três dias para encher o tanque do carro

Quarta-feira, 23 de Maio de 2018 / Brasil

Com combustível custando R$ 4,28 o litro, abastecer o veículo pode consumir quase 10% do salário médio da população, que é de R$ 2.169

Com a gasolina mais cara, os brasileiros estão consumindo uma fatia maior do salário para abastecer o carro. Levando em conta o rendimento médio do trabalhador, de R$ 2.169 no primeiro trimestre, é possível calcular que se gastam o equivalente a três dias de trabalho para encher um tanque de 50 litros.

O custo médio da gasolina segundo o último levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) era de R$ 4,284. Pagando esse valor, o tanque cheio sai por R$ 214,20: 9,87% do salário médio do trabalhador, de acordo com a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

Vale destacar que a gasolina brasileira não está entre as mais caras do mundo. O litro custa hoje em torno de US$ 1,17, enquanto no Chile, por exemplo, sai por US$ 1,28 (R$ 4,53). Em Portugal, custa US$ 1,86 (R$ 6,34), segundo dados da plataforma Global Petrol Prices (veja gráfico abaixo).

A diferença é que nesses países a renda média do trabalhador é superior à brasileira. No Chile, o rendimento mensal gira em torno de R$ 4.750. Usando a mesma conta, os chilenos precisam trabalhar 1,5 dia para encher o tanque.

A Noruega tem uma das gasolinas mais caras do mundo (em torno de R$ 7,09 o litro), mas isso não significa que os cidadãos daquele país tenham dificuldade na hora de abastecer o carro, apesar de possuir o maior percentual do mundo de veículos elétricos em sua frota. O salário médio do norueguês é de R$ 20.018, o que faz com que ele tenha que trabalhar 1,8 dia para completar o tanque do carro.

"Quando você não tem ganhos de renda reais e crescimento econômico com reflexo na renda, como é o caso do Brasil, e existe algum tipo de descolamento em relação a produtos com preço determinado internacionalmente, ocorre essa distorção que estamos vendo. Ou seja, se houvesse geração de renda, esse problema poderia até existir, mas seria melhor equalizado", explica o professor de economia do Ibmec/SP Walter Franco.

Um levantamento recente da agência de notícias econômicas Bloomberg mostra que o Brasil é o 11º país do mundo com maior custo para adquirir gasolina se for considerada a renda média. Os brasileiros gastam 4,62% do salário de um dia para comprar um litro de gasolina.

Na França, onde o litro custa o equivalente a R$ 6,31, o trabalhador gasta 1,5% do salário de um dia por litro.

"A renda per capita do Brasil, além de ser baixa é muito mal distribuída. [...] Na Europa, a gasolina é mais cara que no Brasil e as pessoas não reclamam, porque elas têm uma renda maior e há alternativas ao transporte particular, que incentivam o uso do transporte público", explica o professor e economista Fernando Botelho, da FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo).

Política de preços

Em outubro de 2016, a Petrobras adotou uma nova forma de precificar a gasolina e o diesel que saem das refinarias, acompanhando mensalmente a variação do barril de petróleo no mercado internacional e o dólar. Desde junho do ano passado, a empresa passou a fazer os reajustes com mais frequência, até diariamente.

No mês em que começou a vigorar a nova regra, o preço médio da gasolina no país estava em R$ 3,55, enquanto o dólar era cotado a R$ 3,25 e o barril de petróleo no mercado internacional a US$ 49,95.

Passado quase um ano, a gasolina passou para R$ 4,28 (alta de 20,5%), o dólar está em R$ 3,64 e o barril de petróleo custa US$ 80,21 (alta de 47,4%).

Os EUA têm uma política de preços similar à brasileira, mas não sofrem com variação cambial porque o barril de petróleo é negociado em dólar.

Há um ano, o galão de gasolina (3,785 litros) era vendido a US$ 2,448, em média. Em abril, fechou em US$ 2,795: alta de 14,1%. O preço já é o mais alto desde julho de 2015, segundo dados da Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos.

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou nesta terça-feira (22) que a forma de precificar a gasolina e o diesel continuará a mesma porque as altas se devem a "fatores externos" e "a empresa tem obrigação de refletir isso".

Por outro lado, o governo tenta conter a pressão cambial das últimas semanas, com o Banco Central atuando diariamente no mercado, o que já gerou uma queda sensível da moeda norte-americana.

E na manhã de terça, a Petrobras anunciou redução no preço da gasolina nas refinarias a partir desta quarta-feira (23).

Para o professor Botelho, da FEA-USP, a política de preços da Petrobras é "muito transparente". No entanto, ele acha que a empresa poderia ter espaçado os reajustes para evitar que as altas do câmbio e do barril de petróleo chegassem tão rápido à população.

"Não se trata de represar preços, porque isso já causou muitos prejuízos à Petrobras no passado, mas apenas de não fazer diariamente as revisões".

No entanto, ele diz que, "infelizmente", o consumidor deverá arcar com esse custo adicional da gasolina. "Senão, a conta vai sobrar para o governo e aí todos pagarão indiretamente". 

Alta do diesel e protesto de caminhoneiros

Além dos motoristas de carros, os caminhoneiros também estão enfrentando dificuldades para encher o tanque em razão da alta do diesel. Por causa disso, os caminhoneiros entraram no terceiro dia de protestos nesta quarta-feira (23). 

Para agradar a categoria, o governo federal anunciou ontem que cortará um dos impostos sobre o diesel, a Cide, para reduzir o preço do combustível. Esse imposto rende cerca de R$ 2,5 bilhões anuais em arrecadação para o governo.

Para compensar o desfalque, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, anunciou que foi fechado um acordo com o Congresso para que seja aprovada a reoneração da folha de pagamentos de alguns setores da economia.


Blogbraga/R7

Compartilhar no Whatsapp

Família pede ajuda para custear tratamento de jovem com câncer

Quarta-feira, 23 de Maio de 2018 / Brasil

Queridos amigos, estou em uma campanha para ajudar minha prima Flaviane que está com câncer em fase metástase. Infelizmente só há duas chances pro tratamento, a primeira (e o milagre de Deus) e a segunda é  uma injeção faslodex que custa em média R$: 1.750.00, ela prescisava desse tratamento por 12 meses.
Peço a ajuda de vocês, se não puder ser em dinheiro, coloque ela nas orações de vocês. Isso já é uma grande passo.

#Somostodosflavi
 
Acesse o link faça sua contribuição não importa o valor, pouco com Deus e muito. 

www.vakinha.com.br/vaquinha/somostodosflavi

Meu nome é Flaviane, tenho 27 anos, aos 21 anos fui diagnosticada com câncer de mama em estágio já avançado, tive que retirar a mama e me submeter a sessões de quimioterapia e radioterapia. Após vários tratamentos, exames apontaram metástase óssea, e no momento o tratamento indicado pelo oncologista é a vacina Faslodex do laboratório Astrazeneca que custa em média R$ 1.750,00 precisa desse tratamento por no mínimo 12 meses.

Preciso da sua ajuda Urgente para iniciar o tratamento que terá um custo total de R$ 21.000,00 além das despesas adicionais com o tratamento.

Objetivo: R$ 23.000,00

Contamos com a ajuda de vocês, juntos somos mais fortes!

 


Blogbraga/Solidariedade

Compartilhar no Whatsapp

Abertura da XXI Marcha a Brasília ressalta expectativa por vitórias municipalistas

Terça-feira, 22 de Maio de 2018 / Brasil

Maior evento político da América Latina, a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios foi aberta oficialmente na manhã desta terça-feira (22) com a presença do presidente da República Michel Temer e mais de 6 mil participantes, entre prefeitos, secretários municipais e vereadores de todo o Brasil. A 21ª edição do evento espera ampliar o diálogo com o executivo e o legislativo federal em busca de mais autonomia aos municípios brasileiros.

O presidente da UPB, Eures Ribeiro, que lidera mais de 376 gestores baianos inscritos no evento, disse que a expectativa é ter resultado concretos por meio da luta municipalista. Ele ressaltou ainda a pressão dos prefeitos para que o Supremo Tribunal Federal vote a constitucionalidade da redistribuição dos royalties, aprovada e sancionada, mas sem efeito por conta de liminar concedida pela presidente da corte, ministra Cármen Lúcia.

“A marcha é um encontro anual que já deu muito resultado para o movimento municipalista, o que nos deixa na expectativa de obter mais essa vitória”, opinou. Eures Ribeiro aproveitou e convocou os prefeitos para o encontro com a bancada baiana de deputados e senadores, nesta quarta-feira (23), em busca de apoio para a pauta municipalista em tramitação no Congresso Nacional. “Aguardamos a participação de todos para avançarmos com propostas que melhorem a governança dos municípios”, afirmou.

Pacto Federativo

Na cerimônia de abertura da XXI Marcha a Brasília, o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, destacou os “avanços significativos” conquistados ao logo das 21 edições. Ele deixa o cargo este ano, mas fez questão de afirmar como a marcha municipalista passou a influenciar os poderes a favor dos municípios. “A Marcha faz parte de termos uma pauta no Congresso, de fazer com que o presidente da República e os presidentes das duas casas legislativas venham até aqui para dialogar com os municípios”.

Ziulkoski também destacou avanços no pacto federativo com o reajuste de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), de julho e dezembro, porém criticou a criação de programas sem a contrapartida financeira suficiente para a execução. Segundo ele, os municípios gastam hoje R$ 61 bilhões com projetos criados pela União e executado pelas prefeituras.

Presente na cerimônia, o presidente Michel Temer assinou o decreto para a readequação da rede física do Sistema Único de Saúde (SUS). A medida vai permitir o repasse de recursos para que Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) possam atender como Unidades Básicas de Saúde (UBS). Na ocasião, o presidente resaltou que “precisamos dos municípios brasileiros para que a União seja forte como tem que ser”.


Blogbraga/UPB - União dos Municípios da Bahia

Compartilhar no Whatsapp

Filho pede ajuda para encontrar pai que não vê há mais de 20 anos

Sábado, 19 de Maio de 2018 / Brasil

José Gomes da Silva há 20 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Romário Alencar Cordeiro tem 23 anos, natural de Araripina, cidade localizada a 272 km de Petrolina. Há mais de 20 anos ele procura pelo pai que é de Petrolina. Segundo Romario, seu genitor é José Gomes da Silva, mais conhecido como Zeca.

Ele teria deixado Romário quando o filho ainda era muito pequeno, na faixa de dois anos de idade e hoje seria pastor aqui em Petrolina. Angustiado por essa busca de anos, Romário convive com a falta de informações atualizadas sobre Zeca. As últimas notícias apontavam que seu pai residia no bairro João de Deus.

Foi então que Romário entrou em contato com o Blog para continuar com sua procura. “Já tentei encontrar ele e nunca consegui informação, quando ele foi embora eu era muito pequeno ainda, hoje já tenho 23 anos. Tem mais ou menos uns 20 anos que ele foi embora e não deu mais notícia“, contou Romário.

Segundo Romário, seus avós paternos já são falecidos e ele teria uma tia chamada Marta. Mesmo com as dificuldades, o filho segue firme nessa investigação. “É uma busca às cegas mesmo, porque eu não tenho pistas“, desabafou.

É confiando nessa corrente do bem que Romário mantém as esperanças de um dia reencontrar seu pai. 


Blogbraga/Romario Alencar Cordeiro por Waldiney Passos

Compartilhar no Whatsapp

Prédio desaba após incêndio no Centro de SP, há desaparecidos

Terça-feira, 01 de Maio de 2018 / Brasil

Um prédio de 24 andares pegou fogo e desabou na região do Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (1º). O local era uma ocupação irregular, e moradores afirmam que o fogo começou por volta da 1h30 no 5º andar e se espalhou rapidamente pela estrutura.

Ainda não há um balanço oficial de feridos ou vítimas

O incêndio começou por volta das 1h30. No prédio funcionou uma repartição pública, que já estava desativada. Sem uso, atualmente abrigava uma ocupação irregular. Segundo a Defesa Civil, cerca de 50 famílias viviam no local.

O coronel Max Mena, do Corpo de Bombeiros, contou que o homem que caiu quando o prédio desabou já estava com equipamento de segurança. Ele não foi mais localizado. Os bombeiros chegaram a dizer que ainda que havia possibilidade de que três pessoas estivessem desaparecidas, mas não foi divulgado um balanço oficial.

Durante a madrugada, os bombeiros chegaram a afirmar que o homem que caiu era considerado morto, mas pela manhã esclareceram que buscas serão feitas. "A experiência diz não é fácil encontrar alguém com vida", comentou o capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros em São Paulo.

O Corpo de Bombeiros faz um mapeamento da área para iniciar a retirada dos escombros. Segundo o tenente André Elias, o segundo prédio atingido pelo fogo não corre risco de desabamento e todos os moradores já foram retirados do local.

Vizinhos ao prédio atingido inicialmente pelo fogo foram orientados a deixarem os imóveis. "Tinha chegado em casa, estava me preparando para tomar banho e a vizinha veio falando para todo mundo descer. No que a gente desceu, metade do meu prédio já estava na rua, tinha galera pulando, muito triste. A gente achou que o fogo fosse terminar assim que os bombeiros chegassem", contou Victor Hinckel, morador de um dos edifícios da região.

Há interdições no trânsito entre a Avenida Rio Branco e a Rua Antônio de Godói, na região central. Segundo os bombeiros, são mais de 160 homens trabalhando no combate às chamas e 57 viaturas estão no local. Um helicóptero também ajuda na ocorrência. Equipes do Samu, da Defesa Civil, da Companhia de Engenharia de Tráfego e da Polícia Militar trabalham no local.


Blogbraga/G1

Compartilhar no Whatsapp

Prazo para enviar declaração do Imposto de Renda termina hoje

Segunda-feira, 30 de Abril de 2018 / Brasil

Os contribuintes que ainda não acertaram as contas com o Fisco devem correr. Acaba hoje (30), às 23h59min59s, o prazo para enviar a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física. Quem não entregar a declaração a tempo pagará multa.

Neste ano, a Receita Federal espera receber 28,8 milhões de documentos. Segundo os dados mais recentes do órgão, 24.895.403 contribuintes tinham enviado a declaração até as 16h de ontem (29), o que equivalia a 87% do total.

O prazo para a entrega da declaração começou em 1º de março. O programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2018, ano base 2017, está disponível no site da Receita Federalhttp://www.receita.fazenda.gov.br A multa para quem apresentar a declaração depois da data limite corresponde a 1% por mês de atraso, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% sobre o imposto devido.


Blogbraga/IstoÉ

Compartilhar no Whatsapp

Na próxima segunda-feira, dia 23 de abril, começa a Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza, realizada pelo Ministério da Saúde.

Sexta-feira, 20 de Abril de 2018 / Brasil

Os tipos de vírus influenza sofrem constantes mutações e, portanto, a composição da vacina muda anualmente.

A vacina tetravalente de gripe com a composição de 2018 já está nas clínicas privadas.

20 abril de 2018 – A gripe (influenza) é uma infecção viral respiratória aguda e altamente contagiosa, sendo mais grave do que um resfriado comum, podendo levar a complicações médicas sérias.3,4,13 A doença pode afetar qualquer pessoa em qualquer idade, sendo facilmente transmitida através da tosse, espirro e contato próximo com uma pessoa ou superfície contaminada.

A gripe é causada, principalmente, por quatro cepas do vírus influenza: 2 cepas A (H1N1 e H3N2)  e 2 linhagens B (Yamagata e Victoria).2  E, como esses vírus estão em constante mudança de um ano para outro, novas vacinas precisam ser produzidas anualmente e por isso é importante se vacinar contra a gripe todos os anos.1-3 Anualmente, a composição das vacinas de gripe é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).2 Para 2018, a OMS anunciou que houve modificação na cepa A H3N2.2,25

Atualmente, os Estados Unidos e a Europa passam por um dos mais intensos surtos de gripe com altas taxas de casos confirmados e hospitalizações.5-7, 26,27 De outubro de 2017 a 3 de março de 2018, os EUA tiveram 24.664 hospitalizações confirmadas por Gripe (Influenza).5 Já na Europa, desde outubro de 2017, foram confirmados 20.312 casos de gripe e 11.434 hospitalizações.

No Brasil, conforme dados do Ministério da Saúde, o número total de casos confirmados de influenza até o final de outubro de 2017 foi de 2.412, sendo pacientes com uma mediana de idade de 45 anos – faixa etária que não é contemplada pela vacina oferecida no Programa Nacional de Imunizações (PNI).9,11 Dentre os casos de influenza, tivemos predomínio para o vírus influenza A (H3N2) com 64,5% e influenza B com 25,4%, sendo assim responsáveis por quase 90% dos casos.8 O estado com maior número de óbitos por influenza foi São Paulo, com 35,8% dos registros.

“Aqui, no Brasil, o vírus da gripe circula o ano todo, não apenas no inverno e é muito importante a conscientização da população sobre a importância da imunização todos os anos.3 Uma pesquisa recente da GSK revelou que mais de 60% dos adultos brasileiros não estão com a vacinação em dia. E isso se comprova pelos casos confirmados em pessoas acima de 45 anos. Mesmo essa faixa etária não sendo contemplada no Programa Nacional de Imunizações, é importante que procurem se vacinar. As pessoas devem checar se fazem parte dos grupos de risco que podem se vacinar nos postos de saúde. Caso contrário, devem procurar as vacinas na rede privada”9,11, afirma a Dra. Bárbara Furtado, gerente médica de vacinas da GSK.

Vacinas trivalente e tetravalente

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a imunização é a forma de prevenção mais efetiva contra a gripe e, para isso, existem dois tipos de vacinas contra a gripe: a trivalente e a tetravalente.

A vacina trivalente protege contra três cepas do vírus influenza2. Para 2018, a OMS definiu a composição da vacina com duas cepas de influenza A (H1N1 e H3N2) e uma linhagem de influenza B (Yamagata). Ela é oferecida gratuitamente pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) nos postos de saúde para crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, profissionais de saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, indígenas, pessoas acima de 60 anos e professores das escolas públicas e privadas.

A vacina tetravalente está disponível na rede privada e possui proteção contra quatro diferentes cepas do vírus influenza: 2 cepas A (H1N1 e H3N2) e 2 linhagens B (Yamagata e Victoria), o que significa 1 linhagem B a mais que as vacinas trivalentes.1,2 Sabe-se que as linhagens B foram responsáveis por quase 30% dos casos de gripe no ano de 2017.

Todos os anos a OMS recomenda as três cepas de influenza para as vacinas trivalentes e recomenda a linhagem B adicional que deve ser incluída nas vacinas tetravalentes2. Porém, é possível ocorrer um “mismatch” ou incompatibilidade de B, quando a cepa presente nas vacinas trivalentes, é significativamente diferente da linhagem que circula no ambiente.

A partir da campanha de 2018, a vacina influenza tetravalente da GSK, a Fluarix Tetra, estará disponível na rede privada para indivíduos a partir de 6 meses de idade.

A Anvisa aprovou, em 26 de fevereiro deste ano, a ampliação de uso desta vacina para indivíduos a partir de 6 meses de idade.

Diferenças entre gripe e resfriado

A gripe e o resfriado são doenças respiratórias, mas são causados ​​por diferentes vírus. Em geral, a gripe é pior do que o resfriado comum, e os sintomas são mais intensos. As pessoas com resfriado são mais propensas a apresentar sintomas como nariz escorrendo ou entupido. Os resfriados geralmente não levam a complicações de saúde, como pneumonia, infecções bacterianas ou hospitalizações. A gripe pode ter complicações associadas muito graves. Os sintomas da gripe podem incluir febre alta ou sensação de febre/calafrios, tosse, dor de garganta, nariz entupido, dores musculares ou corporais, dores de cabeça, fadiga (cansaço), sendo uma doença potencialmente fatal.

Febre Amarela e Gripe

Devido ao surto de Febre Amarela no país, é importante esclarecer para a população a possibilidade de imunização concomitante, ou em datas próximas, com as vacinas de Gripe (inativada) e Febre Amarela (atenuada):

1. Atualmente não existem estudos que avaliaram especificamente a possível interferência na resposta imune entre as vacinas de Febre Amarela e Gripe (Influenza).

2. Não existem evidências de que a administração concomitante da vacina de Febre Amarela com vacinas inativadas produza interferências nas respostas imunes e na segurança das vacinas, sendo elas aplicadas simultaneamente ou com qualquer intervalo e/ou ordem entre as administrações. 

3. Estudos clínicos limitados demonstraram que a resposta imunológica gerada pela vacina de Febre Amarela não é inibida pela administração de outras vacinas simultaneamente ou com intervalos de 1 dia a 1 mês.

Sendo assim, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras entidades de saúde não exigem um período mínimo de intervalo entre as doses e não contraindicam a administração de vacinas inativadas simultaneamente ou em qualquer momento antes ou após a vacinação contra Febre Amarela. 

Sobre a GSK

Uma das indústrias farmacêuticas líderes do mundo, a GSK está empenhada em melhorar a qualidade da vida humana permitindo que pessoas façam mais, vivam melhor e por mais tempo. Para mais informações, visite www.gsk.com.br.


Blogbraga/Informações para a Imprensa - Camila Curvelo

Compartilhar no Whatsapp

Lei aumenta pena para motorista embriagado que gerar vítimas com lesões graves, gravíssimas ou morte

Sexta-feira, 20 de Abril de 2018 / Brasil

Em 19 de dezembro de 2017 foi criada a Lei nº 13.546, que entrou em vigor ontem (19). A lei aumenta as penas para os condutores flagrados dirigindo sob efeito de álcool, ou qualquer outra substância entorpecente, e que tenham sido considerados culpados em acidentes que tenham gerado vítimas com lesões graves, gravíssimas ou fatais.

Para o condutor culpado, que tenha gerado vítima com lesão grave ou gravíssima, a pena é de 2 a 5 anos de reclusão. 

Para o condutor culpado, que tenha gerado vítima morta (homicídio), a pena é de 5 a 8 anos de reclusão.

Fiança – Caberá apenas a um juiz arbitrar fiança nesses casos. Segundo o Artigo 322 do Código de Processo Penal Brasileiro, a autoridade policial (delegado) somente poderá conceder fiança nos casos de infração cuja pena privativa de liberdade máxima não seja superior a 4 (quatro) anos, isto é, nos casos de detenção ou prisões simples. Com a nova lei as penas máximas são superiores a 4 anos.


Blogbraga/PRF

Compartilhar no Whatsapp

Entre ameaças de resistência e negociações para prisão, imbróglio de Lula se estende para fim de semana

Sábado, 07 de Abril de 2018 / Brasil

Militantes pró-Lula passaram o dia em ato de apoio ao ex-presidente no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

O juiz federal Sergio Moro havia definido esta sexta-feira (6) como o dia em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria se apresentar à Polícia Federal e, assim, começar a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Mas uma estratégia do petista acabou por alterar o script traçado pelo magistrado, estendendo para o final de semana o imbróglio sobre a situação do político.

Após um dia marcado pela reunião de uma multidão em volta do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, onde Lula estava abrigado desde a noite de quinta, a Polícia Federal anunciou que não cumpriria o mandado de prisão contra o ex-presidente nesta sexta, enquanto fontes ligadas ao petista sugeriam que ele poderia se entregar às autoridades nos próximos dias.


Blogbraga/R7

Compartilhar no Whatsapp

Lula não se apresenta à PF; juristas dizem que decisão não significa desrespeito à Justiça

Sexta-feira, 06 de Abril de 2018 / Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), mesmo após o prazo dado pelo juiz Sérgio Moro para que o petista se apresentasse voluntariamente à Polícia Federal, encerrado às 17h desta sexta-feira (6).

Juristas ouvidos pela TV Globo explicam que a decisão de Lula não representa um desrespeito à decisão judicial, uma vez que a apresentação dele às 17h era uma oferta, que o ex-presidente poderia aceitar ou não.

A partir de agora, a PF e Moro decidirão quando será cumprido o mandado de prisão.


Blogbraga/G1

Compartilhar no Whatsapp

PF continuará negociando com Lula após encerrado prazo de prisão

Sexta-feira, 06 de Abril de 2018 / Brasil

Ex-presidente Lula tinha até as 17h desta sexta para se apresentar à Polícia Federal em Curitiba, segundo determinou juiz Sérgio Moro

Segurança foi reforçada na sede da Polícia Federal no Paraná
rnani Ogata/Codigo19/Folhapress - 06.04.2018

Delegados da Polícia Federal em São Paulo estão conversando com advogados de Luiz Inácio Lula da Silva para negociar a rendição do ex-presidente na capital paulista. O prazo determinado pela Justiça Federal para o petista se entregar voluntariamente em Curitiba (PR) se encerrou às 17h desta sexta-feira (6).

A conversa, que já dura pelo menos duas horas, busca evitar uma operação policial para executar a ordem de prisão contra o petista, que está no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, desde a noite de quinta-feira (5). 

Segundo apurou o R7, Lula pode se entregar na sede da PF em São Paulo, ou ir diretamente ao aeroporto de Congonhas, onde já existem equipes da PF de prontidão. Uma aeronave já está abastecida e pronta para levá-lo a Curitiba.

Na capital paranense, um helicóptero levaria Lula do aeroporto Afonso Pena até a Superintendência da Polícia Federal, onde uma cela especial foi preparada para o ex-presidente.

A recomendação da equipe de advogados de Lula é para que ele se entregue. mas um membro da cúpula do PT informa que Lula vai tomar a decisão por conta própria.

PF: algemas serão usadas caso necessário

Em Curitiba, o delegado da Policia Federal Igor Romário de Paula confirmou que não está descartada a possibilidade de se negociar com a defesa do ex-presidente, mas que isso cabe aos agentes em São Paulo, responsáveis pela negociação neste momento.

— Não se descarta, após as 17h, tentar uma negociação para que uma apresentação seja feita. Mas isso a equipe que está no lugar que vai avaliar a melhor conduta pra que não exista confronto.

A declaração foi feita após uma reunião entre Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento de Inteligência do Paraná e Polícia Rodoviária Federal sobre o esquema de segurança.

Romário de Paula também disse que é pequena a chance de a Polícia Federal entrar no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para prender Lula.

— A hipótese [de entrar no sindicato dos metalúrgicos para prender Lula] é remota nesse momento.

Ainda segundo o delegado, caso o ex-presidente não se entregue, ele acredita que não deve demorar para que a ordem de prisão seja cumprida pela Polícia Federal.

— Eu não acredito que se prolongue por muito tempo. Mas estão sendo consideradas uma série de coisas para evitar confronto. Este tipo de prisão gera ânimos exaltados de vários lados.

Ele também comentou que não acredita que Lula represente algum risco, mas que, se for preciso, será feito o uso de algemas.

— Se houver risco, as algemas podem e devem ser usadas.

Pouco depois das 17h a sede da PF em Curitiba foi fechada e os jornalistas retirados do saguão. O local costuma fechar geralmente às 18h30.


Blogbraga/R7

Compartilhar no Whatsapp

SERGIPE: A Secretaria da Segurança Publica confirma a morte do capitão PM Manoel Oliveira, comandante da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga - Ceopac

Quinta-feira, 05 de Abril de 2018 / Brasil

Nesta quarta-feira (04), o Comandante da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga (CIOPAC), Oliveira, foi alvejado por cerca de 30 disparos de arma de fogo em uma rodovia entre os municípios de Monte Alegre e Porto da Folha.

Segundo as primeiras informações, Oliveira seguia com destino a Porto da Folha, quando foi surpreendido por homens fortemente armados que metralharam o veículo do comandante, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. 

Próximo ao carro onde estava o corpo, um outro veículo foi incendiado.

A polícia está realizando diligências nas imediações, mas até o momento ninguém foi preso.

Nota da SSP

A Secretaria da Segurança Publica confirma a morte do capitão PM Manoel Oliveira, comandante da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga (Ceopac).

O governador Jackson Barreto, ao saber do ocorrido, determinou que de forma imediata, todas as providências no sentido de investigar e esclarecer o crime fossem tomadas pelas equipes da Secretaria de Segurança Pública.

O delegado Dernival Eloi, diretor do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), foi designado como responsável pelas investigações e seguiu para o local do crime com agentes do Cope.

Várias unidades da Polícia Militar e Polícia Civil foram mobilizadas para realizar os primeiros procedimentos. Equipe do Grupamento Tático Aéreo também foi acionada.

As primeiras informações são de que homens armados, em dois veículos Corolla, abordaram o oficial da PM e efetuaram vários disparos, no trevo de acesso à cidade de Monte Alegre. O local da ocorrência já é próximo do povoado Vaca Serrada, em Porto da Folha, onde fica a sede da unidade da Polícia Militar.


Blogbraga/PM

Compartilhar no Whatsapp

Agricultores de todo o Brasil marcham para Brasília para protestar contra o Funrural

Quarta-feira, 28 de Março de 2018 / Brasil

O “Manifesto Verde e amarelo” ganhará as ruas da capital Federal no dia 4 de abril

Produtores rurais baianos vão se juntar aos milhares de produtores rurais de outros estados brasileiros para protestar, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília,  contra o Fundo de Apoio ao Trabalhador Rural (Funrural). O ato classificado de “Manifesto Verde e Amarelo – Funrural não, Securitização sim!”, acontece no próximo dia 4 de abril, e deve reunir mais de 10 mil famílias de agricultores e mais de 200 entidades de classe. A concentração será em frente ao estádio Mané Garrincha, de onde os manifestantes sairão, às 13h, em passeata.

O grupo pretende cobrar do governo a extinção do retroativo cobrado pelo período em que o imposto deixou de ser obrigatório, por força de decisões judiciais. “Não se trata de um perdão de dívida porque não existe a dívida, a própria justiça reconhece isso quando declara inconstitucional a cobrança. Portanto, o primeiro passo é desmistificar essa ideia que ventilam por aí, por pura falta de conhecimento. O segundo é pedir a securitização das dívidas do agronegócio. O agricultor não se nega a pagar o tributo instituído de agora para frente, mas se sente injustiçado ao ter que pagar um passivo inconstitucional”, argumenta o vice-presidente da Aiba, Luiz Pradella, ao apoiar o manifesto.

O Funrural é um tributo que recai sobre o faturamento bruto dos produtores rurais, hoje taxados a 1,2% para pessoa física e 2% para pessoa jurídica. Em 2010 e 2011, dois julgamentos no Supremo Tribunal Federal (STF) chegaram à conclusão de que o tributo tinha parecer inconstitucional, por caracterizar uma bitributação, pois incidia sobre a folha salarial dos funcionários e também sobre o faturamento bruto das propriedades rurais.

“Fere o princípio de isonomia entre o trabalhador rural e o trabalhador urbano, defendido pela Lei. Desta forma, o empregador rural está sendo lesado por pagar duas vezes o mesmo tributo”, explica o advogado da Associação na causa contra o Funrural, Jefferson Rocha.

À época, a alíquota era de 2,3%, sendo 2,1% destinados à Receita Federal e 0,2% repassados ao Senar. No ano passado, o caso teve uma reviravolta inusitada e, em resultado apertado, com voto de minerva da ministra Carmen Lúcia, por 6 a 5, a corte entendeu que a cobrança seria constitucional.

A decisão, no entanto, é questionada pelos produtores pelo fato de a Lei nº 13.606/18, sancionado pelo presidente Michel Temer em 2018 e em vigor desde sua publicação, reconsiderar a constitucionalidade do Funrural sem que houvesse trânsito em julgado. Agora, o Governo Federal cobra retroativo dos últimos cinco anos, período em que a cobrança estava extinta por decisão do STF.

“Querem sacrificar o setor que mais contribui com o PIB do País, que mais gera emprego, renda e desenvolvimento. Se tivermos que pagar esse retroativo que estão tentando nos empurrar corre o sério risco de quebrar o agronegócio nacional e, com ele, a economia brasileira. É um dinheiro que deixará de circular no país (cerca de R$ 30 bilhões). Não estamos pedindo anistia simplesmente porque não há o que anistiar. O produtor rural não pagou porque o tributo foi considerado inconstitucional. Agora, querem nos pintar como caloteiros, coisa que não somos, basta ver o índice de inadimplência do Banco Central para perceber que o crédito rural é o menor”, defende o produtor rural, José Alípio da Silveira, organizador voluntário do movimento na Bahia.

Mola propulsora

O agronegócio brasileiro é o setor que mais gera divisas para o País. Sozinho, ele contribuiu, em 2017, com 23,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, a maior participação em 13 anos, sendo o responsável pela estabilidade do PIB e garantindo o superávit à balança comercial. “Não é de agora que o agronegócio tem salvado o país de uma crise econômica, crise esta que não está descartada de acontecer se realmente tivermos que arcar com uma dívida que não nos pertence. Querem quebrar a agricultura e o País. Essa é a recompensa que dão ao setor que mais produz, gera emprego e distribuição de riqueza”, pontuou o produtor rural e conselheiro da Aiba, Hélio Hoppe.

Recentemente, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) classificou o Brasil de “celeiro do mundo”, além de estimar que o país terá de aumentar a produção agropecuária em 60% nas próximas três décadas para atender uma crescente e global demanda por alimentos.


Blogbraga/Ascom Aiba

Compartilhar no Whatsapp

Acidente com kombi escolar deixa três mortos e adolescentes feridos na TO-050

Sábado, 24 de Março de 2018 / Brasil

Segundo Polícia Civil, carro bateu em um bezerro, fazendo o veículo invadir a pista contrária e se chocar com a van.

Três pessoas morreram após uma batida entre um carro e uma van escolar na TO-050, próximo a Conceição do Tocantins. O acidente aconteceu na manhã deste sábado (24), por volta das 7h. Três adolescentes que estavam na van ficaram feridos.

Segundo informações da Polícia Civil, o carro bateu em um bezerro, fazendo o motorista perder o controle da direção e o veículo colidir com a van escolar que trafegava em sentido contrário.

No carro estavam cinco pessoas da mesma família. Um dos sobreviventes foi o vereador da cidade de Combinado, Ricardo Brito (PV). O motorista, Juarez Brito, ficou preso às ferragens e morreu no local. O passageiro, José de Brito Filho, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. As pessoas que morreram foram o pai e o tio do vereador.

O condutor da van, Joaquim Ramalho dos Santos, também morreu a caminho do Hospital Regional de Arraias. Os corpos serão levados para o Instituto Médico Legal de Natividade.

Os adolescentes que estavam na van foram socorridos por pessoas que passavam pelo local e levados para hospitais de Arraias e de Conceição do Tocantins.


Blogbraga/G1 - Fotos Internauta do Blogbraga

Compartilhar no Whatsapp

MORRE AOS 56 ANOS O PRODUTOR MUSICAL CARLOS EDUARDO MIRANDA

Sexta-feira, 23 de Março de 2018 / Brasil

Miranda ficou famoso por ser jurado de realities como 'Ídolos', 'Astros' e 'Qual é o Seu Talento?'

Morreu, na quinta-feira (22), o produto musical Carlos Eduardo Miranda, de 56 anos. A notícia foi divulgada por Vladimir Alves e pelo programa TV Fama, que publicaram a notícia em suas páginas do Instagram.

"Luto! Carlos Eduardo Miranda, famoso jurado do “Ídolos”, morreu nesta quinta-feira, 22, aos 56 anos. Ele estava em casa, com a família, quando teve um mal súbito", postou o jornalista  radialista.

"Ele estava em casa, com a família, quando teve um mal súbito. @tvfamaoficial conversou com Thomas Roth e Arnaldo Saccomani, também jurados do Ídolos, que confirmadam a notícia e estão em choque com a morte do amigo", dizia post do TV Fama.

Miranda ficou famoso por atuar como jurado em realities de talentos como Ídolos, Astros e Qual é o Seu Talento. Natural de Porto Alegre, ele chamou a atenção no cenário musical nos anos 1980 ao lançar grupos famosos como O Rappa, Skank, Raimundos e Mundo Livre S/A.

O Skank foi o primeiro grupo a lamentar a perda de Miranda. "O grande Carlos Eduardo Miranda foi uma figura seminal na nossa história. Foi ele quem chamou a atenção da imprensa do eixo Rio-SP sobre um quarteto que vinha de Minas Gerais e misturava reggae, pop, ska. Foi a chave que abriu a porta pro que viria depois", dizia post feito no Instagram da banda, composta por Samuel Rosa, Henrique Portugal, Haroldo Ferretti e Lelo Zaneti.

"Ele teria ainda grande contribuição ao longo da nossa carreira, especialmente no disco Maquinarama. Estamos muito tristes com a notícia de seu falecimento. Que sua travessia seja tão leve e divertida quanto a vida que ele levou aqui. Nossos pensamentos estão com sua filhinha Agnes e sua companheira, Bel. Vá em paz, amigo", ainda dizia o post do grupo mineiro.


Blogbraga/QUEM NEWS

Compartilhar no Whatsapp

ALERTA: HIV em idosos

Quinta-feira, 22 de Março de 2018 / Brasil

A doença vem crescendo a cada ano em pessoas acima de 60 e, o pior, este é um tema que ainda é “tabu” para a sociedade.

Somente em 10 anos, o aumento foi de 103% aqui no Brasil. E a perspectiva que em 2030, 73% dos idosos tenham a doença em todo o mundo.


Blogbraga/Isabelle Gomes

Compartilhar no Whatsapp

Horário de verão termina neste fim de semana

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 / Brasil

O horário de verão, em vigor desde outubro do ano passado, acaba na primeira hora deste domingo (18). À meia-noite entre sábado e domingo. 

O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).

Com isso, o horário no leste do Amazonas e nos estados de Roraima e Rondônia fica 1 hora "atrasado" em relação a Brasília, enquanto oeste do Amazonas e Acre ficam 2 horas atrás.


Blogbraga/G1

Compartilhar no Whatsapp

Batida entre ônibus e carretas deixa vários feridos e mortos na BR-020 próximo a Formosa

Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2018 / Brasil

Um ônibus e duas carretas se envolveram em um grave acidente na manhã desta quinta-feira (15), na BR-020, em Formosa, cidade goiana do Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão deixou vítimas fatais e feridos, mas ainda não há informações sobre a quantidade de vítimas. De acordo com os bombeiros, seis pessoas morreram.

A batida aconteceu por volta das 8h30. Uma das laterais do ônibus ficou completamente destruída. Além da PRF, o Corpo de Bombeiros de Goiás foi acionado para atender a ocorrência. Os bombeiros do Distrito Federal também ajudam no atendimento e enviaram um helicóptero e sete ambulâncias para o local. Algumas vítimas foram encaminhadas para hospitais do DF.

A assessoria de imprensa da empresa Expresso Guanabara, sediada em Fortaleza (CE) e responsável pelo ônibus, informou por telefone ao G1 que o veículo saiu de Cajazeiras, na Paraíba, com destino a Goiânia. A companhia ainda não divulgou o número de passageiros que estavam no ônibus no momento do acidente.

A colisão ocorreu no KM 45 da rodovia, entre os povoados de JK e Bezerra. A pista está interditada nos dois sentidos. Policiais controlam o trânsito no local.

De acordo com a PRF, o trecho onde houve a colisão é de pista simples. A ultrapassagem no local é proibida.


Blogbraga/Informações G1 - Fotos: Enviadas a nossa redação por internauta

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2018
Mundial FM 91,3
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
PARCEIROS
MaxCar CISO Segurança em Eventos Mineiros Compre Bem Real G7 SKY Mundo Verde Delicia Neli Dr. Márcio Rogério Querência Máquinas Agrícolas DPVAT Barreiras Kenni Henke Digital Informatica Oeste Manutenção renda extra Effect Clinica Vitoria àguia motos Luz motos Protegendo Seguros Contabilidade Rondon Fontana Cultura AUTOCAR Extreme Dique Denuncia P&F Evolucao Global Click Tec DBT Expressofia Unopar Online Celulares Grupo Marabá Rabelo Imperial Dupará Açaí G&G Magazine Casas Baiana Mimogás Mimoso Segurança PM Silvano Santos Pantanal Polícia Civil Guarda Municipal Sporttime DM Reparos Coyote Gil