Governo da Bahia

NOTÍCIAS

Abertura da XXI Marcha a Brasília ressalta expectativa por vitórias municipalistas

Terça-feira, 22 de Maio de 2018 / Brasil

Maior evento político da América Latina, a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios foi aberta oficialmente na manhã desta terça-feira (22) com a presença do presidente da República Michel Temer e mais de 6 mil participantes, entre prefeitos, secretários municipais e vereadores de todo o Brasil. A 21ª edição do evento espera ampliar o diálogo com o executivo e o legislativo federal em busca de mais autonomia aos municípios brasileiros.

O presidente da UPB, Eures Ribeiro, que lidera mais de 376 gestores baianos inscritos no evento, disse que a expectativa é ter resultado concretos por meio da luta municipalista. Ele ressaltou ainda a pressão dos prefeitos para que o Supremo Tribunal Federal vote a constitucionalidade da redistribuição dos royalties, aprovada e sancionada, mas sem efeito por conta de liminar concedida pela presidente da corte, ministra Cármen Lúcia.

“A marcha é um encontro anual que já deu muito resultado para o movimento municipalista, o que nos deixa na expectativa de obter mais essa vitória”, opinou. Eures Ribeiro aproveitou e convocou os prefeitos para o encontro com a bancada baiana de deputados e senadores, nesta quarta-feira (23), em busca de apoio para a pauta municipalista em tramitação no Congresso Nacional. “Aguardamos a participação de todos para avançarmos com propostas que melhorem a governança dos municípios”, afirmou.

Pacto Federativo

Na cerimônia de abertura da XXI Marcha a Brasília, o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, destacou os “avanços significativos” conquistados ao logo das 21 edições. Ele deixa o cargo este ano, mas fez questão de afirmar como a marcha municipalista passou a influenciar os poderes a favor dos municípios. “A Marcha faz parte de termos uma pauta no Congresso, de fazer com que o presidente da República e os presidentes das duas casas legislativas venham até aqui para dialogar com os municípios”.

Ziulkoski também destacou avanços no pacto federativo com o reajuste de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), de julho e dezembro, porém criticou a criação de programas sem a contrapartida financeira suficiente para a execução. Segundo ele, os municípios gastam hoje R$ 61 bilhões com projetos criados pela União e executado pelas prefeituras.

Presente na cerimônia, o presidente Michel Temer assinou o decreto para a readequação da rede física do Sistema Único de Saúde (SUS). A medida vai permitir o repasse de recursos para que Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) possam atender como Unidades Básicas de Saúde (UBS). Na ocasião, o presidente resaltou que “precisamos dos municípios brasileiros para que a União seja forte como tem que ser”.


Blogbraga/UPB - União dos Municípios da Bahia

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2020
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
Contabilidade Rio Grande - Parceira dessa Causa
PARCEIROS
Contabilidade Rondon LH Madeiras Neli Polícia Civil ORIX Midori Paisagismo Imperial Vida Farma Delicia Luz motos Casa da Informática Extreme Dique Denuncia ASMAT Ofertas - Hiper Santo Antonio PM Mineiros P&F Casa da Ferramenta Odontolessa Guarda Municipal Minas Aço Online Celulares G7 NET AFS CISO Grupo Marabá Oeste Beton Jaú Dupará Açaí Sportime Global Paraíba Sutrans Casa do Marceneiro DBT DPVAT