Embasa

Governo da Bahia
SICREDI
Ação
NOTÍCIAS

Brasil registra 2.349 mortes em 24 horas, novo recorde desde início da pandemia

Quinta-feira, 11 de Março de 2021 / Brasil

País contabilizou 11.205.972 casos e 270.917 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Casos e mortes apresentam tendência de alta.

O país registrou 2.349 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas -- o maior número desde o começo da pandemia -- e totalizou nesta quarta-feira (10) 270.917 óbitos. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 1.645, também um recorde. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de 43%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

É o que mostra novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta quarta-feira.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 11.205.972 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 80.955 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 69.107 novos diagnósticos por dia -- a maior média de casos desde o começo da pandemia. Isso representa uma variação de 32% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta também nos diagnósticos.

Vinte e dois estados estão com alta nas mortes: PR, RS, SC, ES, SP, GO, MS, MT, AC, AP, PA, RO, TO, AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE.


Blogbraga/G1

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2020
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
Contabilidade Rio Grande - Parceira dessa Causa
PARCEIROS
SBS Dupará Açaí Casa da Ferramenta PM Luz motos G7 NET Extreme Global ASMAT DBT Ofertas - Hiper Santo Antonio AFS Paraíba DPVAT Minas Aço Jaú Delicia CISO P&F LH Madeiras Contabilidade Rondon Casa do Marceneiro Guarda Municipal Sportime JBJ ORIX Oeste Beton Grupo Marabá Online Neli Rivaldo Sutrans Dique Denuncia Imperial Vida Farma