ALBA Modelo Gestão Bahia

NOTÍCIAS

Contas de ex-prefeitos de Barreiras são aprovadas

Quinta-feira, 08 de Novembro de 2018 / Região

Ex- Prefeito de Barreiras - Antônio Henrique Moreira

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (08/11), aprovou com ressalvas as contas da Prefeitura de Barreiras, da responsabilidade de Antônio Henrique Moreira (de 01/01 a 15/02) e de Carlos Augusto Nogueira (de 16/02 a 31/12), relativas ao exercício de 2016. O conselheiro Mário Negromonte, relator do parecer, multou o segundo gestor em R$2 mil, em razão das falhas e irregularidades apuradas durante a análise técnica das contas.

O balanço orçamentário apresentou uma receita arrecadada no montante de R$346.734.148,72 e despesas efetivamente realizadas de R$335.594.311,85, o que revela a ocorrência de superávit de R$11.139.836,87. Em relação ao artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, os recursos deixados em caixa – no montante de R$18.452.151,59 – foram suficiente para cobrir as despesas com restos a pagar, demonstrando a existência de equilíbrio fiscal nessas contas.

O relatório técnico sinalizou ausência de remessa ou remessa incorreta de dados e informações da gestão pública municipal pelo sistema SIGA do TCM e uma possível ilegalidade na contratação da Unibrasil Saúde – Cooperativa de Trabalho, no valor de R$15.744.606,18, por suposta burla à regra do concurso público, o que será analisado posteriormente em termo de ocorrência específico para a apuração das ilegalidades e da responsabilidade do gestor.

A administração municipal investiu 25,11% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, na manutenção e desenvolvimento do ensino no município, superando o percentual mínimo exigido de 25%. Nas ações e serviços públicos de saúde foram aplicados 22,13% dos recursos específicos para esta finalidade, atendendo ao mínimo de 15%. Sobre os recursos do FUNDEB, foram aplicados 84,43% no pagamento da remuneração dos profissionais do magistério.

A despesa total com pessoal manteve-se abaixo do limite de 54%, estabelecido na LRF, vez que os gastos alcançaram R$185.842.751,49, que corresponde 53,84% da receita corrente líquida do município no exercício.

Cabe recurso da decisão.


Blogbraga/Assessoria de Comunicação Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2019
Mundial FM 91,3
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
PARCEIROS
DM Reparos Delicia DBT Rede Multiassistencia Floral Paraíso Mimogás Kenni Henke Silvano Santos Coyote Grupo Marabá Cultura PM Mineiros Online Celulares Global Forte Grãos Paraíba Oeste Manutenção Casa da Ferramenta Imperial Polícia Civil Jaú Unopar Contabilidade Rondon Digital Informatica Ademilar Dique Denuncia Guarda Municipal Sportime Rabelo Click Tec AUTOCAR DPVAT Barreiras Neli MaxCar Evolucao CISO Mimoso Segurança Mimoaço Luz motos Extreme Vida Farma Fontana Dupará Açaí P&F Elo Aço G7 Dr. Márcio Rogério Pantanal