Governo da Bahia

NOTÍCIAS

Eduardo Salles classifica de ‘absurdo’ Decreto que retira subsídios de agricultores irrigantes

Terça-feira, 26 de Março de 2019 / Bahia

Pequenos, médios e grandes agricultores irrigantes podem ter suas contas de energia elétrica reajustadas em mais de 40% em função do Decreto 9.642, de 27 de dezembro de 2018, assinado pelo ex-presidente Michel Temer, que retira os subsídios concedidos aos produtores rurais. 

Para mobilizar a agropecuária baiana e estabelecer uma pauta que possa chamar a atenção do Congresso Nacional e Governo Federal para a revogação deste Decreto, o deputado estadual Eduardo Salles propôs e a Comissão de Agricultura realizou nesta terça-feira (26), na Assembleia Legislativa, audiência pública com agricultores irrigantes de todo o Estado, deputados, representantes do governo estadual e órgãos federais. 

“Esse reajuste vai inviabilizar o trabalho de milhares de produtores rurais na Bahia e no Brasil e perderemos milhões de empregos”, alertou Eduardo Salles, lembrando que o Estado tem 504.781 hectares irrigados, o que representa 7,25% do total nacional e 43,1% do Nordeste, conforme dados da ANA (Agência Nacional de Águas). 

O parlamentar fez questão de citar Juazeiro como exemplo do “caos” que o Decreto pode causar nas regiões em que a agricultura irrigada é a grande mola propulsora da economia. 

“Uma região que, segundo o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), em função da agricultura irrigada, foi uma das que mais geraram emprego, mesmo neste momento de crise econômica, pode perder tudo isso porque algum burocrata de Brasília, que pensa apenas em números e não conhece nada da realidade da agropecuária brasileira, resolveu tomar uma medida que pode gerar um caos na economia e abastecimento da população”, reclamou Eduardo Salles. 

O deputado estadual ressaltou o protagonismo da agropecuária baiana em iniciar o debate pela revogação do Decreto e garantiu que o trabalho apenas começou com a realização da audiência pública.

“Vamos mobilizar os deputados federais e senadores para nos ajudar a reverter imediatamente esse Decreto absurdo, feito no final do governo anterior, que vai causar um dano irreversível à agropecuária. Não vamos calar e usaremos todos os mecanismos de pressão para fazer o Brasil entender a importância deste setor e o reflexo que essa medida trará, como o aumento do preço dos produtos nas prateleiras dos mercados e feiras”, analisou o parlamentar.

Eduardo Salles lembra que o Decreto será responsável por um aumento médio de 15% na conta de água porque também retira o subsídio oferecido às empresas de água e esgoto. 

A audiência foi comanda pela deputada Jusmari Oliveira, presidente da Comissão de Agricultura, e teve palestras e a participação de representantes da FAEB (Federação da Agricultura do Estado da Bahia), SDR (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural), SEAGRI (Secretaria Estadual de Agricultura), SEMA (Secretaria Estadual de Meio Ambiente), sindicatos, perímetros irrigados baianos, prefeitos, vereadores, agricultores e lideranças da agropecuária.


Blogbraga/ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2019
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
PARCEIROS
Forte Grãos CISO Coyote Delicia Elo Aço Extreme MaxCar Bem Brasil Pastel G7 Contabilidade Rondon Casa da Ferramenta P&F Polícia Civil Mimoaço PM DM Reparos Jaú Rabelo Global Imperial Mineiros Neli Paraíba Dique Denuncia Grupo Marabá Fontana Guarda Municipal Dr. Márcio Rogério DPVAT Barreiras Vida Farma Kenni Henke Sportime Click Tec Dupará Açaí Unopar Silvano Santos Oeste Manutenção Evolucao Luz motos Sutrans DBT