Governo da Bahia

NOTÍCIAS

Estudo Contributivo subsidia estratégias institucionais e garante a melhoria do ensino, no UNIFASB

Quarta-feira, 06 de Novembro de 2019 / Região

A experiência de duas décadas com ensino superior presencial no Oeste baiano permitiu ao Centro Universitário São Francisco de Barreiras (UNIFASB) desenvolver ferramentas capazes de mensurar a eficiência da proposta pedagógica aplicada em suas salas de aula e laboratórios. Nesse contexto, um dos meios mais inovadores é o Estudo Contributivo, instrumento baseado em um caderno aplicado aos estudantes, com 15 situações aparentemente objetivas, mas dotadas de um forte teor interpretativo, capaz de identificar a condição do aluno que está prestes a se formar. Com esse estudo, a instituição faz um prognóstico da capacidade técnico-científica adquirida pelo aluno durante o curso.

Na sexta-feira (1), o UNIFASB reuniu os estudantes, em quatro salas, para a realização do Estudo, pelo sexto ano consecutivo. Na ocasião, o professor e assessor especial do Instituto Avançado de Ensino Superior de Barreiras (IAESB), Roberto Marden Lucena, acompanhou a aplicação do exame. “A ideia do Estudo surge no contexto do que chamamos de instrumentalização da proposta pedagógica do UNIFASB. No início do curso o aluno preenche a ficha de auto aplicação, depois temos o Trabalho Interdisciplinar Institucional (TII), a cada semestre, e ao final vem o Estudo Contributivo, que representa uma série de perspectivas, com a antecipação do perfil do egresso”, disse o docente.

O Estudo Contributivo gera, por meio da série histórica, a possibilidade de estimar a evolução do ensino na instituição, quando comparadas turmas dos primeiros anos em que ele foi realizado, com as turmas mais recentes. Desde a primeira edição, a instituição vem construindo um banco de dados que oferece informações para subsidiar o trabalho das coordenações de curso, a melhoria do currículo, os núcleos docentes estruturantes e o trabalho administrativo. As referências levantadas com o Estudo Contributivo também passaram a servir de base para o exercício da Comissão Própria de Avaliação (CPA), que avalia o desempenho de todos os setores do UNIFASB.

“Com essa prova a gente faz uma reflexão sobre como as coisas são dentro da faculdade e no mercado de trabalho. É a abertura de outros horizontes, que vão contribuir para quando formos egressos e profissionais da área”, afirmou a acadêmica Dayse Nery. Ana Paula Hoffmann, concluinte do curso de Ciências Contábeis, compreende a importância da avaliação. “O grande mérito desse exame é fazer a gente enxergar a realidade após o curso, por meio de 15 situações. Agora percebo que os questionários e as avaliações da instituição, desde o primeiro semestre, passam a fazer sentido”, disse.


Blogbraga/Araticum Comunicação

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2019
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
PARCEIROS
Extreme Capital Imóveis Grupo Marabá Oeste Manutenção Fontana Luz motos Polícia Civil Mimoaço Click Tec Vida Farma Unopar CMO Neli Fashion Work Imperial Dique Denuncia PM Jaú Mineiros Sportime Evolucao Rabelo Paraíba Sutrans DM Reparos Guarda Municipal G7 Apple Shop Delicia Elo Aço Bem Brasil Pastel Epis BA Dupará Açaí Global DPVAT Barreiras DBT MaxCar CISO Contabilidade Rondon Casa da Ferramenta Coyote P&F