Governo da Bahia Embasa

NOTÍCIAS

IBOTIRAMA: FPI resgata 1031 animais silvestres no oeste da Bahia e apreende 17 armas usadas na caça predatória

Sábado, 29 de Abril de 2017 / Região

A 40ª Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) foi encerrada ontem (28) com uma audiência pública realizada no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Ibotirama/BA. Nesta edição do Programa, que é coordenado pelo Ministério Público da Bahia (MP/BA) e conta com a participação de mais de trinta órgãos, os trabalhos aconteceram na região oeste do estado.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), com o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV/BA) e com a ONG Animallia, realizou o enfrentamento à caça, à venda e à criação ilegal de animais silvestres. No período da Operação, que começou no último dia 18, seis municípios foram visitados e fiscalizados. Em Ibotirama, Ipupiara, Paratinga, Brotas de Macaúbas, Oliveira dos Brejinhos e Muquém do São Francisco, 1031 animais silvestres foram resgatados. 

Os exemplares mais comuns em cativeiro eram das espécies Cardeal, Estêvão e Papa-capim. Porém, foram encontrados também pássaros mais raros como Curió e Pintassilgo, já raros em liberdade por conta da prática da captura. Além das aves, foram resgatados dois veados, um mico, dois tatus, cinco jabutis, sete cotias e 28 caititus.

A maioria das pessoas que mantinham os animais em cativeiro efetuou a entrega voluntária aos agentes fiscalizadores. Porém, em residências e estabelecimentos em que havia características de tráfico ou maus-tratos, foram lavrados Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) pela PRF e autos de infração do IBAMA. Foram 17 TCOs e 14 autos.

Durante as incursões, os agentes apreenderam 17 espingardas utilizadas na caça predatória de animais silvestres, sendo a maioria cartucheiras e "socadeiras".

Liberdade

Os animais resgatados foram levados para uma base em Ibotirama onde foram triados, alimentados e tratados por equipes de veterinários e biólogos do CRMV/BA e da ONG Animallia. Do total, 642 reuniam condições de serem devolvidos à natureza e foram libertados em áreas de reservas legais selecionadas pela equipe. Outros animais que não tinham condições de serem reintegrados à natureza foram enviados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) de Vitória da Conquista e de Porto Seguro, onde passarão por um processo de reabilitação para voltarem à liberdade.


Blogbraga/PRF

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2020
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
Contabilidade Rio Grande - Parceira dessa Causa
PARCEIROS
ASMAT Polícia Civil Sportime Guarda Municipal Sutrans Casa da Informática Extreme CISO AFS Casa do Marceneiro ORIX Rivaldo Posto Midori Paisagismo Paraíba DPVAT Vida Farma Grupo Marabá Luz motos DBT PM Contabilidade Rondon LH Madeiras Ofertas - Hiper Santo Antonio Dique Denuncia G7 NET Minas Aço Dupará Açaí Jaú Imperial Online Celulares P&F Global Casa da Ferramenta Oeste Beton Delicia Neli