COVID-19

NOTÍCIAS

Parados há 14 dias, vigilantes da Bahia voltam ao trabalho por causa de estado de calamidade pública

Quarta-feira, 25 de Março de 2020 / Bahia

O Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância do Estado (Sindivigilantes) informou, nesta terça-feira (24), que a categoria voltou ao trabalho a partir das 7h desta quarta (25). A decisão foi tomada por causa do estado de calamidade pública decretado devido ao avanço do novo coronavírus.

Os vigilantes estão paralisados há 14 dias. De acordo com o sindicato, o estado de greve está mantido e a categoria pode parar novamente quando o estado de calamidade pública for encerrado.

Ainda nesta terça, o Sindivigilantes informou que fez fiscalização dos equipamento de proteção individual (EPIs) e que faltam máscaras para os profissionais. O sindicato patronal, no entanto, diz que não é necessário o uso das máscaras.

Os vigilantes seguem aguardando o julgamento do dissídio da categoria pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT). O julgamento deveria ter sido na segunda-feira (23), mas foi adiado e não existe prazo para nova marcação.

Os vigilantes entraram em greve por reajuste salarial. Os patrões oferecem reajuste de 3,57%, relacionado à inflação do ano passado, mas os vigilantes querem recuperação de perda de 8%, relacionados aos anos de 2018 e 2019.


Blogbraga/G1

Compartilhar no Whatsapp
TOP Qualidade 2020
Rádio Cidade FM 95,9
Facebook
Tempo
Moeda
Conversor de Moeda
Cotação

Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
Contabilidade Rio Grande - Parceira dessa Causa
PARCEIROS
G7 NET Online Celulares Oeste Manutenção Global ORIX CMO Ofertas - Hiper Santo Antonio Oeste Beton Midori Paisagismo Sutrans Paraíba Dupará Açaí Delicia DPVAT Barreiras Contabilidade Rondon Minas Aço PM Vida Farma Extreme Casa da Ferramenta Unopar Neli Coyote Casa da Informática Grupo Marabá Polícia Civil Mineiros Luz motos CISO ASMAT Sportime Jaú P&F DBT Dique Denuncia AFS LH Madeiras Imperial Guarda Municipal